Budapest+2017+FINA+World+Championship+Day+7Nyw-VfdI--x

BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 6

28 de julho de 2017

Mundial Budapeste 2017Nenhum comentário em BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 6

100 livre feminino

Em uma final com sete medalhista olímpicas, não dava pra esperar nada menos que uma prova disputada e imprevisível.

A ponto da recordista mundial da prova passar para 24”75 (MUITO FORTE) e dar a maior travada da competição até agora – faz tempo que não vemos uma travada dessa – para terminar com a prata com 52”31. A vencedora foi a americana Simone Manuel, que teve uma passagem mais inteligente, em terceiro, terminando a prova com novo recorde americano: 52”27 (ela melhorou quase meio segundo na competição).

O bronze ficou para Pernille Blume, da Dinamarca, com 52”69, que passou em segundo para 25”06.

Screen Shot 2017-07-28 at 12.40.43 PM

200 costas masculino

Primeiros 5o foram bem equilibrados, mas a partir da segunda piscina, Evgeny Rylov começou a distanciar e passou para 54”50, 40 centésimos abaixo do recorde mundial!! Nos 150, o difícil recorde de Aaron Peirsol já estava fora de alcance, mas apesar de cansar, o medalhista de bronze no Rio conseguiu segurar a liderança e vencer com 1’53”61.

Final de prova impressionante do Ryan Murphy, que não conseguiu alcançar o russo, terminando com a prata com 1’54”21. Completando o pódio, o outro americano Jacob Pebley ficou com o bronze, para 1’55”06. Em quarto, Kliment Kolesnikov bateu novamente o recorde mundial junior da prova com 1’55”14.

Screen Shot 2017-07-28 at 12.46.58 PM

200 costas feminino

Semifinal 1

Bem equilibrada a primeira série, que teve duas das medalhistas olímpicas do Rio. Final de prova impressionante de Daria Ustinova, que venceu a série com 2’07”08. A prova tinha como líderes durante 150 metros justamente Katinka e Hilary Caldwell, as medalhistas do Rio 2016. Pois ambas foram ultrapassadas e correm o risco de não entrar na final, terminando em quarto e quinto, respectivamente na série.

Recorde Mundial Junior para Regan Smith, de apenas 15 anos, que passou em segundo com 2’07”19.

Semifinal 2

Prova foi disputada no início ao fim entre Kylie Masse, Kathleen Baker e Emily Seebohm. Emily Seebohm conseguiu atacar mais no final e levou a série com fortíssimos 2’05”81. Kylie Masse, a campeã e recordista mundial dos 100, também nadou abaixo de 2’06”, com 2’05”97. A americana terminou em terceiro na série com 2’06”66.

Apesar de ser uma série com resultados bem mais fortes, a primeira série conseguiu classificar 5 pessoas, então tanto Katinka com Hillary estão dentro.

200 costas feminino semifinal budapeste 2017

50 livre masculino

Semifinal 1

Que saída ABSURDA de Caeleb Dressel, com um submerso impressionante, saindo quase meio corpo na frente nos 15 metros. Venceu com fortíssimos 21”29, melhor tempo do ano e melhor marca pessoal.

Em segundo, muito bem também, Vladmir Morozov com 21”45, seguido por Benjamin Proud para 21”60. Nathan Adrian terminou a série em quarto com 21”83 e não se garante na final com esse tempo e colocação.

Semifinal 2

Os dois brasileiros entraram na final!! Bruno Fratus venceu a série com tempo um pouco acima do feito pela manhã, com 21”60, mesmo tempo feito pelo britânico na primeira série.

Cesar Cielo, apesar de terminar em quinto na série com 21”77, conseguiu passar com o oitavo tempo!

Nathan Adrian, Cameron McEvoy e Andrii Govorov ficaram de fora da final.

Screen Shot 2017-07-28 at 1.25.56 PM

200 peito feminino

Lilly King, assim como ontem nas semifinais, passou bem a frente nos 50 com 31”79. Nos 100 metros, quem assumiu a liderança foi Taylor McKeown com 1’08”02, com Lilly passando em seguida, em segundo.

Mas depois dos 100 metros, foi difícil segurara a russa, que tem uma segunda parcial muito forte!! Yulia já virou os 150 na frente e só foi se distanciando, pra vencer com muita facilidade para 2’19”64, não só a única a baixar os 2’20”, como vencendo com mais de 2 segundos de vantagem!

A prata ficou para a americana Bethany Galat para 2’21”77. A chinesa Jinglin Chi ficou com o bronze para 2’21”93.

Lilly King, campeã e recordista mundial dos 100 metros, ficou de fora do pódio, na quarta colocação.

200 peito feminino yulia efimova budapeste 2017

100 borboleta masculino

Semifinal 1

Henrique passou bem em primeiro com 23”60, mas não teve uma boa virada. Mesmo assim, conseguiu melhorar 1 centésimo de seu tempo, terminando em sexto com 51”47.

O vencedor da série foi o campeão olímpico Joseph Schooling com 50”78. Em segundo, o dono da casa Laszlo Cseh, que levantou o público, classificando-se com 51”16. Grant Irvine terminou em terceiro com 51”31.

Semifinal 2

A saída de Caeleb Dressel, arrisco a dizer que é a melhor do mundo. E, por enquanto, seu nado também é: passou na frente com 23”26, mantendo-se na liderança para baixar um centésimo de seu tempo com 50”07, agora o melhor tempo da era sem trajes.

Muito bem também o britânico James Guy com 50”67, que passou também em segundo com 23”70. O húngaro Kristof Milaf não só passou em terceiro com melhor marca pessoal, como baixou ainda mais o recorde mundial júniro com 50”77!

Henrique terminou na 11ª posição.

100 borboleta masculino semifinal budapeste 2017

50 borboleta feminino

Semifinal 1

Todas nadadoras abaixo dos 26 segundos, bem mais forte que nas eliminatóias. Kelsi Worrell levou a primeira série com 25”57, melhorando mais um pouquinho sua marca. Melanie Henique ficou em segundo com 25”63, 3 centésimos a frente da jovem canadense Penny Oleksiak com 25”68.

Semifinal 2

Muito boa a saída da holandesa Ranomi Kromowidjojo, que liderou até os 25 metros. Mas difícil vencer do nado da recordista mundial Sarah Sjostrom, que venceu a série com 25”30. Ranomi terminou em segundo com 25”67

A prova está muito equilibrada, separando a segunda da oitava por apenas dois décimos. 25”73 foi o tempo para entrar na final.

50 borboleta feminino semifinal budapeste 2017

200 peito masculino

Os japoneses assumiram a liderança desde os primeiros 50 metros. Yasuhiro Koseki passou abaixo do recorde mundial com 1’01”19. Ippei Watanabe, o recordista mundial, passou em segundo, mas logo assumiu a liderança nos 150 metros.

O russo Anton Chupkov, com um final de prova espetacular, passou os dois japoneses para se tornar o segundo homem a nadar abaixo dos 2’07”, dando o terceiro ouro russo do dia, com recorde de campeonato.

O pódio foi completado pelos dois japoneses, com Koseki em segundo para 2’07”29 e Watanabe em terceiro com 2’07”47.

200 peito masculino anton chupkov budapeste 2017

4×200 livre masculino

A Russia abriu na frente com 1’46”00 de Mikhail Dovgalyuk. Estados Unidos passaram em segundo. Australia e Grã-Bretanha começaram tímidas sem seus principais nadadores.

Na metade da prova, fora a Holanda, a briga estava bastante aberta. Townley Haas, prata na prova individual, entregou os Estados Unidos em primeiro, com a Russia em segundo. A Russia logo chegou com Danila Izotov, mas a liderança permaneceu americana com Jack Conger.

Muito bem a Grã Bretanha, com James Guy como o último homem, já começou muito forte, ultrapassando a Russia e chegando nos Estados Unidos nos primeiros 100 metros.

Nos últimos 50 metros, o americano cansou demais e quase foi ultrapassado pela Australia.

Mas o pódio no fim ficou: Grã-Bretanha, bi-campeão mundial da prova, Russia e Estados Unidos em terceiro.

4x200 livre masculino budapeste 2017

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »