Lily King bate o recorde mundial do 100 peito

25 de julho de 2017

Mundial Budapeste 2017Nenhum comentário em Lily King bate o recorde mundial do 100 peito

A noite não podia terminar melhor na Duna Arena. Depois de três recordes mundiais batidos no mesmo dia, tivemos mais um, dessa vez no 100 peito feminino. Lily King conquistou a tríplice coroa: em dois anos foi campeã olímpica, mundial, e se tornou também recordista mundial. Com 1’04”13, King superou em 22 centésimos a marca estabelecida por Ruta Meilutyte em 2013.

King saiu muito forte, passando 29”80. Para se ter uma ideia, ninguém nadou melhor do que esse tempo no 50 peito esse ano, apenas ela mesma, com 29”66. Podemos esperar outro recorde mundial no 50 peito (a marca atual é de 29”48, também de Ruta)?

Yuliya Efimova, que havia ficado a um centésimo do recorde mundial na semifinal (1’04”36), piorou 7 décimos em relação a ontem, nadando para 1’05”05. Ela ficou em terceiro lugar. A prata ficou com Katie Meili, bronze na prova na última Olimpíada, com um ótimo final de prova, 1’05”04. Ruta Meilutyte terminou em quarto lugar, com 1’05”65.

Lily King e Efimova tem um histórico de tensão desde o ano passado. Até poucos dias antes dos Jogos Olímpicos, não se sabia se Efimova nadaria a competição, em função de uma suspensão por doping. Ela foi liberada, e King deixou claro seu descontentamento com a nadadora. Na primeira semifinal do 100 peito, Efimova venceu e comemorou, e King foi filmada fazendo um sinal de não com o dedo no balizamento. Na final, King venceu e as duas mal se cumprimentaram.

09-lily-king.w600.h315.2x

King é a sexta norte-americana a bater o recorde mundial do 100 peito. Antes dela, Jessica Hardy (2005 e 2009), Rebecca Soni (2009), Cathy Carr (1972), Catie Ball (1966, 1967 e 1968) e Claudia Kolb (1964) haviam batido a marca.

Screen Shot 2017-07-25 at 3.18.41 PM

Screen Shot 2017-07-25 at 3.05.29 PM

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »