Matt-Grevers-7-e1484494274902-720x500

A “volta” de Matt Greevers

15 de janeiro de 2017

GringosNenhum comentário em A “volta” de Matt Greevers

Talvez volta não seja a palavra certa, porque Matt Greevers nunca anunciou aposentadoria. Mas depois de ficar fora do time americano para a Olimpíada de 2016 aos 31 anos, havia uma boa chance do campeão olímpico de 2012 Greevers encerrar sua carreira – e sim, ele admite que isso passou pela sua cabeça.

“Com certeza vou nadar para sempre, mesmo torneios master, então acho que nunca vou me aposentar, mas continuar tentando ser um nadador de elite, sim, eu tive minhas dúvidas. Mas parando para pensar, eu amo nadar em alto nível. Então vou continuar tentando fazer isso até realmente não conseguir mais”, disse à NBC.

“I really do love it. I can’t picture myself being happier doing anything else than professional swimming, but I understand that it isn’t a very secure profession. I’m not going to be young forever, and there are up-and-coming swimmers that can take spots.”

Na mesma matéria, Greevers conta que assistiu à final do 100 costas na Olimpíada do aeroporto, aguardando seu avião decolar do Wisconsin, onde passou um tempo com a família de sua esposa, a ex-nadadora Annie Greevers.

“Quando a prova acabou, eu tinha lágrimas de alegria nos olhos. Tinha um pouco de ciúmes de não estar lá, mas muito mais orgulho de David Plummer e Ryan Murphy”. Greevers foi campeão da prova em 2012 e medalhista dos dois últimos Mundiais, mas terminou em terceiro lugar na seletiva olímpica, e acabou sem vaga para o Rio.

Nas Olimpíadas, Murphy acabou se sagrando campeão da prova, continuando uma tradição de ouro dos EUA na prova que já dura seis edições olímpicas consecutivas. Plummer foi bronze.

“Acho que parar abruptamente não parecia certo para mim. Ainda faço algum dinheiro nadando, queria ir até 2017 e reavaliar. Eu realmente amo nadar. Não consigo me imaginar sendo feliz fazendo outra coisa que não seja ser um nadador profissional, mas entendo que não é uma profissão muito segura. Não serei jovem para sempre”.

A primeira competição de Greevers desde a seletiva olímpica está sendo o GP de Austin, que começou na sexta-feira. Sua primeira prova foi o 50 livre, em que nadou para 22”66, terminando em quarto lugar. Em entrevista após a prova, ele disse que está se sentindo bem como não se sente há muito tempo para essa fase da temporada. Neste domingo, ele nada ainda a final do 100 costas, sua principal prova.

Pai há pouco mais de 2 meses, ele comentou ainda sobre como foi bom dormir várias horas a noite. Veja o vídeo completo abaixo:

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »