open

Open 2015: Finais Dia 1 – TEMPO REAL

16 de dezembro de 2015

Torneio Open 20152 comentários em Open 2015: Finais Dia 1 – TEMPO REAL

Foto de capa: Alexandre Koizumi

Resumo das eliminatórias: Leo de Deus fez o índice para a prova de 200 costas com 1’57”43. Clique aqui para saber mais.

50 borboleta feminino
Tempo para final: 28”17
Recorde sulamericano: 25”85

Daiene Dias, que teve o melhor tempo pela manhã, não nadou a final. Daynara de Paula foi a vencedora da final com 26”47, a única abaixo de 27”. Foi seu terceiro melhor tempo na prova este ano. Bruna Rocha ficou em segundo com 27”06 e Roberta Albino terceira com 27”23.

Screen Shot 2015-12-16 at 5.34.01 PM

50 borboleta masculino 
Tempo para final: 24”11
Recorde sulamericano: 22”76

Nicholas Santos ganhou com tempo um pouco pior do que o feito pela manhã: 23”38 contra 23”16. Henrique Martins ficou em segundo com 23”55, seguido de Guilherme Rosolen, com 23”61.

Screen Shot 2015-12-16 at 5.39.20 PM

200 costas feminino 
Tempo para final: 2’21”39
Recorde sulamericano: 2’12”05
Índice olímpico: 2’10”60

Natalia de Luccas voltou a nadar para 2’12 e dominou a prova de ponta a ponta. Foi seu terceiro melhor tempo da carreira: 2’12”44, novo recorde de campeonato. Florencia Perotti foi segunda com 2’16”48 e Gabriela Mello a terceira, com 2’17”11. As juvenis Maria Pessanha e Fernanda Goeij vieram em seguida, ambas para 2’17 também (Fernanda havia nadado para 2’16”74 no Brasileiro Juvenil, já Pessanha melhorou frente os 2’19”45 que fez na mesma competição).

Screen Shot 2015-12-16 at 5.47.29 PM

200 costas masculino 
Tempo para final: 2’07”47
Recorde sulamericano: 1’56”40
Índice olímpico: 1’58”22
Nadadores com índice: Leo de Deus (Open 2015 – 1’57”43)

Sem Leo de Deus, que saiu da final depois de fazer o índice olímpico da prova pela manhã, Fernando Ernesto foi o campeão com 1’59”63. Ernesto passou forte (57”00). Fabio Santi, que pela manhã fez 1’59”38, nadou para 2’00”66 e ficou em segundo. Leonardo Fim foi terceiro com 2’03”17.

Screen Shot 2015-12-16 at 5.58.11 PM

800 livre feminino 
Recorde sulamericano: 8’25”93
Índice olímpico: 8’33”97
Melhor tempo da série fraca: 9’01”64 – Gabriela Rocha

Prova muito forte de Joanna Maranhão, que nadou para 8’35”93 e ficou a menos de dois segundos do índice olímpico. Bruna Primati ficou em segundo com 8’42”15, seguida de Samantha Arevalo com 8’42”33.

Screen Shot 2015-12-16 at 6.19.45 PM

1500 livre masculino
Recorde sulamericano: 15’10”24
Índice olímpico: 15’14”77
Melhor tempo série fraca: Luiz Gustavo Barros – 16’07”11

Prova muito forte do equatoriano Esteban Enderica, batendo o recorde sul-americano com 15’09”82, nadando abaixo do índice olímpico. Luiz Rogério Arapiraca foi o melhor brasileiro nadando para 15’23”29 (sua melhor marca do ano), seguido de Lucas Kanieski, com 15’23”82. Guilherme da Costa foi o terceiro brasileiro, com 15’28”64.

Screen Shot 2015-12-16 at 6.39.37 PM

4X50 livre feminino
Lorrane Ferreira abriu o revezamento do Minas para 25”28, exatamente o índice olímpico da prova de 50 livre. Vale lembrar que a marca só vale para obtenção de índice se não for nadada a prova individual. O Minas ficou com o título com 1’42”68. Destaque para o parcial de Daiane Becker, de 24”80. Alessandra Marchioro abriu para a Unisanta com 25”57.

Screen Shot 2015-12-16 at 6.54.26 PM

4×50 livre masculino

Bruno Fratus fez nada menos que seu melhor tempo da vida, 21”37, abrindo o revezamento 4×50 do Pinheiros. Não só está abaixo do índice olímpico como iguala o segundo melhor tempo do mundo este ano, feito por Nathan Adrian. Que prova! Cesar Cielo, lançado, fez 21”44 pelo revezamento do Minas, Italo Manzine fez 21”72 e Marcelo Chierighini, 21”56.

Screen Shot 2015-12-16 at 7.04.21 PM

Posts relacionados

2 comentários em "Open 2015: Finais Dia 1 – TEMPO REAL"

  1. Pedro disse:

    Beatriz, a marca do Bruno já conta como índice para a Olimpíada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »