Mundial de Hangzhou: Primeiro dia de finais

11 de dezembro de 2018

Mundial Hangzhou 2018, ResultadosNenhum comentário em Mundial de Hangzhou: Primeiro dia de finais

Mal começou o Mundial de Hangzhou de piscina curta e já tivemos recordes mundiais e medalha brasileira! A competição está com altíssimo nível, com vários recordes nacionais e alguns recordes continentais.

A melhor prova da competição foi os 200 borboleta masculino, onde tivemos dois nadadores abaixo do recorde mundial. Daiya Seto foi o campeão e atual detentor do recorde, com 1’48”24. O antigo recordista e medalha de prata foi Chad Le Clos que bateu o recorde africano com 1’48”32. O antigo recorde do sul-africano era de 1’48”56.

Já para nós brasileiros, a melhor prova foi o 4×100 livre masculino, que rendeu a primeira medalha brasileira dessa edição, com Matheus Santana (46”83), Marcelo Chierighini (46”37), Cesar Cielo (46”34) e Breno Correia (45”61), que nadaram a final nessa ordem e terminaram na terceira colocação somando 3’05”15, atrás dos Estados Unidos (3’03”03 – novo recorde mundial) e da Russia (3’03”11). Melhor parcial da competição na abertura da prova foi de Caeleb Dressel com 45”66. E a melhor parcial lançada foi de Vladimir Morozov com 45”06 (essa prova individual vai pegar fogo!).

Mundial de Hangzhou: revezamento 4x100

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Os Estados Unidos levou também o revezamento feminino, somando 3’27”78, pouco a frente da Holanda com 3’28”02, que apesar de contarem com Femke Heemskerk e Ranomi Kromowidjojo nadando na casa dos 50 segundos, possui outras duas nadadoras que desequilibram na casa dos 53 segundos.

Muito bom também o resultado do lituano Dana Rapsys nos 400 livre, batendo o recorde de campeonato nos 400 livre com 3’34”01, com mais de dois segundos de vantagem sobre o segundo colocado.

Dentre os recordes do feminino, destaque para a australiana Ariarne Titmus, que venceu os 200 livre com novo recorde da Oceania, com 1’51”38, deixando para trás Mallory Comerford com 1’51”81 e Femke Heemskerk com 1’52”36.

Pra delírio da torcida, Wang Shun levou fácil os 200 medley com 1’51”01, mais de um segundo e meio a frente do americano Josh Prenot, o segundo colocado.

O primeiro ouro de Katinka Hosszu veio nos 400 medley com uma vitória bem confortável de 4’21”40, mais de quatro segundos a frente da segunda colocada, Melanie Margalis, com 4’25”84.

As semifinais

Guilherme Guido vem forte amanhã pros 100 costas, classificando-se para a final com o segundo melhor tempo: 49”45. O melhor tempo foi do chinês, que é recordista mundial da prova e favorito da prova, Jiayu Xu com 49”21. Mitchell Larkin foi quem se classificou em oitavo, foram necessários 50”12. Guilherme Basseto também esteve nas semis, mas terminou em décimo terceiro com 50”83.

Nos 100 peito, Fabio Scozolli fez o melhor tempo das semifinais com 56”30, um centésimo a frente do russo Kiril Prigoda, segundo colocado. Para pegar final: 57”09. João Luiz Jr e Felipe Lima classificaram-se para a semifinal, porém não conseguiram passar para as finais da prova, terminando na décima primeira e décima segunda colocação com 57”26 e 57”30, piorando os tempos feitos na manhã.

Mundial de Hangzhou: João Luiz Gomes Jr.

Foto: Satiro Sodré/SSPress

Nos 100 costas feminino, Olivia Smoliga fez o melhor tempo das semifinais com 56”13, prova que teremos também Katinka na final, que terminou em terceiro com 56”46. Para pegar final: 57”32. Etiene Medeiros esteve nas eliminatórias da prova, terminando na vigésima primeira posição com 58”62.

Sem brasileiras na prova, nos 50 peito feminino, a jamaicana Alia Atkinson, que é a atual recordista mundial, fez o melhor tempo das semifinais com 29”54. Ruta Meilutyte classificou-se com a terceira posição. Tempo para pegar final: 30”20.

Os brasileiros

Além dos mencionados, tivemos outros diversos brasileiros caindo na piscina hoje.

Caio Pumputis e Leonardo Santos estiveram em sua primeira final em mundiais absolutos e terminaram, respectivamente, em quinto e sexto nos 200 medley, com 1’53”05 e 1’53”38.

Fernando Scheffer terminou em oitavo lugar na final dos 400 livre com 3’39”40, após ter se classificado em terceiro com 3’39”10.

Luiz Altamir esteve na grande final dos 200 borboleta e terminou na sexta colocação com 1’51”99, piorando um pouco seu tempo das eliminatórias de 1’51”33. Leonardo de Deus, nessa mesma prova, terminou em décimo oitavo com 1’54”22, não se classificando para final.

Também não conseguiram passar para as finais, Manuella Lyrio, que terminou na nona colocação nos 200 livre por apenas 5 centésimos com 1’54”87 e Larissa Oliveira que terminou em 11º apenas um centésimo atrás da Manu.

Veja aqui resultados completos da prova.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »