Screen Shot 2016-03-21 at 2.54.40 PM

Efimova diz que é inocente da acusação de doping

21 de março de 2016

DopingNenhum comentário em Efimova diz que é inocente da acusação de doping

A russa Yuliya Efimova disse hoje, em vídeo, que é inocente da acusação recente de doping. Na última semana, foi divulgado que a russa testou positivo para meldonium, substância que passou a ser proibida este ano. De acordo com Efimova, ela parou de tomar a substância no final do ano passado.

Na declaração, ela diz que está tomando as providências para provar que não estava trapaceando. Ela ainda mencionou seu caso de doping anterior, que a deixou fora de competições oficiais por 16 meses, dizendo que depois desse acidente, tem “controle total do que toma”. Ela garantiu que tudo que ingere é legal.

Caso seja considerada culpada, Efimova pode ser banida do esporte, dado seu caso de doping anterior.

Abaixo, tradução livre do vídeo, a partir da tradução para o inglês feita por Maria Dobysheva:

“Queridos amigos.

Vocês sabem que eu testei positivo para uma substância banida. É verdade. Em fevereiro, o teste que fiz em Los Angeles deu positivo para meldonium. Eu sinto muito que vocês não tenham ouvido a notícia de mim. Alguém vazou informação confidencial para a imprensa.

Eu sinto muito que tenha causado emoções negativas para meus fãs, amigos e patrocinadores. Sou  uma atleta profissional e responsável pelo que estou ingerindo. Quero revelar alguns fatos para informá-los sobre o que aconteceu.

Primeiro de tudo – eu não fui alertada que meldonium passou para a lista de substâncias proibidas em janeiro. Ninguém me avisou – ninguém da Rússia ou de organismos internacionais. Nem por telefone nem por email.

Em segundo lugar – a última vez que eu tomei meldonium foi por uma ordem médica e quando a substância era legal. Eu me certifiquei que ela era permitida e li a descrição antes do tratamento. Porque isso apareceu no meu corpo meses depois de parar de tomar é algo que os especialistas estão tentando entender agora.

No passado, eu tive um acidente e perdi um ano e meio da minha carreira por negligência. Desde então, eu tenho total controle do que tomo. E posso garantir que todos os medicamentos e tratamentos que tomo são totalmente legais.

Eu nego que sou uma trapaceira. Eu e minha equipe estamos nos preparando para audiências e faremos nosso melhor para provar que eu não trapaceei.

Continuarei treinando com a esperança de estar no Rio.”

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »