Gabriel Silva Santos está de volta

19 de fevereiro de 2020

DopingNenhum comentário em Gabriel Silva Santos está de volta

Gabriel Silva Santos, velocista do Esporte Clube Pinheiros, havia sido suspenso pela FINA ano passado, na véspera do Mundial de Gwangju, com uma punição de 8 meses, por teste positivo da substância Clostebol em um teste surpresa no mês de maio do ano passado.

Poucos dias depois, a própria FINA reviu a punição e aumento a pena pra 12 meses, contando a partir de julho de 2019, o que impediria Gabriel de competir em Tóquio, já que não só a seletiva, como também a inscrição para os Jogos encerram antes desse prazo.

O caso foi para o Tribunal Arbitral do Esporte, CAS/TAS, e nessa última semana, Gabriel foi absolvido por completo, podendo voltar a competir de imediato.

A substância tem como pena máxima 4 anos, porém foi reduzida inicialmente para dois anos, por ter sido comprovado que não foi intencional. Depois, reduziram de novo para 12 meses, considerando que não havia culpa grave, mas no entendimento da FINA, Gabriel deveria mesmo assim ser absolvido por negligência, partindo da máxima que todo atleta é responsável pelas substâncias que consome.

O velocista conseguiu provar que a substância foi encontrada no seu corpo, após usar a toalha do irmão que usava uma pomada com a substância.

Isso só reforça o quão cuidadosos os atletas de alto rendimento devem ser, não só ao ingerirem substâncias, como também qualquer produto que entre em contato com o corpo.

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »