Mais 5 recordes mundiais em Doha (com vídeo do 50 livre)

Mais 5 recordes mundiais em Doha (com vídeo do 50 livre)

5 de dezembro de 2014

Mundial Doha 2014Nenhum comentário em Mais 5 recordes mundiais em Doha (com vídeo do 50 livre)

Mais uma etapa de tempos muito fortes em Doha. Foram cinco recordes mundiais superados, sendo dois de Katinka Hosszu, e o Brasil subiu mais uma vez ao pódio, dessa vez com Cesar Cielo no 50 livre.

A terceira etapa já começou com recorde mundial das dinamarquesas no 4×50 medley, com 1’44”04, superando sua própria marca. Destaque para o 24”09 de Jeanette Ottesen na parcial de borboleta, comparável ao parcial de crawl em muitas equipes! O Brasil terminou em quinto, com Etiene Medeiros (26”03 – Etiene está MUITO bem para a prova individual), Ana Carla (30”38), Daynara de Paula (25”68) e Larissa Oliveira (24”38).

Na segunda final do dia, uma bela prova de 100 livre vencida por Femke Heemskerk. A holandesa, que costuma nadar as competições do Brasil pelo Minas, comemorou muito o primeiro título mundial individual, com 51”37 – com direito a homenagem no twitter pela bicampeã olímpica Inge de Brujin! Ela passou em quinto lugar mas teve a melhor volta (26”32), e venceu Sarah Sjostrom por apenas dois centésimos. O bronze foi para Ranomi Kromowidjojo, com 51”47, e Bronte Campbell, que passou na frente de todas, terminou em quarto.

Captura de Tela 2014-12-05 às 16.57.09

Katinka Hosszu parece que virou especialista no costas – em entrevista ao SporTV, seu técnico e marido Shane Tusup disse que treinar mais o estilo foi um pedido dela, como um desafio adicional. Com 1’59”23, ela se tornou a primeira mulher a nadar abaixo de 2’00 no 200 costas. Muito bom o tempo de Emily Seebohm também, que com 2’00”31 também bateu o antigo recorde mundial. A vice campeã olímpica Elizabeth Beisel não deu nem para o cheiro, terminando em 7o…

Captura de Tela 2014-12-05 às 17.00.25

A expecativa era que, em seguida, seu conterrâneo Daniel Gyurta também quebrasse a barreira do 2’00, na prova de 200 peito. Não foi dessa vez, mas o 2’01”49 foi suficiente para ganhar mais um ouro – seu quinto em Mundiais, contando curta e longa, apenas nessa prova, um domínio impressionante. Marco Koch foi prata e o russo Kiril Prigoda, bronze. Felipe França terminou em sétimo, com 2’06”74.

Captura de Tela 2014-12-05 às 17.05.27

Depois de ser prata no 100 livre, Sarah Sjostrom voltou para a piscina para levar o título do 50 borboleta, seu primeiro em Mundial de curta, vencendo com 24”58. Jeanette Ottesen foi prata com 24”71, e Inge Dekker bronze, com 24”73. Daynara de Paula foi oitava, com 25”94.

Continuando o dia de ouro húngaro, Peter Bernek garantiu o favoritismo mostrado na eliminatória e levou o 400 livre com 3’34”32, batendo o recorde de campeonato de Grant Hackett que já durava 15 anos. James Guy foi prata e Velimir  Stjepanovic bronze, com Oussama Mellouli terminando em quarto.

Pouco depois do 200 costas, foi a vez de Katinka bater o recorde mundial do 100 medley, para alegria dela e de Shane. Ela fez 56”70, batendo sua própria marca feita na Copa do Mundo. Na entrevista após a prova, ela disse que “as pessoas falaram muita coisa depois do primeiro dia”, e que estava feliz com os novos resultados.

Captura de Tela 2014-12-05 às 16.59.33

 

Em uma das provas mais esperadas da competição, Cesar Cielo e Florent Manaudou se enfrentaram nas raias centrais do 50 livre. Cielo saiu mal e Manaudou fez uma prova irretocável. Resultado: ouro para o francês, com 20”26, novo recorde mundial. Cielo foi bronze com 20”88, com o italiano Marco Orsi (20”69) entre eles. Veja o vídeo da prova:

Mireia Belmonte não teve dificuldade para vencer o 400 livre, sua quarta medalha de ouro da competição. Com 3’55”76 ela bateu o recorde do campeonato, que pertencia a Katie Hoff. Sharon van Rowendaal foi prata, seguida de Yufei Zhang.

Até a parcial de peito, parecia que Ryan Lochte ganharia seu quinto título mundial consecutivo de 200 medley na curta. Mas Kosuke Hagino fechou para 26”6 (contra 27”5 de Lochte), e comemorou muito seu primeiro título na competição. Daiya Seto foi bronze, com 1’51”79. Henrique Rodrigues chegou a virar em terceiro no peito, mas terminou em quarto lugar com 1’52”63 – sua melhor colocação em mundiais. 

O último recorde do dia veio no revezamento 4×100 livre feminino, com as holandesas que já haviam batido também o 4×200.  Destaque para Femke com 50”58. Os EUA e Itália completaram o pódio. O Brasil foi sétimo com Larissa Oliveira (53”46), Daynara de Paula (53”88), Daiane Becker (53”03) e Alessandra Marchioro (53”56).

Semifinais
Antes de nadar a final do 50 livre, Florent Manaudou garantiu o primeiro lugar nas semifinais do 50 costas. Guilherme Guido terminou em oitavo, a apenas um centésimo da final. Henrique Martins fez 23”93 e terminou em 16o.

Tempo para final: 23”41

A briga pelo título de 50 borbo vai ser boa amanhã, entre Chad Le Clod e Nicholas. O sulafricano fez 22”20 e superou o recorde de campeonato do brasileiro, batido quando foi campeão mundial, há dois anos. Henrique Martins foi 15o com 23”42
Tempo para final: 22”71

Ruta Meilutyte ficou a 7 centésimos do recorde mundial de 100 peito, ganhando a primeira semifinal com 1’02”43. Vai ser difícil para a jamaicana Alia Atkinson, mas não impossível…
Tempo para final: 1’05”04

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »