Entrevistas – Guilherme Guido

4 de fevereiro de 2013

EntrevistasNenhum comentário em Entrevistas – Guilherme Guido

A primeira entrevista de 2013 é com o recente medalhista do Mundial de Curta em Istambul, Guilherme Guido. Guido é destaque no nado costas desde as categorias de base, quando ainda morava em Limeira, sua cidade natal. Curiosamente, nas disputas da região, o nadador vencia Cesar Cielo, que tem a mesma idade, nas provas de livre. A partir dos 15 anos, começou a dedicar-se ao nado costas e já virou promessa da natação brasileira. Logo depois, mudou-se para São Paulo para treinar no Esporte Clube Pinheiros, clube que permanece até hoje, já com 25 anos de idade, foi quando a promessa tornou-se realidade. Guido assinou em janeiro um contrato com o clube e essa parceria continuará pelo menos até 2016. Possui 5 recordes sulamericanos nas provas de costas e revezamento em piscina longa e curta, chegou a ranquear como melhor do mundo na prova dos 50 costas. Foi para as Olimpíadas de Pequim e após bater diversas vezes na trave, conquistou sua primeira medalha de mundial individual, nos 100 costas, atrás de nada mais, nada menos que Matt Grevers e Stanislav Donets.

Swim Brasil – Conte-nos sobre o seu início na natação.
Guilherme Guido – Comecei a nadar por indicação médica, sofria crises muito fortes de bronquite e a natação veio como o melhor esporte para combatê-las.

SB – Você tem ídolos nos quais se espelha? Se sim, quais são?
GG – Gostava muito do Aaron Peirsol, sempre me espelhava nele, mas se aposentou cedo. Idolatro também Ayrton Senna.

SB – Descreva o melhor momento da sua carreira, até agora.
GG – Conquista do Indice Olímpico para as Olimpíadas de Pequim 2008.

SB – Quem já treinou com você, sabe os resultados incríveis que você consegue dar fora das competições. Porque você acha que a maioria dos campeonatos antes desse Mundial de Istambul, não correspondiam às expectativas?
GG – Consigo encarar o treino como se fosse uma competição, por isso meus resultados de treino são bem próximos aos de competição.

SB – Qual o momento mais difícil que já passou na carreira?
GG – Quando não atingi o índice olímpico para as Olimpíadas de Londres 2012.

SB – Essa medalha do Mundial foi de certa forma um alívio?
Podemos sim colocar dessa forma, pois venho chegando muito perto fazem anos.

SB – Qual a sensação de estar no pódio com o atual campeão olímpico dos 100 costas?
GG – Sensação de estar entre os melhores, de que o esforço valeu a pena.

SB – Já pensou em arriscar os 100 livre, para fazer parte do revezamento masculino, assim como o americano Matt Greevers?
GG – Nunca pensei. Prefiro ficar nas provas de costas mesmo.

SB – O que gosta de fazer nas horas livres?
GG – Jantar com os amigos.

SB – Você também é conhecido por sua vaidade. Quais os cuidados que você tem com o corpo e cabelo, para evitar os efeitos do cloro?

GG – Nem sou tão vaidoso assim. Procuro sempre estar em forma até mesmo nas férias, mantendo a dieta e fazendo diferentes exercícios físicos.

SB – Poucos sabem, mas você será pai em breve! Está ansioso? Quais os preparativos para se ter um filho e conciliar com os treinamentos?
GG – Muito ansioso, já venho querendo há algum tempo. Estamos muito felizes. Fica fácil conciliar quando você tem uma namorada como a Rafa, por exemplo, que entende bastante do nosso esporte e do nosso comprometimento com os treinos.

SB- Deixe um recado para os leitores do blog. 
GG – Se você tiver um sonho, terá que abrir mão de muita coisa para realizá-lo, mas nada acontece se você não estiver feliz. Faça com que o seu trabalho se torne a sua diversão!

Siga Guido no Twitter e acesse seu Site Oficial

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »