Open – Dia 3

19 de dezembro de 2014

Torneio Open 2014Nenhum comentário em Open – Dia 3

Dois recordes sul-americanos, cinco recordes de campeonato, melhor tempo do mundo e mais três índices para o Mundial de Kazan. O nível do Open continua altíssimo no penúltimo dia de competição.

O dia já começou com recorde sul-americano no 100 livre feminino. Larissa Oliveira estava há tempos buscando a marca de Tatiana Lemos de 2009. Larissa passou em segundo, atrás de Alessandra Marchioro, mas teve a melhor volta (28”03). Com 54”61, ela bateu o recorde que já durava desde 2009 e agora é a recordista sul-americano do 100 livre em piscina curta e longa. A prata ficou com Graciele Herrmann com 54”76, e Marchioro e Daiane Becker empataram em terceiro, com 55”69.

No masculino, ouro para Marcelo Chierighini com 49”07, seguido de Matheus Santana (49”16) e Bruno Fratus (49”46), que já havia feito o índice para Kazan pela manhã.

No 200 peito feminino, Pamela Alencar ficou acima de seu melhor tempo, mas levou o ouro com 2’33”38. Beatriz Travallon, que cresceu muito no último parcial, ficou em segundo por apenas um centésimo. Em terceiro, Thamy Ventorin com 2’34”34.

A prova masculina teve um dos tempos mais fortes da competição. Depois de ser desclassificado no 400 medley, Thiago Simon fez uma prova muito forte com 2’10”58, o segundo melhor tempo da América do Sul sem trajes (Tales Cerdeira nadou para 2’09”77 em 2012). Henrique Barbosa ficou em segundo com 2’13”80, e Felipe Monni foi bronze, 2’14”06, sua primeira medalha em competições absolutas.

Captura de Tela 2014-12-19 às 18.02.27

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Etiene Medeiros deixou claro que é a atleta do ano no mundo no 50 costas. Depois do recorde e título mundial em piscina curta, ela fez o melhor tempo do mundo em 2014, com 27”37. A marca é novo recorde sul-americano e fica a apenas 31 centésimos do recorde mundial. Natalia Diniz foi prata, com 29”92, e Aline Saporito bronze, 30”14. 

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Como vem acontecendo há algum tempo nessa prova, o Pinheiros fez o pódio completo do 50 costas masculino, com Daniel Orzechowski (25”02), Guilherme Guido (25”17) e Fabio Santi (25”45).

Joanna Maranhão deu mais um show na prova de 200 medley, fazendo sua melhor marca pós trajes, com 2’13”40. Joanna voltou a falar na entrevista que quer chegar à final olímpica em 2016, superar seus tempos feitos na época dos trajes e nadar para 2’11 nessa prova. Gabrielle Roncatto com um ótimo final de prova ficou em segundo com 2’17”05, índice para o Mundial Júnior, e Nathalia Almeida foi bronze, 2’17”47.

Captura de Tela 2014-12-19 às 18.25.15

Foto: Satiro Sodré/SSPress

200 medley muito forte de Thiago Pereira, que fez sua melhor marca do ano e o quinto tempo do mundo esse ano, 1’57”23. Henrique Rodrigues, depois de passar por cirurgia no ombro, fecha o ano com índice para o Mundial de Kazan, 1’59”89. Lucas Oliveira foi bronze, 2’03”42. 

Ótima disputa no 400 livre feminino, com as duas representantes do Brasil nas Olimpíadas da Juventude (Bruna Primati e Viviane Jungblut) começando muito forte. Primati assumiu a liderança a partir dos 300 metros e conseguiu conter Manuella Lyrio, que teve o melhor final de prova (31”19). Primati fez 4’14”90 e ganhou seu segundo ouro na competição, Manuella foi prata com 4’15”02, e Viviane foi bronze com 4’17”64.

Na prova masculina, Leo de Deus não participou da final, depois de ter feito o índice para Kazan pela manhã. Luiz Altamir abriu muito forte junto com Miguel Valente, e os dois travaram bela disputa até os 300 metros. A partir dai, Miguel disparou e ganhou com 3’52”54. Altamir acabou ultrapassado por Lucas Kanieski (3’53”32) e ficou em terceiro (3’54”83).

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »