Brandonn Almeida. Campeonato Mundial de Natacao no OCBC Aquatic Centre. 30 de agosto de 2015, Cingapura. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Mundial Junior de Cingapura – Finais 6o dia

30 de agosto de 2015

Mundial Júnior Cingapura 2015Nenhum comentário em Mundial Junior de Cingapura – Finais 6o dia

1oo livre masculino 
Kylie Chalmers era o grande favorito na prova antes da competição (nadou para 47” no revezamento 4×100 livre da Austrália no Mundial absoluto). O australiano confirmou o favoritismo vencendo com fortes 48”47, superando o recorde de campeonato batido ontem pelo brasileiro Pedro Spajari (48”87). Uma pena que Spajari não tenha conseguido repetir o tempo na final, terminando em quarto com 49”56. O americano Maxime Rooney foi prata com 48”87 e Felipe Ribeiro foi bronze com 49”30! Foi a terceira medalha do Brasil na competição e a primeira da história de Mundiais Junior na prova de 100 livre.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.31.20 AM

 

200 peito feminino 
Prova muito forte, talvez a mais forte da competição. Viktoria Zeynep Gunes bateu o recorde mundial júnior com 2’19”64, apensar 53 centésimos pior que o recorde mundial absoluto de Rikke Pedersen! A marca é melhor do que o tempo que foi ouro no Mundial de Kazan há menos de um mês – aliás Viktoria esteve presente na competição, onde acabou em 11o, parando nas semifinais da prova. O pódio foi completado pelas russas Mariia Astashkina com tempo também forte, 2’24”57, e Sofia Andreeva, 2’24”88.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.34.47 AM

viktoria-zeynep-gunes-2015-fina-world-juniors-1-6-720x500
200 costas masculino 
Hugo Gonzalez com um final de prova impressionante saiu do terceiro lugar para a medalha de ouro com 1’58”11. O norte-americano Michael Taylor, nadando na raia 1, terminou com a prata com 1’58”39. Austin Katz dos EUA completou o pódio com 1’58”51.
*Nathan Bighetti terminou em 10o lugar com 2’02”04

Screen Shot 2015-08-30 at 8.33.47 AM

100 borboleta feminino 
Rikako Ikee tinha sido a única a nadar para 58”na semifinal. Pela raia 4, ela passou muito forte e confirmou o favoritismo com 58”28. Penny Oleksiak, que passou em quarto, quase alcançou a japonesa com um ótimo final de prova (30”69, a única a fechar para 30”entre todas da final). Gemma Cooney, da Austrália, completou o pódio com 58”98. Cassidy Bayer dos EUA terminou em quarto com 59”04.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.33.59 AM

1500 livre masculino 
Grande prova de Brandonn Almeida que teve sangue frio para manter sua estratégia de passar atrás – assim como fez quando conquistou seu título absoluto, no Maria Lenk, e no PAN, onde ficou com a medalha de bronze. Brandonn passou o 400 com 4’04, o mais fraco entre os 12 primeiros colocados na prova.

Nos 800, Brandonn já era o quinto na final com 8’11, 4 segundos atrás do americano Taylor Abbott. Nos 1200 Brandonn já era o segundo, mas ainda com parcial pior do que o chinês Ziao Qiu, que nadou nas séries mais fracas e fez 15’17”54.

Brandonn foi diminuindo a diferença a cada 50 metros e ainda estava quase meio segundo atrás na última virada, mas fechando 27”83, ultrapassou o americano e venceu com 15’15”88. O tempo é pior do que seu recorde brasileiro feito no PAN, 15’11”70. Mas em Mundial, o que importa é a medalha. E esse ouro foi não só o primeiro do Brasil em Cingapura, mas o segundo em todas as edições de Mundial Junior – e o primeiro em provas olímpicas, dado que o primeiro foi conquistado por Leo Guedes no 50 costas.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.50.14 AM

 

Brandonn Almeida. Campeonato Mundial de Natacao no OCBC Aquatic Centre. 30 de agosto de 2015, Cingapura. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Brandonn Almeida. Campeonato Mundial de Natacao no OCBC Aquatic Centre. 30 de agosto de 2015, Cingapura. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Brandonn Almeida. Campeonato Mundial de Natacao no OCBC Aquatic Centre. 30 de agosto de 2015, Cingapura. Foto: Satiro Sodre/SSPress

Brandonn Almeida. Campeonato Mundial de Natacao no OCBC Aquatic Centre. 30 de agosto de 2015, Cingapura. Foto: Satiro Sodre/SSPress

50 livre feminino 
As russas tinham os dois melhores tempos para a final e Mariia Kameneva conquistou o ouro para o país, com 25”12. Há dois anos, a prova foi vencida por Ruta Meilutyte com 25”10. O Japão ficou com a prata com Rikako Ikee com 25”19, que havia acabado de vencer o 100 borboleta feminino. A australiana Shayna Jack foi bronze com 25”24. Daria Ustinova, que tinha o melhor tempo para a final, ficou em quarto com 25”39.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.34.17 AM

200 borboleta masculino
O russo Danill Pakhomov liderou a prova inteira, virando os últimos 150 com mais de 1 segundo de vantagem sobre os adversários. Mas o início forte pesou e o nadador foi superado por apenas 13 centésimos por Nao Horomura, do Japão, com 1’56”80. O japonês fechou 30”54, contra 31”89 do russo. Quem fechou ainda mais forte foi o norte-americano Mike Thomas (30”53), ficando com o bronze com 1’57”61.

*Kaue Carvalho terminou em 14o com 2’01”67 e Henrique Painhas em 18 com 2’02”21

Screen Shot 2015-08-30 at 8.34.28 AM

50 peito masculino 
Ouro para Andrius Sidlauskas com 27”99, seguido do italiano Nicolo Martinenghi com 28”03 e Nikola Obrovac com 28”11. Michael Andrew, dos EUA, mais uma vez não foi bem e terminou em oitavo lugar com 28”44.

Screen Shot 2015-08-30 at 8.34.37 AM

200 livre feminino 
Excelente resultado de Rafaela Raurich, a mais nova da seleção, chegando à final do 200 livre. Ela nadou para 2’01”40 nas eliminatórias e classificou com o 6o tempo. Na final, fez 2’01”89 e terminou em 8o lugar. O ouro foi para um dos grandes nomes do feminino na competição: Taylor Ruck, canadense que já havia nadado para 53” no 100 livre, e agora venceu o 200 com 1’57”87, novo recorde de campeonato.

*Gabrielle Roncatto terminou em 28o com 2’04”87 

Screen Shot 2015-08-30 at 8.49.33 AM4×100 medley masculino
Rússia dominou os revezamentos medley, batendo recorde mundial júnior no feminino e masculino! No masculino, fez a diferença o parcial muito forte de peito de Anton Chupkov (59”84) e o de borboleta de Danill Pakhomov (51”74). O tempo da Rússia fio de 3’36”44. Destaque ainda para os parciais de Kyle Chalmers fechando para Austrália para 48”38 e Maxime Rooney com 48”55 para os EUA. O Brasil terminou em quarto lugar, com Guilherme Basseto (56”54), Eduardo Amaral (1’03”51), Vinicius Lanza (53”29) e Pedro Spajari (49”44).


Screen Shot 2015-08-30 at 9.50.29 AM

 

4×100 medley feminino 
Vitória da Russia com novo recorde de campeonato e mundial, 4’01”05, liderando desde o estilo peito com ótimo parcial de Mariia Astashkina (1’07”65). A Austrália ficou em segundo com 4’02”42 e o Japão em terceiro, 4’03”10, deixando os EUA fora do pódio.

Screen Shot 2015-08-30 at 9.51.06 AM

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »