Os 9 melhores momentos do Finkel | Yes Swim
pinheiros myrtha pools

Os 9 melhores momentos do Finkel

24 de agosto de 2015

Troféu José Finkel 20153 comentários em Os 9 melhores momentos do Finkel

 9- A disputa por pontos

Diferente das últimas competições, o principal objetivo dos clubes e atletas nessa edição foi a conquista do título. A disputa por pontos geralmente é coadjuvante em campeonatos nacionais que servem de seletiva. Então, presenciamos muitos nadadores saindo de certas provas para focarem em suas principais. Mas nessa semana não. Não pelo menos nas quatro melhores equipes da competição: Minas, Pinheiros, Corinthians e Unisanta.

Assim, o ambiente da competição fica com um clima muito bacana, com bastante assovio, gritos de guerra, comemorações e superação.

Trofeu Jose Finkel de natacao no Clube Pinheiros, 22 de Agosto de 2015, Sao Paulo, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva / SSPress.

Foto: Vitor Silva / SS Press

8- A volta de João

João Luiz Gomes Jr. teve o Finkel como sua primeira grande competição após a suspensão por doping, dada no início do ano. E não poderia voltar melhor. Foi vice-campeão dos 100 peito (uma das provas mais esperadas para as seletivas olímpicas) com melhor tempo da vida e abaixo do índice olímpico: 1’00”27. E ainda conquistou no último dia o ouro nos 50 peito, com novo recorde de campeonato, melhor marca pessoal e ainda melhor índice técnico de toda a competição: 27”03. Melhor impossível.

Joao Gomes Jr.Trofeu Jose Finkel de natacao no Clube Pinheiros, 22 de Agosto de 2015, Sao Paulo, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva / SSPress.

Foto: Vitor Silva / SS Press

7- Jhennifer

Jhennifer Conceição não só chegou próxima aos seus melhores tempos, como também venceu de gringa. Gringas. Em prova de peito. Sim, senhora. Aqui não, minhas queridas. Foi-se o tempo em que trazer estrangeira era certeza de vitória. Ainda mais no nado peito. A nadadora do flamengo venceu os 50 peito em cima da melhor atleta da competição (Taylor McKeown teve a melhor eficiência de pontos e melhor índice técnico no feminino), que é integrante da seleção principal australiana. Jhennyfer ainda terminou os 100 peito em segundo com 1’09”09, mantendo nas três competições do último mês uma boa consistência. É a menina a ser batida no peito.

Jhennifer Coceicao.Trofeu Jose Finkel de natacao no Clube Pinheiros, 22 de Agosto de 2015, Sao Paulo, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva / SSPress.

Foto: Vitor Silva / SS Press




6- 50 borbo de Nicholas

Bem que podia ser 22”99. Mas 23”00 na final dos 50 borbo de Nicholas Santos foi melhor que o tempo feito por ele para conquistar a prata em Kazan. Independente do tempo, ele continuaria com a prata, é bem verdade, mas manter a qualidade e velocidade depois de 2 semanas, ainda no penúltimo dia de competição, para um nadador de 35 anos, foi bastante surpreendente.

Legal também vê-lo na forte final dos 100 borboleta, terminando empatado em quarto lugar e abaixo dos 53 segundos!!! Como sua especialidade não é olímpica, o foco para os 100 tem dado muito certo.

Nichola dos Santos.Trofeu Jose Finkel de natacao no Clube Pinheitos, 21 de Agosto de 2015, Sao Paulo, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva / SSPress.

Foto: Vitor Silva / SS Press

5- Salatta

O nadador mais talentoso que conhecemos está de volta. Lucas Salatta aos poucos está voltando a ser protagonista dos campeonatos brasileiros. Nesse Finkel, subiu ao pódio em quase todas as provas que nadou, algo que não acontecia há muito tempo. Nos 100 borboleta, ficou com a segunda colocação nadando abaixo de 53 segundos. Ainda ficou em terceiro nos 200 medley e 200 borboleta. E ainda foi finalista nos 100 costas, onde terminou em 5º lugar, tornando-se o quarto nadador mais eficiente da competição.

salatta finkel 2015

4- 200 livre da Manu

Gringa? Who?

Conheço poucas pessoas tão competitivas quanto Manuella Lyrio. Podia ser a Katie Ledecky ali do lado, que Manu ia pra cima. Não que tenha sido fácil vencer da australiana Leah Neale, mas venceu e venceu com excelente tempo de 1’58”65, muito próxima a seu melhor. Assim como Guilherme Guido, um tempo que surpreendeu a todos, dado o acumulo das três semanas. Manuella teve de modo geral uma excelente competição. Ainda ficou em segundo nos 200 borbo, apenas 1 segundo acima de seu tempo do Pan e segunda (mas melhor brasileira) nos 400 livre, 2 segundos acima de seu recorde brasileiro feito em Kazan.

Trofeu Jose Finkel de natacao no Clube Pinheitos, 17 de Agosto de 2015, Sao Paulo, SP, Brasil. Foto: Vitor Silva / SSPress.

Foto: Vitor Silva / SS Press




3- Henrique

Martins. O nadador do Minas já tinha dado o recado na Coréia, durante as Universíades, quando foi o destaque masculino da competição. Ausente no Pan e Mundial, Henrique treinou para o Finkel e correspondeu às expectativas. Em sua principal prova, os 100 borboleta, venceu com tempo abaixo do índice olímpico: 52”32, melhor tempo da prova no ano entre os brasileiros. Ainda foi prata nos 50 borboleta, quarto nos 100 livre e quinto nos 50 livre. Fazendo 103 pontos para o Minas, terceiro mais eficiente do campeonato.

finekel 2015 henrique martins

Foto: Ale Koizumi

2- 100 costas do Guido

Nem o próprio Guilherme Guido esperava nadar tão próximo de seu melhor tempo. Estamos falando de 2 décimos do recorde sul-americano do próprio nadador, feito na abertura do revezamento do Pan. Foi inesperado pois no Mundial, duas semanas depois de Toronto, ele não conseguiu manter o mesmo rendimento, muito em função do cansaço e extensão do polimento. Mas no primeiro dia, Guido fez uma prova perfeita e esse tempaço de 53”36, melhor índice técnico de provas olímpicas, mostrando que acúmulo físico e emocional não dão certeza de queda no desempenho.

E mais que isso, Guido ainda foi prata nos 50 costas, bronze nos 200 costas e quinto colocado nos 50 borboleta. Foi simplesmente o segundo atleta mais eficiente da competição!

guilherme guido ricardo bufolin finkel 2015

Foto: Ricardo Bufolin

1- 400 medley masculino

Ao contrário de outras provas, o 400 medley masculino não foi marcante pelo tempo. Os 4’23 para vencer a prova está bem acima do que costumamos ver em campeonatos brasileiros, quando vencida por Thiago Pereira, Thiago Simon ou até mesmo pelo Brandonn Pierry.




E justamente por isso foi a prova mais marcante para nós. Pois a ausência de Thiago e Brandonn permitiram a disputa entre dois nadadores que até então eram coadjuvantes nas finais. Essa semana protagonizaram uma das mais belas comemorações do campeonato.

Gabriel Ogawa e Leonardo Santos, antes de mais nada grandes amigos, brigaram pelo título da prova e comemoram muito não só as medalhas como os melhores tempos da vida. Ogawa com seu primeiro ouro individual em campeonatos absolutos, Leo com sua primeira medalha individual. E o fato de ambos serem do clube anfitrião fez com que a arquibancada comemorasse tanto quanto os próprios nadadores, proporcionando um momento muito enérgico e emocionante.

gabriel ogawa leonardo santos finkel 2015

Foto: Ricardo Bufolin

EXTRA: Transmissão da Yes Swim

Mesmo não sendo uma cobertura tão minuciosa como a do Mundial, sabemos a importância da Yes Swim para os que não puderam estar presentes no Pinheiros na última semana. Não sendo televisionada, fomos o único meio de comunicação a divulgar os resultados em tempo real (fora a CBDA) e trazer exclusividades da competição, com resumo diário ao vivo das etapas e transmissão simultânea de algumas provas. Espero que tenham gostado :)

Posts relacionados

3 comentários em "Os 9 melhores momentos do Finkel"

  1. Adorei a cobertura Carolina ! 😉

  2. Lucas disse:

    Parabéns pelo site e cobertura, não perco um post e acompanho todos os campeonatos por aqui, pois meia horários não batem com as transmissões , quando são transmitidas !
    Não existe nenhum blog especializado em Natacao como o de vocês ! Sucesso !!!
    Obrigado

  3. aline disse:

    Adoro o Nicholas Santos e o exemplo que ele é de atleta e profissionalismo. Agora é focar no 100m para 2016. Torço muito pelo Nicão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »