Budapest+2017+FINA+World+Championship+Day+t6PyHhyN0wax

BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 7

29 de julho de 2017

Mundial Budapeste 2017Nenhum comentário em BUDAPESTE 2017 – TEMPO REAL Finais Dia 7

50 borboleta feminino

Ranomi teve novamente a mesma largada, mas o nado de Sarah Sjostrom é muito superior. Chegou com 8 décimos de vantagem, para 24”60!!! Novo recorde de campeonato. Com esse tempo, ela ficaria em quinto nas eliminatórias dos 50 livre na manhã de hoje! Em segundo, a holandesa Ranomi Kromowidjojo com 25”38. E muito comemorada a medalha de bronze de Osman Farida, nadadora do Egito que bateu o recorde africano mais uma vez, para 25”39.

Screen Shot 2017-07-29 at 12.36.10 PM

50 livre masculino

QUE PROVA FOI ESSA!!! Pena que a prova não tem 51 metros, pois Bruno teve uma prova de recupração depois da saída espetacular de Caeleb Dressel! O americano venceu com o melhor tempo da história sem trajes: 21”17 e Bruno Fratus foi prata com o terceiro melhor tempo da história sem trajes: 21”27!! Incrível!! Ben Proud completou o pódio com 21”43.

Screen Shot 2017-07-29 at 12.48.58 PM

200 costas feminino

Forte 200 costas feminino, com Emily Seebohm passando Katinka Hosszu nos últimos metros para se tornar a quarta mulher a vencer a prova duas vezes em Mundial. Seebohm fez o melhor da vida, 2’05”68, recorde da Oceania. Muito forte seu parcial final, 31”38, mais de um segundo melhor que o de Katinka. A húngara chegou a sua terceira medalha da competição – já tem o ouro do 200 medley e bronze do 200 borboleta. Kathleen Baker ficou em terceiro, com 2’06”48.

Kaylee McKeown bateu o recorde mundial junior que Regan Smith havia estabelecido ontem, nadando para 2’06”76.

Screen Shot 2017-07-29 at 12.54.53 PM

50 peito feminino

Semifinal 1

Yulia Efimova venceu com facilidade a primeira série, única abaixo dos 30 segundos, fazendo o melhor tempo do mundo esse ano, com 29”73.

Katie Meili chegou em segundo na série, seguida pela recordista mundial Ruta Meilutyte com 30”40.

Semifinal 2

Lilly King, campeã e recordista mundial dos 100, venceu a segunda série com 29”60, recuperando o top 1 do pódio. A prova amanhã vai pegar fogo entre as duas, que são as únicas abaixo dos 30 segundos na prova. Em segundo, a atual campeã mundial Jennie Johansson com 30”41.

50 peito feminino semifinal budapeste 2017

100 borboleta masculino

Caeleb Dressel é o grande nome da competição, definitivamente!!! Passou a prova para 23”31, rumo novamente ao melhor tempo da história sem traje! Seu tempo de 49”86 é o segundo tempo da história da prova, sendo o terceiro homem a nadar abaixo da barreira dos 50 segundos, sendo que o primeiro homem sem traje.

Inacreditável. O americano venceu o segundo colocado por 8 décimos, que por sinal foi o húngaro Kristof Milak, com novo recorde mundial junior: 50”62. Torcida pirou!

O bronze ficou empatada entre o britânico James Guy e o campeão olímpico da prova Joseph Schooling com 50”83.

100 borboleta masculino caeleb dressel budapeste 2017

50 livre feminino

Semifinal 1

Pernille Blume foi muito bem na primeira série, vencendo com melhor marca pessoal: 24”05.

Semifinal 2

MAIS UM RECORDE MUNDIAL!!! Sarah Sjostrom bateu seu segundo recorde mundial na prova!! Destruindo mais uma marca feita na era dos trajes, também de Britta Steffen, com 23”67!

50 livre feminino semifinal recorde mundial Sarah budapeste 2017

50 costas masculino

Semifinal 1

Guilherme Guido vinha bem na prova, mas não teve uma boa chegada, terminando a primeira série em sexto com 24”91, dificultando sua entrada para a final.

O melhor tempo da prova foi do bicampeão da prova Camille Lacourt com 24”30, seguido de Matt Greevers com 24”65.

Semifinal 2

Junya Koga levou a segunda série com 24”44, liderando desde a primeira braçada, depois de um forte submerso. O chinês, campeão mundial dos 100, terminou em segundo na série com 24”67.

Para pegar final, 24”84, em uma prova bastante equilibrada, com o francês Lacourt bom uma leve vantagem.

Guilherme Guido terminou na 12ª posição.

50 costas masculino semifinal budapeste 2017

800 livre feminino

Katie Ledecky, com um nado diferente, um pouco menos técnico, tornou-se tri-campeã mundial da prova, mas a vitoria não foi como estamos acostumadas. Primeiro, porque a distância não foi tanta para a segunda colocada, segundo porque nunca a vimos piorando tempo nas principais competições comparando com o ano anterior.

Venceu a prova com 8’12”68 e é seu décimo melhor tempo da carreira (nunca nenhuma outra nadadora fez abaixo disso na história), pior que seus tempos feitos desde 2014. A prata ficou com a chinesa Bingjie Li com 8’15”46, com novo recorde asiático e o bronze ficou com Leah Smith para 8’17”22.

800 livre feminino katie ledecky budapeste 2017

4×100 livre misto

Provão, com os Estados Unidos muito superiores. Não à toa. Caeleb Dressel (47”22), Nathan Adrian (47”49), Mallory Comerford (52”71) e Simone Manuel (52”18).

Holanda terminou em segundo com 3’21”81 e Canadá terminou em terceiro com 3’23”55.

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »