Maria Lenk 2015 – Finais Dia 4

9 de abril de 2015

Troféu Maria Lenk 20151 comentário em Maria Lenk 2015 – Finais Dia 4

quarto dia de finais começou com grande prova de Leo de Deus no 200 borboleta. Com 1’55”19 ele fez seu melhor tempo da vida e o primeiro do mundo esse ano –  é o único nadador brasileiro liderando o ranking mundial nessa temporada.

Kaio Marcio, de volta às piscinas, ficou a apenas 2 centésimos do índice para o Mundial de Kazan com 1’56”99. Marcos Ferrari foi bronze, 1’58”36.

Até a realização da final B, estão com a vaga para o Mundial Junior Kaue da Silva Carvalho e Giovanny Lima.

Após a realização da final B, Henrique Painhas (2’01”09) e Kaue da Silva Carvalho (2’01”40) ficaram com a vaga para o Mundial Junior, depois de uma disputa muito acirrada, que teve ainda Giovanny Lima (2’01”45) e Vinicius Lanza (2’01”46) com índice.

Screen Shot 2015-04-09 at 5.27.12 PM

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Na prova feminina, mais uma vitória de Joanna Maranhão, que colocou mais de 4 segundos sobre a segunda colocada. Joanna nadou para 2’10”33 e disse em entrevista que sentiu muito o final de prova.

Gabriela Rocha foi prata com 2’14”84 e Manuella Lyrio bronze com 2’15”06.

No 100 peito masculino, Felipe Lima e Felipe França se confirmaram como os dois representantes do Brasil em Kazan. França forçou o parcial e virou 27”53, vencendo com 59”84. Felipe Lima foi segundo, com 1’00”03, e Pedro Cardona bronze com sua melhor marca pessoal, 1’00”88.

Considerando o tempo de Felipe Lima pela manhã (59”78), o Brasil tem agora o terceiro e quinto melhores tempos do mundo na prova esse ano.

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Foto: Satiro Sodré/SSPress

No 100 peito feminino, Julia Sebastian venceu com facilidade com 1’08”85. A primeira brasileira brasileira foi Renata Sander, que passou em 7o mas teve o melhor parcial de volta (36”09) e se tornou a terceira brasileira a nadar abaixo de 1’10 na prova na era pós trajes, com 1’09”62. Jhennifer da Conceição foi a segunda brasileira com 1’10”31 e Juliana Marin a terceira, 1’10”56. Com sua marca no Open (1’09”35), Jhennifer fica com a vaga para o revezamento 4×100 medley.

Miguel Valente fez uma prova negativa digna de nota no 800 livre masculino: passou 4’01 e voltou 3’56, com direito a 57”6 no último parcial de 100! Com 7’58”44 ele ficou a apenas 24 centésimos do recorde brasileiro de Rogério Arapiraca. Lucas Kanieski foi segundo com 8’01”10 e Brandonn, também em prova negativa (4’03 – 3’58), foi bronze: 8’01”60.

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Foto: Satiro Sodré/SSPress

No revezamento 4×100 livre, Etiene Medeiros abriu para 54”99 pelo SESI, e passa a ter o terceiro melhor tempo do Brasil para o vazamento de Kazan. A equipe acabou em primeiro com ótimo tempo de 3’41”62, a apenas 57 centésimos do recorde sul-americano estabelecido no Mundial de Barcelona. O Pinheiros foi segundo e o Minas, terceiro.

Na prova masculina, destaque para Matheus Santana abrindo 48”99 pela Unisanta e os parciais de Cesar Cielo (47”90), Marcelo Chierighini (48”20) e Bruno Fratus (48”64). A vitória ficou novamente com o Pinheiros com 3’15”83, seguido de Minas e Unisanta.

Posts relacionados

Um comentário em "Maria Lenk 2015 – Finais Dia 4"

  1. fabio disse:

    A atleta Maria Luiza Pessanha nos 200 borboleta final A , , também conquistou o índice para o mundial de júnior , com o tempo de 2’17″43, desde já agradeço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »