A cor que faltava

1 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em A cor que faltava

Mais de 5 horas de prova. 25 quilômetros é prova pra macho. E não adianta começar lá na frente as primeiras voltas, sem aguentar o ritmo até o fim do percurso. Foram 10 voltas de 2,5km. Pensa. As 5 primeiras voltas tudo o que você tem que fazer é se manter no bolo, sem deixar ninguém distanciar.

Foi o que fez Ana Marcela Cunha, que até a quinta volta, manteve-se em uma distância confortável das líderes e começou a atacar a partir da sexta volta, já tomando a liderança. Para se ter uma noção, a brasileira baixou quase 2 minutos na segunda volta de 2,5km. A mudança do ritmo é como se baixasse 20 segundos em 400 metros!

Depois aumentou ainda mais a velocidade na sétima e oitava volta, sempre acompanhada por Anna Olasz. Na oitava e nona voltas ficou junto à húngara e deu o ataque final e fatal na última volta, onde distanciou quase 30 segundos (só não digo que venceu “fácil”, porque nunca se pode usar essa palavra, tratando-se de 25km). Ouro para o Brasil, a cor que faltava na coleção russa de Ana Marcela. Bem bacana também foi ver brasileira aguardando a Anna Olasz chegar para cumprimenta-la. A empatia de saberem o que cada uma vivenciou.

1 minutos e 20 segundos depois da brasileira, chegou a renomada Angela Maurer, já com seus 40 anos de idade, mas dando caldo nas jovens nadadoras e conquistando sua oitava medalha em Mundiais para a Alemanha.

Ainda tivemos a brasileira Betina Lorscheitter na prova, mas parou após a sétima volta.

25km feminino

 

No masculino, a alternância de líder foi ainda maior. Com uma chegada mais disputada que no feminino, o italiano Simone Ruffini venceu o americano Alex Meyer por 5 segundos. Completou o pódio mais um italiano, Matteo Furlan, que já havia subido ao pódio na prova dos 5km. O brasileiro Allan do Carmo terminou na 16ª posição e Diogo Villarinho na 18ª posição.

25km masculino

Algo bem curioso foi o que ocorreu durante o pódio masculino. Simone Ruffini pediu sua namorada em casamento, que estava presente na cerimônia de premiação.

simone ruffini

 

Sorte que ela disse SIM :)

 

Veja o resultado completo do masculino e feminino.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »