10 disputas imperdíveis no Commonwealth Games

23 de julho de 2014

Commonwealth 2014Nenhum comentário em 10 disputas imperdíveis no Commonwealth Games

Amanhã começa o Commonwealth Games, em Glasgow. Listamos aqui 10 disputas que não dá para perder na competição.

1- Irmãs australianas x Fran Halsall: Disputa de alto nível com duas medalhistas do último Mundial. A australiana Cate Campbell (campeã no 100 livre, prata no 50) e a inglesa Francesca Halsall (bronze no 50) farão um belo duelo tanto na prova mais rápida como no 100. As disputas terão ainda a irmã mais nova de Cate, Bronte Campbell, finalista do último Mundial, e Arianna Vanderpol-Wallace, do Bahamas, medalhista do mundial de curta de 2010. Será que alguém consegue se juntar a Sarah Sjostrom e nadar abaixo de 24”?

Cate e Bronte podem se tornar primeiras irmãs a dividir um pódio de natação na historia do Commonwealth Games

Cate e Bronte podem se tornar primeiras irmãs a dividir um pódio de natação na historia do Commonwealth Games

2- Jazmin Carlin x Lauren Boyle: No Mundial de Barcelona, Lauren Boyle (Nova Zelândia) e Jazmin Carlin (País de Gales) disputaram até o final o bronze na prova de 400 livre. Por 14 centésimos, Boyle levou a melhor. Elas devem repetir esse duelo nas provas de 400  e 800 livre em Glasgow. Jazmin chega com o segundo melhor tempo do mundo esse ano no 800, atrás apenas da surreal Katie Ledecky.

3- A história do 200 borboleta feminino: Essa é boa. Ellen Gandy nasceu em Londres e, nadando pelo país, foi prata no Mundial de Shangai e participou das Olimpíadas em casa. Depois dos Jogos, ela, que sempre treinou na Austrália, assumiu a nacionalidade australiana. Será sua primeira grande competição pelo “novo país”. Ela terá, entre as principais adversárias, a antiga compatriota Jemma Lowe, Madeline Groves e Katerine Savard.

4- Alicia Coutts x Siobhan-Marie O’Connor no 200 medley: As duas tem os dois melhores tempos de 2014 e foram as únicas a baixar de 2’10” esse ano. Coutts foi prata no último Mundial e a jovem de 18 anos O’Connor esteve na final, ficando em oitavo. Tem também a inglesa Sophie Allen, também finalista em Barcelona.

5- Alicia Coutts x Katerine Savard no 100 borbo: Prata e quinta colocada no último Mundial. A canadense Savard está muito bem esse ano, com o terceiro melhor tempo do mundo.

6- Magnussen x McEvoy no 100 livre: Quem tem o melhor tempo do ano é Magnussen, feito na semifinal do Australiano. Mas quem levou a final foi Cameron McEvoy. Quem será que leva dessa vez?

100livre

7- O tabu do 50 livre masculino –  Sente só: desde 1990 um australiano não vence o 50 livre no Commonwealth Games! Esse ano temos Magnussen, McEvoy e Matt Abbod, mas a tarefa não vai ser fácil: tem Roland Schoeman, ainda em alto nível, George Bovell, simplesmente medalhista da prova no Mundial de Barcelona, e Benjamin Proud.

8- Peito – Michael Jamieson é o principal nome do time anfitrião. Ele e Christian Sprenger devem protagonizar boa disputa no 200 peito. Um é medalhista olímpico da prova, o outro medalhista de mundial. Já nas provas mais rápidas, 50 e 100 peito, tem Christian Sprenger e Cameron Van der Burgh reeditando a disputa do último Mundial, quando se alternaram com ouro e prata nas duas provas.

9- Fundo masculino: Eles tem 8 anos de diferença. Ryan Cochrane é um experiente fundista, duas vezes medalhista olímpico e ano passado chegou a dar um aperto em Sun Yang no Mundial. Mack Horton é uma das estrelas da nova geração australiana, tem o segundo tempo do desse ano e o recorde mundial júnior do 1500 livre.

10 – 200 medley: será que sai 1’56?: A disputa aqui deve se concentrar em dois australianos (Daniel Tranter e Thomas Fraser-Holmes) e o sul-africano Chad Le Clos. Os três tem 22 anos e já nadaram para 1’57 esse ano, estão no top 6 do mundo. Le Clos iria nadar também o 400 medley mas saiu da prova.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »