Alguns motivos para acompanhar o Mundial de curta

2 de dezembro de 2014

Mundial Doha 2014Nenhum comentário em Alguns motivos para acompanhar o Mundial de curta

Começa amanhã, em Doha, o Mundial de piscina curta. A competição encerra o calendário internacional de 2014 – no Brasil, ainda teremos o Open para fechar o ano. A delegação brasileira conta com 24 atletas e boas chances de  pódio, tanto no masculino como no feminino. Será uma ótima oportunidade de ver grandes nadadores em ação e acompanhar disputas de primeiro nível. Listamos algumas delas abaixo:

Cielo x Manaudou no 50 livre: Um dos principais duelos da natação hoje, Manaudou está com o melhor tempo do ano (20”62) e Cielo o segundo (20”68). O francês vem mordido depois de ficar fora do pódio do Mundial ano passado e embalado após uma ótima competição na França semana passada. Os dois se enfrentam ainda no 100 livre. No 50, teremos ainda Vladimir Morozov, vice campeão mundial.

Mireia x Katinka: As duas se enfrentaram em várias provas ao longo das etapas da Copa do Mundo, e agora teremos “a prova de fogo” em piscina curta. No 200 borbo, as duas terão a ilustre companhia de Sarah Sjostrom (!), que sim, também nada 200 borbo! No 400 medley, Elizabeth Beisel, no 800 livre, Jaz Carlin, e no 400 livre, Federica Pellegrini. Será que sai algum recorde mundial?

mireia

As provas masculinas de peito prometem boas emoções, inclusive para o Brasil: teremos Cameron van der Burgh, Adam Peaty (o nome da temporada de peito na longa) e Felipe França, que tem o melhor tempo do 100 peito em curta esse ano.

Outra prova que pode trazer boas alegrias ao Brasil é o 50 costas. No masculino, Guido está balizado com o quarto tempo, e no feminino Etiene Medeiros é a segunda (atrás apenas de Katinka Hosszu). O recorde sul-americano batido nos Jogos Abertos semana passada mostram que Eti está em ótima fase. O Brasil jamais subiu ao pódio de Mundial no feminino.

Outra prova que vale o ingresso: 200 livre com Katinka , Femke, Sarah e Federica Pellegrini.

 fede

Vale também acompanhar Alia Atkinson e Ruta Meilutyte no 50 e 100 peito. As duas protagonizaram belas disputas na Copa do Mundo e não duvido que caia o recorde mundial do 50 peito (28”71). 

No 100 borboleta masculino, Chad Le Clos está perto do recorde mundial de 48”48. Na Copa do Mundo, ele nadou duas vezes na casa de 48”5. Essa prova terá o brasileiro Marcos Macedo, que está com o 6º melhor tempo no start list.

Além dele, temos vários brasileiros com boas chances de final: Thiago Simon (4º tempo do 200 medley, que terá mais uma disputa entre Lochte e Hagino) Larissa Oliveira (9º tempo do 100 livre – aliás, prova que promete com Femke Heemskerk em ótima forma, Ranomi Kromowidjojo e Sarah Sjostrom), Nicholas Santos tentando o bi mundial no 50 borboleta. Isso sem falar na volta de Lucas Salatta e Daiene Dias à seleção, nos revezamentos, João de Lucca, João Junior….

As eliminatórias começam às 4h30, horário de Brasília, e as finais às 13 horas. Você acompanha a cobertura completa na Swim Brasil.

doha

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »