Top 10 Finkel 2014 – por Bia Nantes

8 de setembro de 2014

Curiosidades, Troféu José Finkel 2014Nenhum comentário em Top 10 Finkel 2014 – por Bia Nantes

Listo abaixo os 10 momentos que mais me marcaram no Finkel 2014 por algum motivo, seja pela importância do resultado ou pelas histórias envolvidas.

10- Felipe França em alto nível
Desde o Maria Lenk já dava para saber que Felipe França estava de volta. Muito legal vê-lo nadando bem também o 200 peito. O melhor de tudo é saber que os resultados fortes não se restringem à piscina curta, vide a medalha conquistada no Pan Pacific.
Captura de Tela 2014-09-08 às 12.36.25Foto: Satiro Sodré/SSPress

9- Gabrielle Roncatto campeã brasileira
Ela ainda é juvenil 2, mas nadou como gente grande o 200 e 400 medley, terminando com a primeira colocação entre as  brasileiras nas duas provas.

Captura de Tela 2014-09-08 às 12.32.31

8- 100 livre masculino
Bom por muitos motivos: ver três nadadores fazendo índice para a prova, ver mais um nadador que vai brigar muito por essa sonhada vaga no revezamento 4×100 livre para o Rio, ver Cesar Cielo exaltando a importância da “equipe” e comemorando com seus colegas.

Captura de Tela 2014-09-08 às 12.16.08Foto: Satiro Sodré/SSPress

7-Frederico Veloso Castro pódio no 200 borbo
É muito bom ver atletas que fogem do eixo Pinheiros-Corinthians-Minas se destacando. Nesse caso, estamos falando de um nadador que treina sozinho no Maranhão e é obstinado.

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.57.28

6- O momento de Thiago Simon
Essa vai ser uma daquelas competições para ficar guardada na memória de Thiago Simon e servir de incentivo para os duros treinos em busca de uma vaga em 2016, que não será fácil. Muito bonita sua reação quase não acreditando no tempo após o 200 peito.

Captura de Tela 2014-09-08 às 12.01.58Foto: Satiro Sodré/SSPress

5- Miguel Valente
Pena que não existe índice para o 800 livre no Mundial, a prova merecia. Miguel nadou o 400 e 800 livre com muita coragem, melhorou tempo, comemorou. Espero coisa muito boa vindo dele, que quase parou de nadar há alguns anos e está em ótima fase.

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.50.08Foto: Satiro Sodré/SSPress

4- Show de Etiene Medeiros
Que competição foi essa para Etiene? Ganhou com propriedade todas as provas, bateu recordes, não se intimidou com Femke no 50 livre. Ano passado ela foi quarta em Barcelona, quem sabe em Doha não vem uma medalha inédita para a natação feminina…

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.43.42Foto: Satiro Sodré/SSPress

 3- Lucas Salatta de volta
Uma das memórias mais claras de minha juventude como nadadora de categoria é ver Lucas Salatta destruindo nos campeonatos paulistas e brasileiros. Nunca fiquei tão feliz com um índice olímpico como com o que ele fez em 2004 para Atenas. Seu talento é inegável, e é lindo vê-lo nadar bem.

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.39.28Foto: Satiro Sodré/SSPress

 2- Brandonn Pierry ganhando o 1500
Todo mundo sabe o quanto é difícil um nadador bom nas categorias conseguir se destacar no absoluto (são inúmeros casos de quem fica no meio do caminho). Além disso, Brandonn adora treinar e ama natação. Que seja a primeira de muitas vitórias.

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.34.42

1- Larissa Oliveira fazendo seus primeiros índices
Admiro quem deixa claro seus objetivos e sonha alto. Precisamos de mais nadadoras assim. Larissa já foi para Mundiais por se classificar pelo revezamento, mas nunca havia conseguido índice individual – e deixava claro que perseguia isso. A sinceridade de seu post após a vaga no 50 livre e essa foto de Satiro Sodré depois do 100 livre falam por si.

Captura de Tela 2014-09-08 às 11.27.35Foto: Satiro Sodré/SSPress

 Menção honrosa: Para cada nadador em busca de um índice para o Mundial, há outros 20 em busca de uma melhora de tempo, uma final B, uma primeira medalha, uma razão para continuar nadando. São muitas histórias que a natação proporciona. Uma delas veio de Amanda Delgado, que melhorou mais de 30 segundos no 1500 e talvez não estivesse acreditando na medalha, tanto que virou ao invés de chegar com a mão. Foi sua primeira medalha em absoluto e ela não conseguia parar de sorrir após a prova.

amanda

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »