Mundial de Hangzhou: Segundo dia de Finais

12 de dezembro de 2018

Mundial Hangzhou 2018, ResultadosNenhum comentário em Mundial de Hangzhou: Segundo dia de Finais

Mais um dia de finais no Mundial de Hangzhou. Hoje pela manhã (noite na China), houve mais dois recordes mundiais, dessa vez no revezamento 4×50 medley feminino e no 4×50 livre misto.

Finais

O primeiro recorde mundial da noite, e terceiro da competição, veio no revezamento 4×50 medley feminino, com as americanas, que diminuíram quase um segundo o antigo recorde, somando 1’42”38, com parciais absolutas, fazendo os melhores tempos de todos os estilos na prova:

Olivia Smoliga – costas – 25”97
Katie Meili – peito – 29”29
Kelsi Worrell – borboleta – 24”02
Mallory Comerford – livre – 23”10

Nos 200 borboleta, Katinka Hosszu levou em uma prova bem disputada, ultrapassando a americana Kelsi Worrell na última braçada. A húngara venceu com 2’01”60, em uma chegada perfeita. Kelsi ficou com a prata, batendo o recorde americano com 2’01”73.

Inclusive, a húngara quase conseguiu repetir a ultrapassagem na última braçada também nos 100 costas, mas acabou ficando com a prata por 7 centésimos, atrás de Olivia Smoliga, que venceu com 56”19, bem acima de seu tempo nas semifinais de 55”4.

Nos 100 peito masculino, uns 75 metros perfeitos fez a vitória de Cameron van der Burgh quase ser um recorde mundial. Cameron passou abaixo dos 26 segundos, e nos 75 estava bem sólido ainda a frente do recorde, mas a saída da água da última filipina não foi perfeita, o que talvez comprometeu o recorde mundial. Mas foi suficiente para o recorde de campeonato, que pertencia a Felipe França, fazendo 56”01. O segundo e o terceiro colocado também nadaram abaixo do recorde de campeonato: o búlgaro Ilya Shymanovich com 56”10 e o japonês Yasuhiro Koseki com 56”13 (com novo recorde asiático).

No peito feminino do dia, mas nos 50 metros, a jamaicana Alia Atkinson levou com muita propriedade, com 29”05, mais de meio segundo de seu próprio recorde mundial, mas 3 décimos a frente de Ruta Meilutyte, medalha de prata com 29”38.

Brasileiros nas finais

Nos 100 costas masculino, Guilherme Guido estava entre os favoritos da prova, mas a concorrência era bem pesada. Recordista mundial de piscina curta, recordista de piscina longa, campeões mundiais. Guido acabou na quinta colocação com 49”75, pior que seu tempo feito nas eliminatórias e semifinal. De qualquer modo, seu recode sulamericano feito ontem na semifinal não seria suficiente para subir ao pódio. O campeão foi Ryan Murphy com 49”23, em segundo o chinês, que era favorito, com 49”26 e fechou o pódio o jovem russo Kliment Kolesnikov com 49”40.

Guilherme Guido nos 100 costas - Mundial de Hangzhou

Foto: Satiro Sodré / SSPress

Em outra prova com bastante chance de medalha brasileira, os 200 livre masculino, Breno Correia e Luiz Altamir Melo acabaram na quinta e oitava posição, respectivamente, com 1’42”36 e 1’42”72. Luiz Altamir passou forte, na frente, mas depois do 100 metros já não estava entre os 100 primeiros. Por outro lado, Breno chegou a assumir a posição de pódio até o finalzinho da prova, mas não teve uma boa chegada, o que comprometeu a medalha. O vencedor foi Blake Pieroni com 1’41”49. O tempo de Luiz Altamir feito nas eliminatórias daria a medalha de bronze ao brasileiro.

Breno Correia e Luiz Altamir Melo Mundial de Hangzhou

Foto: Satiro Sodré / SSPress

No revezamento 4×50 livre misto, o Brasil terminou na quinta posição, com destaque para a parcial da Etiene Medeiros, que fechou com 23”31, atrás apenas das holandesas praticamente imbatíveis. Os tempos dos brasileiros foram:

Matheus Santana – 21”35
Cesar Cielo – 20”80
Larissa Oliveira – 24”45
Etiene Medeiros – 23”31
Total: 1’29”91

O time campeão foi novamente os Estados Unidos e novamente com recorde mundial.

Caeleb Dressel – 20”43
Ryan Held – 20”60
Mallory Comerford – 23”44
Kelsi Worrell – 23”42
Total: 1’27”89

Semifinais

Nos 100 livre feminino, Larissa Oliveira não conseguiu passar para a final, terminando na 11ª posição com 52”98, um pouco pior do que fez nas eliminatórias: 52”87. Quem também ficou de fora da final foi Federica Pellegrini, décimo com 52”86. Os melhores tempos para a final vieram com as holandesas Femke Heemskerk e Ranomi Kromowidjojo, respectivamente, com 51”84 e 51”95, únicas abaixo dos 52 segundos. Tempo para pegar final: 52”71.

A segunda e última semifinal do dia foi a prova dos 100 borboleta masculino. Caeleb Dressel foi o único a nadar abaixo dos 49 segundos, com 48”93. O segundo melhor tempo foi do sul-africano e recordista mundial Chad Le Clos, que nadou 1 segundo acima do seu recorde, com 49”07. Ambos seguraram bem nas semis e amanhã a prova tende a ser bem disputada entre os dois.

Nessa prova dos 100 borboleta, o norueguês Tomoe Hvas bateu o recorde mundial junior com 50”49, terminando na nona posição.

Mais brasileiros

Nas eliminatórias, Manuella Lyrio também nadou os 100 livre e terminou na 21ª posição, com 54”38. Leonardo de Deus, que não vem tendo uma boa competição, nadou as eliminatórias dos 100 borboleta e terminou na 23ª posição com 51”69, ficando também de fora das semifinais.

Confira aqui os resultados completos do dia no Mundial de Hangzhou.

Veja aqui o resumo do primeiro dia de finais.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »