Diário de Altitude – Parte 2, por Luis Rogério Arapiraca

25 de fevereiro de 2015

Diário de AltitudeNenhum comentário em Diário de Altitude – Parte 2, por Luis Rogério Arapiraca

”Mais da metade do treinamento de altitude já se passou. Fizemos um período de adaptação de 4 dias e depois começaram as séries de volume intenso. Terminada essa fase, ingressamos em um treinamento mais específico, diminuindo um pouco o volume.

Junto com os treinos difíceis, vieram também o frio intenso e a neve. Se semana passada nós já achávamos que tínhamos passado perrengue, esse fim de semana foi muito pior. O frio chegou forte, atingindo os 10 graus negativos, com sensação térmica de -20. E quase 30cm de neve nas ruas.

IMG-20150223-WA0002

Além das mudanças no clima, nossa acomodações por aqui também mudaram, já que tivemos que sair dos alojamentos do centro e fomos para um hotel próximo. No entanto, essa mudança foi para melhor. As acomodações do hotel são bem melhores, muito mais confortáveis e relaxantes. Mas todo bônus vem com um ônus: tivemos que nos unir mais nesse período e sincronizar os horários, porque temos de ir todos juntos ao centro de treinamento por causa do transporte.

Além disso, nessa segunda semana, também vieram os treinos pela madrugada, estamos caindo na piscina às 5h da manhã, pois chegaram mais equipes, o que implica em mais atletas treinando.

imagem1

Do que pudemos ver, chegaram as equipes de Israel e uma equipe de triathlon americana, além de mais uma estrela americana, nada mais, nada menos que Jessica Hardy.

Percebemos da equipe de Israel um treino com bastante material e bem rodado, contudo, o que mais chama atenção da gente é o treinador da equipe, que grita o treino todo com os atletas, demonstrando uma postura bem severa.

A Jessica, por sua vez, vem fazendo um treino bem intervalado e com bastante exercícios corporais.

Agora, vamos falar um pouco dele: Phelps, que como todo mortal faz coisas comuns a todos os atletas, como puxar a raia no aquecimento de costas. O aquecimento fora d’água dele é sempre isolado, fazendo coisas básicas com theraband e trabalho com a bola de tênis.

Ele permanece reservado, a única que consegue se aproximar é sua noiva, que chegou ao centro um dia antes do Valentine’s Day e tem o acompanhado durante todas as atividades.

Agora, algo interessante aconteceu aqui na segunda passada. Michael Phelps conversou com Diogo Villarinho, pois estava curioso para saber o que fazíamos, dando risada e demonstrando certa incredulidade diante de nosso volume de treino.

IMG-20150222-WA0020

Estou tentando ver as séries e os treinos dele através dos vidros do centro, já que não podemos acompanhar. O que podemos extrair é que ele é um nadador muito técnico e que habitualmente comanda os treinos.

Todas as quartas, a equipe americana treina em uma outra piscina, onde fazem séries de jardas, pois estão se preparando para o GP de Austin.

Estamos muito impressionados com o centro de treinamento, aqui sempre há almoços ou jantares comemorativos e a comida servida é da melhor qualidade. De fato, com a alimentação e o centro, de um modo geral, não existe queixa, apenas o frio nos castigando um pouco.

IMG-20150222-WA0022

Semana que vem voltamos com mais informações e curiosidades!

Abraços,
Luis Arapiraca”

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »