A alegria (e a dor) das classificações

28 de julho de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em A alegria (e a dor) das classificações

A energia de conquistas como a que vimos hoje em Kazan é contagiante. Garantir um lugar nas Olimpíadas que é só seu, de mais ninguém, e que nenhum dinheiro pode comprar. Da mesma forma, é tocante ver a reação de quem chegou muito perto mas ficou sem vaga.

No Brasil, estamos felizes por completo, com a classificação 100% no feminino: Ana Marcela Cunha e Poliana Okimoto estão garantidas no Rio-2016. Que as duas tinham condições e eram favoritas ninguém duvidada. Mas com a decisão ficando para uma única prova, tudo pode acontecer. Agora resta 1 ano para as duas brigarem, com reais condições, por medalha no Rio de Janeiro. Poliana, aliás, é a única mulher a ter se classificado para todas as três edições das maratonas aquáticas em Olimpíadas até o momento.

Compilamos as fotos, declarações e posts que resumem o que aconteceu hoje no rio Kazanka, tanto para as brasileiras como para as demais nadadoras, todas brigando por uma coisa só: o sonho olímpico.

Aurelie Muller estava completamente eufórica com sua vitória. Assim como Ana Marcela Cunha, ela esteve na prova de 10km em Pequim, mas não conseguiu se classificar para as Olimpíadas de Londres. Hoje foi ouro e garantiu seu lugar no Rio.

Muller1

Open+Water+Swimming+16th+FINA+World+Championships+0GIhfLfxjdHl

 

Isabelle Harle, número 248 na prova, terminou a prova em 7o. Nessa foto, ela abraça a equipe alemã, depois de conseguir vaga para sua primeira participação nas Olimpíadas, aos 26 anos.

Open+Water+Swimming+16th+FINA+World+Championships+C8zLZIwtx5Ll 

Para o jornal alemão FAZ.net, ela disse: “Graças a Deus, tudo valeu a pena. Não vejo muito minha família e meus amigos. Isso compensou tudo”.

gott-sei-dank-es-hat-sich

Por outro lado, Angela Maurer, lenda das maratonas aquáticas femininas com 7 medalhas de Mundiais e que acabou de completar 40 anos, está fora dos Jogos. Ela disse ao jornal alemão Handelsblatt: “Estive em duas Olimpíadas e sabia que minhas chances seriam mínimas com competidoras tão fortes. Tive anos incríveis no esporte e celebrei quase 2o anos de muitos sucessos. Não considero hoje uma derrota”. Embora haja uma nova seletiva, como uma alemã já ficou entre as 10, Angela não tem mais chances de conseguir a vaga. A prova de 25km que acontece ainda esta semana pode ser sua despedida de Mundiais, disse o jornal.

Sharon van Rouwendaal chegou em segundo em sua primeira participação em Mundiais na maratona aquática. Na piscina, ela já tinha uma prata na prova de… 200 costas, em Shangai. A versátil holandesa postou essa foto em seu twitter logo após a conquista.

Screen Shot 2015-07-28 at 2.32.25 PM

Uma prova de que o que importava hoje era chegar entre as 10 foi essa reação de Eva Risztov. A húngara, atual campeã olímpica, liderou boa parte da prova mas caiu na última volta e se classificou na 10a e última posição. Decepção? Não, motivo de extrema comemoração…

risztov_eva_xlsport_mti

…. e tristeza para sua compatriota, Anna Olasz, que ficou em 11o e está fora das Olimpíadas. A história é triste. Na disputa por Londres-2012, ela também chegou exatamente uma posição atrás de Eva Risztov, na segunda e última seletiva para as Olimpíadas, disputada em Setubal. Como na segunda seletiva a regra é de apenas uma classificada por país, ela também havia ficado de fora da seleção. Sua declaração é tocante: “Não deu certo. Parece que a Olimpíada não é para mim. É a segunda vez que fico a uma posição de ir. Espero ganhar uma medalha na prova de 25km.” Força, Anna.

Kazany, 2015. július 28. Olasz Anna a nyíltvízi úszók 10 kilométeres versenyében a kazanyi vizes világbajnokságon 2015. július 28-án. A magyar versenyző a 11. helyen végzett, így lemaradt a jövő évi brazíliai olimpiáról. MTI Fotó: Kovács Anikó

Foto: Kovács Anikó

Esse sentimento é conhecido de uma pessoa que nós conhecemos bem: Ana Marcela Cunha. 11a colocada em Shangai-2011, como Poliana Okimoto havia ficado entre as 10, Ana ficou sem a vaga olímpica. Hoje foi dia de reviravolta, com direito a medalha. Em seu primeiro post após a classificação, a homenagem a quem esteve ao seu lado todos os dias na borda da piscina: o técnico Fernando Possenti

 

Screen Shot 2015-07-28 at 2.57.21 PM

… que retribuiu a homenagem.

Screen Shot 2015-07-28 at 2.59.51 PM

Comemoração também de Ricardo Cintra, técnico e marido de Poliana Okimoto, que postou sobre a realização de um sonho pela terceira vez. 

Screen Shot 2015-07-28 at 6.09.37 PM  

Rebecca Mann, aos 17 anos, mostrou muita maturidade e espírito esportivo. Ela foi 14a na prova e também não tem chances de garantir a vaga nas maratonas para o Rio, mas ainda pode se classificar na piscina, onde é forte também. Becca tweetou: “Dia difícil para mim, mas muito animada por Haley!! Você merece e estou muito feliz por você”.

Screen Shot 2015-07-28 at 11.15.58 AM  

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »