O incrível feito de Felipe França

7 de dezembro de 2014

Mundial Doha 20141 comentário em O incrível feito de Felipe França

Katinka Hosszu? Mireia Belmonte? Chad Le Clos? É indiscutível a dominância desses três nadadores no Mundial, com quatro ouros individuais cada, mas o nadador mais dourado da competição é nosso! Felipe França terminou o Mundial de Doha com simplesmente 5 ouros. Se ele fosse um país, terminaria em quarto no quadro de medalhas.

Felipe fez história ao conquistar três ouros em um mesmo dia, quando ajudou as equipes de revezamento 4×50 medley masculino e 4×50 medley misto, além de levar a prova dos 100 peito. Hoje ainda conquistou mais dois, nos 50 peito e no revezamento 4×100 medley masculino.

No 4×50 medley masculino, os meninos brasileiros bateram o recorde mundial, com parcial de França para 25”33, abrindo o quadro de medalhas para o Brasil.

Nos 100 peito, bateu recorde de campeonato com 56”29, em prova onde disputou contra o campeão mundial, olímpico e recordista mundial tanto na longa quanto na curta (Cameron van der Burgh).

frança

Foto: Satiro Sodré/SSPress

No 4×50 medley feminino, ajudou Etiene e Larissa a tornarem-se as primeiras brasileiras a conquistarem uma medalha de mundial em piscinas, dessa vez com parcial de 25”45. Até aí, Felipe já poderia voltar para casa muito satisfeito, mas quem tem 3, quer 4.

Na prova dos 50 peito, também bateu o recorde de campeonato, superando também o recorde sulamericano com 25”63. E agora é bi-campeão mundial da prova em piscina curta, superando tanto o recordista mundial de longa (Adam Peaty), quanto o de curta (Cameron), ambos empatados em segundo.

E quem tem 4, quer 5. Na última prova da competição, nada mais justo que terminar com chave de ouro, ajudando o revezamento 4×100 medley a conquistar mais um ouro.

felipe frança

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Felipe França só não foi imbatível no Mundial pois competiu também os 200 peito, onde ainda conseguiu alcançar a final, terminando na 7ª colocação.

O mais incrível é atingir esses feitos após 2 anos desacreditado, onde chegou a engordar e ficar de fora da seleção. Sabemos que a medalha olímpica é um caminho árduo, mas se houver a mesma evolução e superação desses últimos 2 anos, os próximos dois serão só de alegria.

Posts relacionados

Um comentário em "O incrível feito de Felipe França"

  1. […] do mundo. No Pan Pacific, levou a prata nos 100. No Mundial de Curta em Doha, foi simplesmente o nadador com mais ouros de toda competição, levando 5 provas. Sendo uma com recorde mundial, no revezamento 4×50 […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »