Os melhores momentos do terceiro dia em Kazan

4 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em Os melhores momentos do terceiro dia em Kazan

Todo dia tem recorde mundial, daí fica difícil destacar outros temas. Hoje, por exemplo, foram 3 recordes mundiais. Mas, além disso, campeões olímpicos sendo desbancados e muitas surpresas. Seguem destaques:

 

5- A chegada dos 200 livre

Ryan Lochte ousou. Fez bonito com sua nova ondulação dorsal, que realmente parece mais eficiente. Mas pesou. O que era para desesperar os adversários, apenas fez com o americano cansasse nos últimos 50. E não se pode brincar com fundista. Fundista melhora ou no máximo mantém o ritmo no fim. James Guy é prova, fechando para 26”81. Sun Yang também, fechando para 27”14. Mas quem fechou melhor da série foi o recodista mundial Paul Biedermann que havia passado em quinto e veio buscando o americano, para bater na terceira posição, fechando para 26”67.24 centésimos distanciaram o primeiro do terceiro lugar. E 8 décimos o primeiro do quinto lugar.

200 livre masc final kazan

 

james guy kazan 2015

 

 

4- A revanche

Yulia Efimova sabe ser decisiva. Não importa quem é favorita ou quem é recordista mundial. Em casa, então, fez a russa levar sobre o fenômeno Ruta Meilutyte, que convenhamos, não foi bem. Efimova também não fez sua melhor marca, mas bateu na frente em um final espetacular, buscando mais de meio segundo a lituana. Primeiro ouro russo em casa.

yulia efimova kazan 2015

 

 

3- Ledecky dando pau nela mesma

Quantas vezes Ledecky já bateu o recorde mundial dessa prova? Umas 5 vezes nos últimos 2 anos? Estamos falando de quase 20 segundos de melhora em 2 anos. Petiz? Katie Ledecky hoje venceu por um corpo seu recorde mundial de ontem. Literalmente. Passou os 400 com um tempo que lhe daria final aqui em Kazan. Passou os 800 com tempo que lhe daria o ouro olímpico (que foi dela mesma). 15’25”48 é mais de 10 segundos melhor que o tempo que venceu no último Mundial, quando também bateu recorde mundial. Enfim… Ledecky sendo Ledecky.

USA's Katie Ledecky reacts after setting a new world record at the end of a preliminary heat of the women's 1500m freestyle swimming event at the 2015 FINA World Championships in Kazan on August 3, 2015.   AFP PHOTO / MARTIN BUREAU

 

 

2- Finalmente o ouro de Emily

Emily Seebohm tinha um tabu pessoal a ser superado: vencer uma final em nível mundial. A australiana em 2012 bateu o recorde olímpico nas semis e ficou com a prata na final. Em 2013, prata de novo. Esse ano, ainda por cima, lesionou o joelho e chegou a ser dúvida em Kazan. Mas nada como um dia após o outro. Emily superou esse fantasma e levou com o tempaço de 58”26, muito próxima ao recorde mundial de Gemma Spofforth.

emily seebohm kazan 100 back costas

 

 

1- O tempo absurdo de Adam Peaty

Ok que a final ainda não rolou, mas 26”42? De 50 peito? “Vai, realmente não dá para ficar surpresa com um cara que baixou mais de meio segundo do recorde mundial dos 100. Quem baixa 60 centésimos nos 100, tem que baixar 30 centésimos nos 50.” Brincadeiras à parte, esse tempo de 26”42 é surreal e agora o que importa amanhã é bater na frente, assim como fez nos 100 metros. Já que não será fácil nadar ao lado de Cameron, que também bateu o recorde mundial da prova pela manhã.

adam peaty

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »