Os 20 recordes mundiais de 2015

26 de dezembro de 2015

Curiosidades, Retrospectiva 2015Nenhum comentário em Os 20 recordes mundiais de 2015

2015 vai chegando ao fim com 20 quebras de recorde mundial em 16 provas diferentes. Dessas marcas, oito foram feitos em piscina longa (batidos 12 vezes no total, considerando recordes batidos nas mesmas provas) e oito em piscina curta. Quase todos os recordes de longa foram batidos durante o Mundial de Kazan, competição internacional mais importante do ano, e os de curta no Campeonato Europeu, em dezembro. Qual foi o tempo mais forte?

1- Adam Peaty – 100 peito – 17/abril – Piscina longa
O primeiro recorde mundial do ano (e único que não foi batido no Mundial de Kazan), foi simplesmente muito forte. O britânico Adam Peaty se tornou o primeiro a baixar de 58”no 100 peito, nadando para incríveis 57”92 . A marca baixou em meio segundo o antigo recorde, de Cameron van der Burgh, de 58”46.

 

2- Sarah Sjostrom – 100 borboleta – 2/agosto – Piscina longa

Sarah Sjostrom tornou-se a segunda mulher do mundo a nadar abaixo de 56”, depois de Dana Vollmer, nadando para 55”74 na semifinal da prova.

3- Sarah Sjostrom – 100 borboleta – 3/agosto – Piscina longa

Na final, Sarah melhorou ainda mais a marca, fazendo 55”64 e conquistando seu terceiro título mundial do 100 borboleta. Isso porque ela deslizou na chegada….

4- Katie Ledekcy – 1500 livre – 3/agosto – Piscina longa

Depois de “travar” nas eliminatórias do 400 livre, Katie Ledecky destruiu já nas eliminatórias de sua segunda prova da competição, o 1500 livre, batendo seu próprio recorde mundial com 15’27”71.

5- Katinka Hosszu – 200 medley – 3/agosto – Piscina longa

Na final do 200 medley, Katinka Hosszu bateu seu primeiro recorde mundial de piscina longa, nadando para 2’06”12. O antigo recorde, de 2’06”15, foi feito por Ariana Kukors no Mundial de Roma, ainda com trajes de borracha. Katinka se emocionou bastante com a marca fortíssima.

6- Cameron van der Burgh – 50 peito – 4/agosto – Piscina longa
Durante as eliminatórias do Mundial, o sulafricano campeão olímpico igualou o recorde mundial da prova feito um ano antes por Adam Peaty, nadando para 26”62

7- Adam Peaty – 50 peito – 4/agosto – Piscina longa
A resposta veio no mesmo dia na parte da tarde. Durante as semifinais da prova no Mundial, Peaty recuperou seu recorde mundial, baixando em 20 centésimos a antiga marca: 26”42. Um dia depois, Peaty sagrou-se campeão mundial da prova, nadando para 26”51. Cameron van der Burgh foi segundo, com 26”66.

8- Katie Ledecky – 1500 livre – 4/agosto – Piscina longa

Depois de bater o recorde nas eliminatórias, Katie Ledecky melhorou ainda mais a marca, nadando para 15’25”48 na final. Para se ter uma ideia da força da marca, a parcial de 800 seria recorde europeu, asiático, africano e sul-americano. Pouco depois, Ledekcy voltou para a piscina para nadar a semifinal do 200 livre, e se classificou para a final.

9 – 4×100 medley misto – Estados Unidos – 5/agosto – Piscina longa

Ainda nas eliminatórias, os americanos baixaram o recorde mundial da prova, muito em função de ser uma prova nova, tanto que foi mal comemorado.

10- 4×100 medley misto – Grã Bretanha – 5/agosto – Piscina longa

Era aguardado o recorde ser batido novamente na final com todas as equipes com seus melhores nadadores, e isso aconteceu. Só que quem bateu foi a Grã-Bretanha, com Chris Walker-Hebborn, Adam Peaty, Siobhan O’Connor e Fran Halsall.

11- Katie Ledecky – 800 livre – 8/agosto – Piscina longa
De novo, ela. No último recorde mundial individual da competição, Ledecky se tornou a primeira mulher a baixar de 8’10 na longa, nadando para um fortíssimo 8’07”39. Abaixo, os últimos metros da prova.

12 – 4×100 livre misto – EUA – 8/agosto – Piscina longa

No último dia de Kazan, os americanos bateram o recorde mundial do 4×100 livre misto, com Ryan Lochte, Nathan Adrian, Simone Manuel e Missy Franklin.


Mixed 4×100 Freestyle Relay FINAL World… por deportes-plus-3

13 – Mitch Larkin – 27/novembro – Piscina curta
Depois de vencer as duas provas de costas no Mundial de Kazan, Mitch Larkin começou a se aproximar dos recordes mundiais de piscina curta no estilo. No Campeonato Australiano de curta, ele fez 1’45”63 no 200 costas, abrindo a temporada de recordes em piscina curta.

14- Cate Campbell – 28/novembro – Piscina curta

Um dia depois, foi a vez de Cate Campbell bater o recorde mundial do 100 livre. A marca foi feita na prova de 200 livre, onde ela nadou o primeiro parcial em busca do recorde e soltou o restante: 50”91, novo recorde, primeira mulher abaixo de 51”00 na prova.

15- Katinka Hosszu – 400 medley – 2/dezembro – Piscina curta

Já nas eliminatórias do Europeu de piscina curta, realizado em Israel, Katinka Hosszu nadou para 4’19”46, recuperando seu recorde que havia sido batido por Mireia Belmonte um ano antes.

16- Gregorio Paltrinieri – 1500 livre – 4/dezembro – Piscina curta

O próprio italiano se surpreendeu com o recorde de 14’08”06, batendo marca de Grant Hackett que já durava desde 2001.

17- Katinka Hosszu – 100 medley – 4/dezembro – Piscina curta

Katinka bateu ainda o recorde do 100 medley, fazendo 56”67, baixando em 3 centésimos sua marca do Mundial de Doha.

18- Revezamento 4×100 medley feminino – EUA – 11/dezembro – Piscina curta

Courtney Bartholomew (costas: 56”08), Katie Meili (peito: 1’02”88), Kelsi Worrell (borboleta: 55”01), Simone Manuel (crawl: 51”23) bateram o recorde mundial do 4×100 medley no primeiro dia de Duel in the Pool, competição que opôs EUA e um selecionado de atletas da Europa.

19- Matt Greevers – 100 costas – 12/dezembro – Piscina curta

Matt Greevers baixou o recorde mundial do 100 costas no segundo dia de Duel in the Pool, nadando para 48”92 e comemorando bastante.

20 – Ranomi Kromowidjojo – 50 livre – 12/dezembro – Piscina curta

Ranomi Kromowidjojo igualou seu recorde mundial do 50 livre em curta feito em 2013, fazendo 23”24 no Duel in the Pool.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »