australia revezamento 4x200

Previsão Yes Swim para Kazan: 4×200 LIVRE

30 de julho de 2015

Previsão Yes SwimNenhum comentário em Previsão Yes Swim para Kazan: 4×200 LIVRE

4×200 livre feminino

Brasileiras na prova: Larissa Martins, Manuella Lyrio, Jessica Cavalheiro, Joanna Maranhão

Melhor tempo em 2015: EUA – 7’53”88

Ausência sentida: Allison Schmitt

Atenção: Brasil de volta a uma final internacional na prova

O que esperar na final: Sem Allison Schmitt, os Estados Unidos podem enfrentar um sério problema. O que podia ser fácil, não só vai ser difícil como bem perigoso. A Australia está muito bem e possui 3 nadadoras para 1’56” e uma para 1’57” baixo. As americanas possuem dois pesos que fazem a diferença: Missy Franklin e Katie Ledecky, mas elas tem que realmente fazer a diferença e nadar na casa do 1’54” (o que não é nenhum pouco difícil) para que os EUA levem o ouro, já que as outras duas nadadoras devem nadar na casa do 1’57”. A briga do ouro não deve fugir desses dois países. Completando o pódio, a China é favorita liderada por Ye Shiwen e Suo Shen que já nadou para 1’57”0 esse ano. Ainda na briga a Suécia com Sarah Sjostrom desequilibrando e Michelle Coleman, a França com Charlotte Bonnet e Coralie Balmy e quem sabe a Holanda, liderada por Femke Heemskerk e a Itália com Federica Pellegrini. O Brasil deve pegar final, voltando às melhores seleções da prova após 11 anos.

Previsão Yes Swim

4x200 livre feminino  Mundial Kazan 2015

4×200 livre masculino

Brasileiros na prova: João de Lucca, Nicolas Nilo, Thiago Pereira, Luiz Altamir

Melhor tempo em 2015: Australia – 7’10”24

Ausência sentida: Michael Phelps

Atenção: Aos EUA com possibilidade de ficar de fora do pódio após 10 anos invictos

O que esperar na final: Ver um revezamento com Grant Hackett chega a ser poético, que dirá nostálgico. E olha, o time australiano está muito forte. Quatro integrantes na casa dos 1’46” já esse ano. Estados Unidos, por outro lado, além de não ter tido seus atletas em boa performance ainda esse ano, não terá o brilho de Phelps, por exemplo. Aliás, está meio sem brilho esse time, que teve média de 1’47” médio na seletiva e apesar de acrescentarem Ryan Lochte, terão dificuldade de subir ao pódio, ao que tudo indica. Russia, a atual vice-campeã mundial, terá além de um forte quarteto, similar à 2013, a torcida que sempre deve ser levada em consideração. Fora isso, vem muito bem o time britânico com 3 nadadores para 1’46” esse ano e mais um para 1’47”1. Sempre também devemos considerar a China, ainda mais com Sun Yang (que foi o responsável pelo pódio de Barcelona ao fechar com insanos 1’43”1). O Brasil deve pegar uma final e até surpreender com dois a três nadadores na casa do 1’46” e mais um para 1’47”.

Previsão Yes Swim

4x200 livre masculino Mundial Kazan 2015

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »