sarah sjostrom 100 livre feminno budapeste 2017

BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 5

27 de julho de 2017

Mundial Budapeste 2017Nenhum comentário em BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 5

200 medley masculino

Com um nado mais agressivo que ontem, Hagino já passou muito forte o borboleta com 24”6, seguido chinÊs Shun Wang, também abaixo dos 25 segundos. Hagino continuou liderando os 100 metros, com 53”76, mas o peito de Chase Kalisz é muito forte e passou o japonês, batendo os 150 na frente por 8 décimos.

No crawl, saindo meio corpo na frente, foi bastante pressionado por Hagino, mas conseguiu manter a liderança, vencendo a prova com 1’55”56.

A prata ficou para Kosuke Hagino com 1’56”01 e o chinês Shun Wang ficou com o bronze com 1’56”28.

Qin Haijang bateu o recorde mundial junior da prova com seus 1’57”06, terminando na sexta posição.

200 medley masculino Chase Kalisz budapeste 2017

100 livre feminino

Semifinal 1

Única a nadar abaixo dos 53 segundos foi a dinamarquesa Penille Blume com 52”99. Bronte CAmpbell, atual campeã mundial, chegou em segundo com 53”04, um centésimo a frente de da campeã olímpica Penny Oleksiak com 53”05. Ranomi Kromowidjojo não teve uma boa chegada, o que pode custar sua final se a segunda série for forte. Terminou em quarto com 53”09.

Semifinal 2

Bem mais forte a segunda semifinal, com três nadadoras abaixo dos 53 segundos, sendo a melhor delas a recordista mundial Sarah Sjostrom com 52”44. A sueca passou na frente com 25”27. Quem também passou muito forte foi a chinesa Menghui Zhu com 25”56, mas cansou no final, não se classificando.

Simone Manuel ficou em segundo com 52”69, seguida por Mallory Comerford com 52”85. Emma McKeon foi a quarta colocada da série com 53”20, o que significa que Ranomi classificou-se para a final, assim como a australiana. A prova amanhã será incrível, com todas as principais velocistas dentro.

100 livre feminino semifinal budapest 2017

100 livre masculino

Caeleb Dressel passou MUITO forte para 22”31!!! Ninguém conseguiu segurar o americano do começo ao fim, vencendo com 47”17, levando seu primeiro título mundial individual, com direito a recorde americano. Nathan Adrian deu a dobradinha para os Estados Unidos com 47”87, apenas dois centésimos a frente do francês Mehdy Metella que terminou com o bronze: 47”89.

Marcelo Chierighini voltou a nadar para 48”11 depois de 4 anos, igualando sua melhor marca pessoal e terminando empatado em quinto com Duncan Scott.

Cameron McEvoy também nadou abaixo dos 48 segundos com 47”9.

100 livre masculino Caeleb Dressel budapeste 2017

50 costas feminino

ETIENE MEDEIROS VENCEU A PROVA!!!! Novo recorde sulamericano para a brasileira com 27”14, um centésimo a frente da antiga campeã mundial Yanhui Fu com 27”15!

Aleksandra Herasimenia ficou com o bronze com 27”23.

200 peito masculino

Semifinal 1

Na primeira série, o britânico Ross Murdoch chegou na frente com 2’07”72, já melhorando bem o tempo feito nas eliminatórias e praticamente se garantindo pra final. Na batida de mão, o japonês Yasuhiro Koseki chegou em segundo com 2’07”80

Semifinal 2

Bem forte a prova, o jovem russo Anton Chupkov levou a série com novo recorde europeu e de campeonato 2’07”14!!  O recordista mundial Ippei Watanabe chegou em segundo com 2’07”44.

Passaram pra final também os americanos Kevin Cordes, Nic Fink.

200 borboleta feminino

Katinka Hosszu passou na frente os 100 metros, pra delírio da arquibancada com 1’00”41. Em segundo, a campeã olímpica Mireia Belmonte com 1’00”5. Mireia começou a atacar a partir da segunda metade da prova, já liderando nos 150 com 1’32”81.

Katinka Hosszu começou a travar e o restante das nadadoras a chegar na húngara. O ouro ficou com a espanhola com 2’05”26, seguida da alemã Franziska Hentke com 2’05”39, em seu primeiro pódio em Mundiais e Katinka Hosszu para 2’06”02.

200 borboleta feminino Mireia Belmonte budapeste 2017

200 peito feminino

Semifinal 1

Lilly King passou forte os primeiros 50, prova em que lidera o ranking mundial com facilidade. No meio da prova ficou bastante para trás, deixando a dúvida da classificação. Mas mesmo sendo muito rápida, destacou-se na primeira semi com seu final de prova, terminando na quarta colocação com 2’23”81.

Ganhou a série a chinesa Jinglin Shi com 2’23”17, um centésimo a frente da canadense Kierra Smith com 2’23”18.

O tempo de King não garante a final ainda, mas provavelmente passará.

Semifinal 2

Impressionante o que a russa fez. Ela passou em oitavo nos 100 metros com 1’10”55 e voltou para 1’10”, fazendo 2’21”49!!! Inacreditável a dominância dela na prova, passando para a final com o melhor tempo. Será bem difícil tirar o ouro de Yulia Efimova. Taylor McKeown, que passou com o melhor tempo nos 100, terminou em terceiro na série com 2’22”10. A americana Bethany Galat terminou em segundo, também abaixo dos 2’22”, com 2’21”84.

Lilly King, campeã e recordista mundial dos 100, passou em oitavo.

200 peito feminino semifinal budapeste 2017

200 costas masculino

Semifinal 1

A prova foi vencida pelo jovem russo Kliment Kolesnikov com novo recorde mundial junior: 1’55”15. Lá na raia 1, o americano Jacob Pebley com 1’55”20, seguido por Ryosuke Irie e Peter Bernek, empatados em terceiro com 1’55”79.

Kosuke Hagino, que acabou de ser prata nos 200 medley, deve ficar de fora da final, após terminar a prova em sétimo com 1’58”72.

Semifinal 2

Sempre impressionante ver o chinês Jiayu abrindo, tanto os 100 costas, quanto os 200 costas. Sua saída e primeira parcial é sempre muito superior aos demais. Para se ter uma ideia, passou os 100 com 54”62, 28 centésimos abaixo do recorde mundial e quase 2 segundos a frente do segundo colocado.

Conseguiu manter a liderança até o final, vencendo com 1’54”78, passando em primeiro também para a final de amanhã. Em segundo ficou Ryan Murphy, atual campeão olímpico com 1’54”93. Também abaixo dos 1’55” foi o russo Evgeny Rylov com 1’54”96.

O atual campeão mundial da prova, Mitchell Larkin, terminou em oitavo na série com 1’59”10 e ficou de fora da final.

O brasileiro Leonardo de Deus terminou em 11º com 1’57”86.

200 costas masculino semifinal budapeste 2017

4×200 livre feminino

Já era esperada uma boa disputa entre Estados Unidos e China. Entraram na briga também a Russia e Australia.

A briga pelo bronze foi incrível. A Russia, que esteve na frente durante 600 metros, foi ultrapassada pela Australia nos últimos metros. Para apimentar ainda mais o final, Katinka Hosszu foi a última nadadora da Hungria, pulando em sétimo bem atrás. Ela conseguiu buscar bem as menias, mas terminou em sexto.

Resultado: Estados Unidos com o ouro, com Katie Ledecky fechando para 1’54”02, melhor parcial – de longe – da fnal. China com a prata e Australia com o bronze.

4x200 livre feminino budapeste 2017

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »