Maria Lenk 2015 – Finais Dia 2

7 de abril de 2015

Troféu Maria Lenk 2015Nenhum comentário em Maria Lenk 2015 – Finais Dia 2

Foto: Satiro Sodré/SSPress

As finais tiveram apenas um índice para o Mundial de Kazan, mas muito comemorado: Brandonn Pierry Almeida no 1500 livre. Fazia anos que o Brasil não tinha um nadador fazendo índice para essa prova. Além disso, foram definidas as vagas para o 200 peito e 100 borboleta.

A competição começou com uma bela disputa no 200 peito. Felipe França precisava nadar melhor que o tempo de Thiago Pereira pela manhã para garantir sua vaga em Kazan. França saiu forte e virou o 100 metros em segundo, atrás apenas de Felipe Lima, que também começou muito forte pela raia 8. Mas prevaleceu a forte volta de Thiago Simon e Andreas Mickosz, que ficaram em primeiro (2’11”79) e segundo (2’11”92) respectivamente. O bronze ficou com França, 2’12”05, completando o pódio do Corinthians na prova.

Após a final, nadaram abaixo do índice. Os dois Thiagos estão classificados para Kazan.
Thiago Simon – 2’10”58 – Open 2014
Thiago Pereira – 2’11”54 – Eliminatórias Maria Lenk 2015
Felipe França – 2’11”56 – Eliminatórias Maria Lenk 2015

Screen Shot 2015-04-07 at 5.27.53 PM

Foto: Satiro Sodré/SSPress

No feminino, os dois primeiros lugares foram para as estrangeiras: Julia Sebastian (2’28”38) e Macarena Ceballos (2’29”95). Pamela Alencar foi a melhor brasileira quase superando a barreira dos 2’30 pela primeira vez, nadando para 2’30”31.

No 100 borboleta masculino,  Arthur Mendes melhorou mais 2 centésimos do tempo da manhã e voltou a nadar abaixo do índice: 52”33. A prata ficou com Henrique Martins, 52”53, e o bronze com Thiago Pereira, 52”57.

As vagas para Kazan ficaram com Arthur e Thiago Pereira, que nadou para 52”27 no Open do ano passado.

Na prova feminina, Etiene Medeiros saiu da final depois de fazer o índice pela manhã. A vitória na final ficou com a única nadadora que voltou na casa de 30”no segundo parcial: Daynara de Paula, nadando para 58”82. Prata para Bruna Rocha (59”80) e Daiene Dias (1’00”29).

As vagas para Kazan ficou com Daynara (58”36 no Open) e Daiene (58”49, também no Open).

Screen Shot 2015-04-07 at 5.49.29 PM

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Mas o melhor do dia ficou para o final. Desde Luiz Lima o Brasil não tinha um nadador fazendo índice para Mundial/Olimpíada em provas de fundo. O feito veio das mãos de um dos maiores destaques das categorias de base dos últimos tempos: Brandonn Pierry Almeida.

Miguel Valente liderou a prova até os 1150 metros, quando foi ultrapassado por Brandonn, que vinha logo atrás.

Os últimos metros tiveram forte torcida do Corinthians e Minas na arquibancada, apoiando também Lucas Kanieski, que cresceu e ficou muito próximo do índice com 15’14”18.

A marca de Brandonn é também novo recorde brasileiro da prova.

Screen Shot 2015-04-07 at 6.07.04 PM

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »