KZN15: Eliminatórias Dia 6

7 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em KZN15: Eliminatórias Dia 6

Dia com estreias, por incrível que pareça. Duas classificações brasileiras:

50 livre masculino

O dia dos 50 livre finalmente chegou, uma pena que sem Cielo, mas Bruno Fratus passou bem com o quinto tempo para 22”03. Foram quatro nadadores abaixo dos 22 segundos, o atual campeão olímpico Florent Manaudou com 21”71, Nathan Adrian que não foi bem nos 100 para 21”73, a surpresa grega Kristian Gkolomeev com 21”87 e Vlad Morozov que ainda não fez jus às expectativas com 21”97. Também passaram Anthony Ervin, apena com o 14º tempo, o campeão dos 100 Ning Zetao, Andrii Govorov e Marco Orsi. O italiano Luca Dotto ficou de fora.

50 livre masc

50 borboleta feminino

Sarah Sjostrom fez um segundo acima de seu recorde mundial, mesmo assim passando com o primeiro tempo. Jeanette Ottesen e Inge Dekker, cotadas à medalha, foram segunda e terceira respectivamente. Arianna Wanderpool-Wallace estreou finalmente em Kazan e passou também tranquilamente para as semis, assim como Fran Halsall. Boa notícia foi a classificação de Daynara de Paula, passando ali no limite na 16ª posição.

50 borbo fem

100 borboleta masculino

Finalmente alguém nadando para 50 segundos. Laszlo Cseh já ganhou os 200 e surpreendentemente já subiu no pódio nos 50. Agora vai em busca de um inédito ouro nos 100. Fez sua parte nas eliminatórias, botando terror para 50”91. Não sei se Chad Le Clos se intimidou, mas parece que passou fácil na oitava posição com 51”83. Os americanos Tom Shields e Tim Phillips também estão dentro das semis, além dos poloneses Konrad Czerniak e Pawel Korzeniowski, do francês Mehdy Metella e do australiano Tommaso D’Orsogna. O brasileiro Arthur Mendes não conseguiu a classificação, terminando na 24ª posição com 52”55, um pouco pior que seu índice feito no Maria Lenk.

100 borbo masc

200 costas feminino

Essa prova promete ser muito boa. Com Katinka Hosszu muito bem e Missy Franklin nem tanto, a possibilidade da húngara vencer ficou mais real. Katinka passou com o primeiro tempo para 2’07”17. Missy está com o segundo com 2’07”84, quase 4 segundos acima de seu recorde mundial. Vale mencionar também a imortal Kirsty Coventry, bi-campeã olímpica da prova e que também passou para as semis (muito amor). Daria Ustinova logo nas eliminatórias já bateu o recorde mundial junior com 2’09”16 e dentro de casa é candidata forte ao pódio. Joanna Maranhão fez uma prova bem dividida e ficou a poucos centésimos de seu recorde sulamericano, terminando na 21ª posição com 2’12”26.

200 costas fem

4×200 livre masculino

Mais amor ainda pela estréia de Grant Hackett em Kazan! Abriu o revezamento australiano para 1’47”83, ajudando a equipe a classificar-se com o melhor tempo. Americanos, britânicos e russos passaram. Brasil não foi bem e terminou apenas na 15ª posição, sendo o primeiro revezamento ainda não garantido para as Olimpíadas. Luiz Altamir abriu bem para 1’48”, mas a parciais de 1’50” de João de Lucca, 1’49” de Thiago e 1’49” de Nicolas Nilo fizeram o time piorar 5 segundos do tempo do Pan.

4x200 masc

800 livre feminino

Para Katie Ledecky ter feito 8’19”, ela deve ter nadado para A1… Suficiente para passar tranquilamente com o primeiro tempo, seguida por Jessica Ashwood e Lotte Friis. Muito nome bom nessa final de amanhã que ainda contará com Lauren Boyle, Jazmin Carlin e Sharon Van Rounwendaal. As sulamericanas Andreina Pinto e Kristel Kobrich ficaram de fora, assim como americana Becca Man, que ainda não conseguiu vingar seu talento precoce.

800 livre fem

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »