KZN15: Eliminatórias Dia 5

6 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em KZN15: Eliminatórias Dia 5

Em um ritmo mais brando que as etapas eliminatória anteriores, alguns nomes cotados ao ouro vacilaram e não classificaram para as semifinais. Para nós brasileiros, ao contrário de ontem, a única classificação foi de Leonardo de Deus nos 200 costas. Mas a melhor notícia da manhã foi a classificação olímpica das brasileiras no fatídico revezamento 4×200 livre.

100 livre feminino

Com seu melhor tempo, feito no Pan-Americano, Larissa Oliveira teria passado para as semifinais da prova. Mas deu uma piorada, terminando na 19ª colocação com 55”02. Essa prova promete ser incrível,com mais um duelo entre Sarah Sjostrom e Cate Campbell  (melhores classificadas empatadas com 53”22), ainda para dar um tempero na briga terá Bronte Campbell, que teve a melhor parcial no revezamento 4×100 livre no primeiro dia e está cansada de ser coadjuvante, classificou-se o terceiro tempo. E ainda as holandesas Ranomi Kromowidjojo, campeã olímpica, e Femke Heemskerk, que tem o melhor tempo do ano. Detalhe para o empate entre Veronika Popova, anfitriã e medalhista dos 200 e a vice-campeã olímpica Aliaksandra Herasimenia. A bielo-russa levou a melhor no desempate e estará na final de logo mais.

100 livre fem

200 costas masculino

Única classificação brasileira do dia, Leonardo de Deus tentará a primeira final da competição e está com o 10ª tempo nos 100 cota com 1’57”73 e vai em busca, quem sabe, do recorde brasileiro de Thiago Pereira de 1’57”19. O melhor tempo foi do campeão dos 100 metros, o australiano Mitchell Larkin.Classificados também Ryosuke Irie, o mais especialista da prova, com o melhor tempo do ano. Além dos americanos Tyler Clary, que ainda não havia dado as caras em Kazan e Ryan Murphy, que mostrou estar voando abrindo o revezamento misto para 52”1.

200 costas masc

200 peito feminino

Sem brasileiras, o 200 peito teve uma eliminatória bem forte. Foram 8 nadadoras para 2’23”. Com exatos 7 décimos separando a primeira da oitava colocada. Dentre elas, Kanako Watanabe, prata nos 200 medley e especialista de peito; Micah Lawrence medalhista em Barcelona; Rikke Pedersen, recordista mundial, Viktoria Gunes, recordista mundial junior e pasmem: Yulia Efimova, atual campeã mundial da prova, dona da casa e que levou o ouro sobre Ruta, ficou de fora da final com a 17ª posição por 20 centésimos! A bruxa tá solta. Breeja Larson também ficou de fora.

200 peito fem

200 peito masculino

Essa prova também é muito esperada. Primeiro porque temos Daniel Gyurta que pode tornar-se tetra-campeão. Além disso, o nível da prova em 2015 está mais forte do que nunca. Vendo o ranking mundial já dá para ter uma noção. Nas eliminatórias, já foram 8 nadadores abaixo de 2’10”. Nessa lista estão inclusos o próprio Gyurta, além de Marco Koch em busca de seu primeiro ouro e Kevin Cordes. Mas olha, Ryo Tateishi, Cameron Van der Burgh e Adam Peaty (que possui o segundo melhor tempo do ano) ficaram de fora da final. Os brasileiros Felipe França e Thiago Simon não nadaram bem e fizeram 2’16”13 (38º) e 2’14”29 (29º), respectivamente.

200 peito masc

 

4×200 livre feminino

Revezamento feminino brasileiro teve uma boa performance chegando muito próximo ao tempo do Pan com 7’57”15. O tempo para pegar final foi de 7’55”08 das francesas, ainda distante da nossa realidade, apesar de bastante possível. Os tempos foram Manuella Lyrio (1’58”72), Jessica Cavalheiro (1’59”64), Joanna Maranhão (1’59”57) e Lariss Oliveira (1’59”22). Décima colocação e vaga garantida para os Jogos Olímpicos em casa! O melhor tempo das eliminatórias ficou com as italianas, graças a parcial de Pellegrini de 1’56”60. Outra que foi diferencial no revezamento foi Sarah Sjostrom, com 1’55”69, deixando as suecas com o quarto tempo. As americanas são as favoritas, que já passaram com o segundo tempo, mesmo poupando Ledecky e Missy.

4x200 livre fem

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »