leonardo de deus 200 borboleta campeão maria lenk

A forte quinta-feira no Parque Aquático Maria Lenk

4 de maio de 2017

Troféu Maria Lenk 2017Nenhum comentário em A forte quinta-feira no Parque Aquático Maria Lenk

Haters dirão que a piscina está hoje com menos de 50 metros.

De 8 finais nadadas, todas tiveram excelentes resultados que variaram entre top 8 do ranking mundial, melhores marcas pessoais e, inclusive, recorde do continente, ou o conjunto dos três.

A começar com o aniversariante do dia Gabriel Silva, que melhorou meio segundo de seu tempo para vencer com maestria a prova dos 100 livre. Terceiro melhor tempo do mundo: 48”11. Esse tempo é exatamente o mesmo feito por Marcelo Chierighini em 2013, quando venceu pela primeira vez o Maria Lenk e foi para seu primeiro mundial, igual a Gabriel. O que isso significa? Absolutamente nada. Apenas que Gabriel está voando (passou para 22”9).

Gabriel Silva Santos campeão 100 livre maria lenk

Gabriel Silva
Foto: Satiro Sodré / SS Press

Na mesma prova, no feminino, a vencedora foi Manuella Lyrio, baixando dos 55 segundos pela primeira vez, entrando para o seleto grupo de brasileiras na casa dos 54 segundos, com 54”80.

Nos 50 peito, duas novas melhores marcas pessoais: João Luiz Gomes Jr chegou muito próximo do recorde sulamericano de Felipe França, fazendo 26”83, 7 centésimos atrás do recorde, e segundo melhor tempo do mundo esse ano. Já Jhennifer Conceição não deixou o recorde escapar e baixou quase meio segundo para estabelecer a nova marca de 30”63, sexto melhor tempo do mundo esse ano, quebrando a antiga marca sulamericana de Tatiane Sakemi com 30”81, desde 2009 na época dos trajes.

jhennifer conceição 50 peito recorde sulamericano campeã maria lenk

Jhennifer Conceição
Foto: Satiro Sodré / SS Press

Nas provas de 50 costas, Etiene Medeiros entrou no ranking mundial com o o sexto melhor tempo, enquanto Guilherme Guido passou a ser o quarto melhor tempo do ano.

Por fim, nas duas últimas provas do dia, os 200 borboleta de ambos gêneros, Leonardo de Deus conseguiu após anos quebrar a marca do 1’55”, fazendo o quarto melhor tempo do ano no mundo: 1’54”91. E Joanna Maranhão, fez mais uma melhor marca pessoal, quebrando o recorde sulamericano dela mesma com 2’09”22.

joanna maranhao recorde sulamericano 200 borbo campeã maria lenk

Joanna Maranhão

Foto: Satiro Sodré / SS Press

Placar

De 8 campeões:

6 melhores marcas pessoais

6 tempos no top 8 do ranking mundial

2 recordes sulamericanos

1 recorde de campeonato

Sem contar os recordes batidos de categoria, outros nadadores que também melhoraram seus tempos e outros nadadores que não ganharam, mas mesmo assim entraram no ranking.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »