6 momentos curiosos do Commonwealth Games

31 de julho de 2014

Commonwealth 2014Nenhum comentário em 6 momentos curiosos do Commonwealth Games

Os melhores momentos todo mundo já sabe. Para sair um pouco da linha dos principais resultados da competição, procurei casos interessantes que aconteceram no Commonwealth, que fogem do óbvio.

A maioria das declarações foi tirada da cobertura in loco (e muito boa) da SwimVortex, de Craig Lord.

1- Cameron van der Burgh admitiu a dificuldade de colocar novos objetivos após o ouro nas Olimpiadas de Londres. Vale a pena ler as declarações:

“Eu senti que tinha perdido aquele instinto . Esses dois garotos (Adam Peaty e Ross Murdoch) me lembraram quem eu costumava ser. Quando tinha a idade deles eu vinha e tentava ganhar de todo mundo, não me importava que competição era, se era eliminatória, semifinal. Me tornei esse velho, complacente. Minha mãe e eu conversamos muito e chegar aqui e ganhar, essa é uma das medalhas mais preciosas de todas”.

“Uma vez eu li sobre Boris Becker, ele ganhou Wimbledon com 17 anos, e esse era o sonho – ganhar Wimbledon – não ganhar 10 vezes. Meu sonho sempre foi ganhar as Olimpíadas. Eu nunca coloquei o próximo objetivo. Preciso começar a fazer alguma coisa. Estou crescendo de novo. Eu acho que estava ficando menor e menor e Adam maior e maior. Eu preciso lembrar desse momento agora, todos os dias no treinamento, lembrar sobre o que é tudo isso” . 

2- Ryan Cochrane, que fez o melhor tempo do ano no 1500 livre, disse que esse foi seu último Commonwealth Games (ele tem 25 anos). Outra declaração interessante, sobre o que as pessoas falavam pra ele sobre a idade “auge” de um fundista:

“Tenho muito orgulho dos meus resultados aqui para mostrar que eu consigo continuar melhorando na metade dos meus 20 anos. Quando eu comecei na seleção, eles falavam que ‘seus 21 anos são o momento que você chega ao auge’ e é muito excitante ver para onde essa prova foi nos últimos 6 anos e o quanto mais eu posso ir na minha carreira”.

3- Dan Wallace (ouro no 400 medley) teve alguns problemas na Flórida esse ano depois de fazer xixi em um carro de polícia. Ele treina com Gregg Troy. No Commonwealth, estava muito animado antes e depois de seu ouro no 400 medley. Um dia antes da prova, ele postou no twitter:

Captura de Tela 2014-07-30 às 22.36.37Depois da vitória, ele gritou “Pela liberdade”, e foi interpretado por parte da imprensa como apoio a independência da Escócia. Ele negou, e disse que estava gritando como no filme “Coração Valente”. Falou ainda que assistiu ao filme antes da prova para ficar “preparado para a batalha”.

Captura de Tela 2014-07-30 às 22.37.00

4- Até a família real britânica esteve presente na natação. Eles assistiram o primeiro ouro do País de Gales na natação desde 1974 (veio com Jazz Carlin no 800 livre).

real

5 –  Roland Schoeman, como sempre, com declarações fortes. Primeiro ele pediu “desculpas” à África do Sul por ficar fora do pódio do 50 livre, disse que estava treinando “incrivelmente forte” para um bom resultado.

Captura de Tela 2014-07-31 às 10.26.14

Depois, reclamou de ter ficado fora do revezamento 4×100 medley: “Fiquei decepcionado de não estar lá, acho que eu merecia dado que é meu último Commonwealth e teria sido legal se os técnicos reconhecessem isso”. O atleta tem 34 anos.

6- E para terminar, para não deixar de mencionar o inevitável,  o selfie das recordistas mundiais do 4×100 livre, sem dúvida a melhor performance da competição.  

Captura de Tela 2014-07-31 às 10.41.35

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »