O incrível feito da Seleção Brasileira

8 de dezembro de 2014

Mundial Doha 20141 comentário em O incrível feito da Seleção Brasileira

Sabemos que o país foi muito bem quando temos dificuldade em escolher o destaque individual. Foram impressionantes 14 recordes sulamericanos e 2 mundiais batidos.

Fora a evolução técnica, os brasileiros mostraram que nadar de igual para igual com os melhores do mundo não é um bicho de sete cabeças, mostrando a evolução do time como um todo, tanto na natação masculina que já possui seu lugar de destaque, como na feminina, que vem conquistando seu espaço.

O Brasil chegou a 26 finais, sendo 7 femininas, 17 masculinas e 2 mistas; e 10 semifinais, sendo 4 femininas e 6 masculinas

Isso tudo antes de entrar no mérito de que não só mostramos ser capazes (daonde deve vir a motivação para campeonatos de longa), como fomos o melhor país da competição. Sim! Conquistamos 7 medalhas de ouro, 1 medalha de prata e 2 de bronze, somando 10 medalhas e liderando um quadro sob Estados Unidos, Hungria, França, Holanda, Austrália, Africa do Sul…

quadro de medalhas

As medalhas:
OURO
Guilherme Guido, Felipe França, Nicholas Santos, Cesar Cielo – 4×50 medley masculino – 1′ 30”51 WR
Felipe França – 100 peito – 56”29 CR
Etiene Medeiros, Felipe França, Nicholas Santos, Larissa Martins – 4×50 medley misto – 1’37”26 CR
Cesar Cielo – 100 livre – 45”75
Etiene Medeiros – 50 costas – 25”67 WR
Felipe França – 50 peito – 25”63 CR
Guilherme Guido, Felipe França, Marcos Macedo, Cesar Cielo – 4×100 medley masculino – 3’21”14

PRATA
Nicholas Santos – 50 borboleta – 22”08

BRONZE
Cesar Cielo – 50 livre – 20”88
Cesar Cielo, João de Lucca, Etiene Medeiros, Larissa Martins – 4×50 livre misto – 1’29”17

Os recordes:
MUNDIAL
4×50 medley masculino – 1’30”51
Etiene Medeiros – 50 costas – 25”67

DE CAMPEONATO
Felipe França – 100 peito – 56”29
Felipe França – 50 peito – 25”63
4×50 medley misto – 1’37”26

SULAMERICANO
João de Lucca – 200 livre – 1’41”85 (abertura de revezamento)
Daynara de Paula – 50 borboleta – 25”54
Etiene Medeiros – 100 costas – 57”13
Felipe França – 50 peito – 25”63
Larissa Martins – 100 livre – 52”75
Henrique Rodrigues – 100 medley – 52”20
Nicholas Santos – 50 borboleta – 22”08
4×50 medley misto – 1’37”26
Etiene Medeiros, Ana Carla Carvalho, Daynara de Paula e Larissa Martins – 4×50 medley feminino – 1’46”47
4×100 medley masculino – 3’21”14
João de Lucca, Gustavo Godoy, Fernando Ernesto e Gabriel Ogawa – 4×200 livre masculino – 6’54”53
Daiana Becker, Larissa Martins, Alessandra Marchioro e Daynara de Paula – 4×50 livre feminino – 1’38”78
4×50 livre misto – 1’29”17
Larissa Martins, Daynara de Paula, Daiane Becker e Alessandra Marchioro – 4×100 livre feminino – 3’33”93

Posts relacionados

Um comentário em "O incrível feito da Seleção Brasileira"

  1. […] 7. Brasil, a melhor seleção do Mundial de Doha Quem te viu, quem te vê. O mais impressionante desse feito histórico foi o fato de ninguém ter tido qualquer pretensão de se tornar a melhor seleção da competição. Os resultados brasileiros, em conjunto, foram espetaculares e surpreendentes. Esperávamos medalhas sim. Esperávamos finais sim. Mas o modo como tudo aconteceu foi de certa forma mágico. O Brasil saiu de Doha como o país com mais medalhas de ouro, liderando o quadro de medalhas. Clique aqui e veja os números alcançados por todo o time. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »