Kyle+Chalmers+2016+Hancock+Prospecting+Australian+eTRkdolmDWFl

As principais ausências do Mundial de Budapeste

17 de julho de 2017

Mundial Budapeste 2017Nenhum comentário em As principais ausências do Mundial de Budapeste

Kyle Chalmers
O campeão olímpico do 100 livre se classificou para o Mundial na seletiva australiana, mas pouco depois pediu dispensa da seleção por uma questão de saúde. Ele descobriu um problema cardíaco que já o afetava há anos (taquicardia supraventricular) e operou em junho.

cb931fd8-fb4d-4d6d-a81f-27a207ab7906_37e1cbee94be04e0fc28130d24711c7d

Anthony Ervin
O atual campeão olímpico do 50 livre terminou em sexto lugar na seletiva americana da prova, com 22”09, e não conseguiu classificação para o Mundial. Na última semana, Ervin disputou o Maccabiah Games e venceu o 50 livre (22”05) e o 100 livre (49”76). Os EUA serão representados por Caeleb Dressel e Nathan Adrian no 50 livre em Budapeste.

387896

Ryan Lochte
Depois de mentir que havia sido assaltado no Brasil, o tetracampeão mundial do 200 medley ficou suspenso por 10 meses. A suspensão acabou um dia depois da seletiva americana, deixando o nadador automaticamente fora do Mundial de Budapeste – será a primeira vez que ele fica fora de um Mundial desde a edição de Toronto, em 2005.

Rio-Olympics-Lochte-Robbery-Swimming

Cate Campbell
A recordista mundial do 100 livre e campeã mundial da prova em 2013 não estará em Budapeste. Ano passado, Cate teve uma participação olímpica de partir o coração – bateu o recorde olímpico nas eliminatórias e na semifinal e era franca favorita, mas nadou muito mal e terminou em sexto lugar. Desde então, chegou a chorar em rede nacional e falou abertamente sobre como ficou desolado com o resultado e como está tentando equilibrar melhor sua vida. Cate chegou a participar da seletiva australiana mas já havia anunciado que não iria a Budapeste; na seletiva, fez na época o melhor tempo do ano do 100 livre nas eliminatórias, e na final ficou em terceiro. Embora tivesse vaga para o revezamento, Cate confirmou que não iria para o Mundial.

858ee11e-28d4-40d3-9312-fe6a00df2248_1000

James Magnussen
Bicampeão mundial do 100 livre (2011 e 2013) e prata na prova nas Olimpíadas de Londres, o australiano James Magnussen não esteve no Mundial de Kazan para defender seu título, e não estará novamente em Budapeste. Em Kazan, ele estava tratando uma lesão e optou por não nadar. Um ano depois, Magnussen não se classificou para as Olimpíadas do Rio na prova individual, mas esteve na equipe do revezamento. Aos 26 anos, ele optou por não nadar o Campeonato Australiano e disse que seu foco está no Commonwealth Games ano que vem.

magnussen

Jazz Carlin 
Medalhista de prata nas provas de 400 e 800 livre nas Olimpíadas do Rio, Jazz Carlin chegou a se classificar para  o Mundial de Budapeste mas depois saiu do time. Ela sofreu com doenças e lesões esse ano e disse que seu corpo precisava de um tempo para recarregar e que deve voltar aos treinos ainda esse ano, focando em Tóquio.

jazz carlin

Missy Franklin
Aos 22 anos, Missy Franklin soma seis medalhas olímpicas e 16 de Mundiais. Desde o Pan Pacific de 2014, vive uma fase mais difícil na natação, que culminou eu uma Olimpíada do Rio em que não conseguiu chegar a nenhuma final individual, além de não ter se classificado no 100 costas, prova em que foi campeã em 2012. De volta a Cal-Berkeley depois do Rio, ela passou a treinar com Dave Durden. No início desse ano, descobriu que tinha bursite e operou os dois ombros, e não nadou a seletiva americana.

missy-franklin-pan-pacs-20142-e1431531999692-720x500

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »