Screen Shot 2016-06-28 at 11.48.01 AM

“Eu não consigo colocar em palavras o que isso significa” – Reações no Trials, dia 2

28 de junho de 2016

CuriosidadesNenhum comentário em “Eu não consigo colocar em palavras o que isso significa” – Reações no Trials, dia 2

Esse vídeo de Leah Smith já é uma das melhores imagens desse Trials. Apenas assistam:

Com 20 anos completados em abril, Leah garantiu vaga para sua primeira Olimpíada em uma das provas mais impressionantes do dia. Seu 4’00”65 é o quarto melhor 400 livre da história, o segundo melhor sem trajes e um tempo que a coloca como favorita ao pódio no Rio. Ela não chegou a ameaçar Ledecky, mas seu segundo parcial de 200 foi melhor e chegar apenas um corpo atrás da recordista mundial, nos tempos atuais, é um feito para poucas.

leah

Ledecky, aliás, comemorou muito o tempo de Leah depois da chegada. Essa foto mostra sua reação quando viu o tempo da colega. Ela voltou a falar do tempo de Leah na entrevista e disse que elas tem muito o que treinar até as Olimpíadas. Será que vem dobradinha por ai?

2016+Olympic+Team+Swimming+Trials+Day+2+i9BI9bHRbhQl

Screen Shot 2016-06-28 at 8.20.38 AM

Kelsi Worrell ficou um mês longe das redes sociais antes dos Trials, e ainda não voltou. Mas podemos captar sua reação nesse vídeo após a prova e nas fotos. Não só ela conseguiu a vaga como ficou em primeiro, superando Dana Vollmer, com um segundo parcial muito forte no 100 borboleta (29”97), um segundo melhor que Vollmer. Ela disse em entrevista que seu objetivo era voltar para baixo de 30”e treinou muito para isso.

Screen Shot 2016-06-28 at 11.45.12 AM

Dana Vollmer é “uma mãe em uma missão”, como ela mesma definiu na hashtag que tem usado nos últimos dias. No instagram disse que o tempo não foi o que esperava mas conseguiu o que queria: a vaga. E agora com uma nova hashtag: a missão continua. Campeã olímpica em 2012, ela defenderá seu ouro no Rio depois de um ciclo olímpico em que engravidou e por isso ficou um tempo afastada das piscinas. Impressionante.

Kevin Cordes, 3o colocado no Trials de 2012, dessa vez primeiro colocado e com vaga para sua primeira Olimpíada: “eu não consigo colocar em palavras o que isso significa”. Agradeceu a técnicos e família e disse que o que importava era vaga. Um dia antes, ele bateu o recorde americano da prova, com 58”94.

2016+Olympic+Team+Swimming+Trials+Day+2+_nm6Ihfkietl

Muito legal mesmo a entrevista de Cody Miller depois da prova. “Como você se sente?” “Excelente!”. Ele disse que sempre prefere ver o copo meio cheio, quando perguntando sobre adversidades do ano anterior, como ficar fora da final no Mundial. No instagram, já foram 3 posts comemorando o resultado, que como disse ele, é seu sonho desde criança. 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »