KZN15: Eliminatórias Dia 2

3 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em KZN15: Eliminatórias Dia 2

100 costas feminino

Passou quem tinha que passar, inclusive a brasileira Etiene Medeiros, que passou na 10ª posição com 1’00”33. Katinka Hosszu com 58”78, já fez o melhor tempo do ano ainda nas eliminatórias. Mas não irá disputar a prova, para focar no Recorde Mundial dos 200 medley, na final de hoje. Ainda nadaram abaixo do minuto: Emily Seebohm, Madison Wilson, Mie Nielsen, Missy Franklin e Anastasiia Fesikova. A chinesa Yuanhui Fu também passou, porém nomes fortes como a russa Daria Ustinova, a canadense Hilary Caldwell, a ucraniana Daryna Zevina e a espanhola Duane da Rocha (que estará no Brasil disputando o Finkel) ficaram de fora, todas essas especialistas dos 200.

semi costas fem

100 costas masculino

Quem também não está para brincadeira é o australiano Mitchell Larkin, já classificou-se para a semi com recorde da Oceania e melhor tempo disparado do ano: 52”50, único abaixo dos 53 segundos. O atual campeão olímpico e mundial Matt Greevers passou com o segundo tempo: 53”21. Guilherme Guido fez seu trabalho e terminou com o sexto tempo com sólidos 53”57. Fora o campeão mundial dos 200 Radoslaw Kawecki, tá todo mundo dentro da semi: os franceses Camille Lacourt e Jeremy Stravius, os britânicos Chris Walker-Hebborn e Liam Tancock, o japonês Ryosuke Irie, o outro australiano Benjamin Treffers e o outro americano David Plummer, que passou raspando com o 16º tempo.

semi costas masc

100 peito feminino

Seguindo a mesma linha do costas, todo mundo passou para a semifinal. Todo mundo que esperava-se passar, ao menos. A recordista mundial Ruta Meilutyte passou com o quarto tempo, confortável, com 1’06”75. Ninguém, aliás, nadou abaixo dos 1’06”. O melhor tempo ficou com a a dona da casa Yulia Efimova com 1’06”31, também bem confortável. Jessica Hardy, Kanako Watanabe, Alia Atkinson Jennie Johansson e Rikke Pedersen também estão nas semifinais de hoje. Ficaram de fora as americanas Micah Lawarence, a japonesa Rie Kaneto, e a holandesa Moniek Nijhuis. A única brasileira da prova Jhennyfer Conceição não foi bem. Terminou na 36ª posição com 1’10”14, mais de um segundo acima de seu tempo feito no Pan de Toronto.

semi peito fem

200 livre masculino

Sun Yang, embalado do ouro de ontem nos 400, classificou-se com o melhor tempo nas eliminatórias com 1’46”00. Logo atrás dele, está o vice-campeão de ontem James Guy com 1’46”10 e o recordista mundial e melhor tempo de 2015 Paul Biedermann com 1’46”20. Cameron McEvoy, Danila Izotov, Conor Dwyer, Ryan Lochte, David McKeon, Chad Le Clos, Federico Grabich e o brasileiro João De Lucca também passaram. É muita gente boa, para pouca vaga na final. O brasileiro está com o 14º tempo com 1’47”47 e terá que voltar a nadar para 1’46” se quiser essa tão almejada vaga. Nicolas Nilo, o outro brasileiro, não conseguiu ficar entre os 16, terminando em 22º com 1’48”23. Assim como Filippo Magnini, Benjamin Hockin e o francês Gregory Mallet.

semi 200 masc

1500 livre feminino

E já que a coisa tava meio morna, meio apagada pela manhã de hoje. Katie Ledecky resolveu dar uma apimentada a segunda etapa eliminatória batendo o recorde mundial dos 1500! Sim, porque toda queda n’água é momento para fazer o melhor tempo da história. Mantendo 28 parciais entre 30 alto e 31 baixo, praticamente um reloginho, Katie só fugiu à regra nos primeiros e nos últimos 50. Seu novo recorde é mais de meio segundo mais forte que o anterior, dela mesma, e podemos esperar que baixe ainda mais amanhã na final (se ela não resolver passar alucinada que nem os 400 ontem). Seu tempo: 15’27”71. Lotte Friis com o segundo melhor tempo do ano 15’54”23 fez um respeitável tempo também considerando ser classificatório, assim como a jovem Jessica Ashwood, medalhista dos 400, que também baixou os 16 minutos com 15’56”52, terceiro melhor tempo do ano. De olho na chilena Kristel Kobrich, que pode além de disputar medalha, bater seu recorde sulamericano feito em Barcelona. A medalhista de bronze do último mundial Lauren Boyle também está classificada, assim como a perigosíssima e versátil Sharon Van Rouwendaal que já ganhou medalha dos 400m aos 10km.

1500 fem

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »