TEMPO REAL: Kazan 2015 – Dia 4

5 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em TEMPO REAL: Kazan 2015 – Dia 4

100 livre masculino (semifinal)

Recorde Mundial: Cesar Cielo (BRA) – 46”92 (2009)
Recorde de Campeonato: Cesar Cielo (BRA) – 46”92 (2009)

Semifinal 1: Primeiro 47 da prova, Cameron McEvoy teve um ótimo final de prova fazendo 47”94. Nathan Adrian que pasosu bem forte, com 22”4. Matheus Santana terminou a série na quinta posição com 48”5.

Semifinal 2: Muito estranha a saída da prova. Apenas Morozov teve uma reação rápida, ou então queimou na prova. Marcelo Chierighini terminou a série em terceiro com 48”37. Morozov levou a série com 48”12.

Santana ficou com o décimo tempo.

Confirmado. Morozov foi desclassificado por queimar a saída.

50 costas feminino (semifinal)

Recorde Mundial: Jing Zhao (CHN) – 27”06 (2009)
Recorde de Campeonato: Jing Zhao (CHN) – 27”06 (2009)

Semifinal 1: Etiene saiu muito bem, à frente das adversárias e fez seu papel na primeira série, classifiacando-se com o primeiro tempo: 27”41, muito próxima ao recorde sulamericano. É o segundo melhor tempo do ano, sendo que o melhor é dela mesma.

Semifinal 2: Yuanhui Fu vai dar trabalho para a brasileira na final, com o tempaço de 27”18, muito próxima ao recorde mundial e assume o ranking do ano.

200 borboleta masculino

Recorde Mundial: Michael Phelps (USA) – 1’51”51 (2009)
Recorde de Campeonato: Michael Phelps (USA) – 1’51”51 (2009)

Laszlo Cseh voltou a vencer em Mundiais depois de 10 anos!! Muito bem dividida a prova, vencendo com 1’53”48. De tirar o chapéu a “raça” do sul-africano atual campeão olímpico que passou em terceiro nos 150 metros, mas olhando para os lados (que pode atrapalhar, mas que o motivou a fazer força) viu que estava atrás e bloqueou os últimos 10 METROS para quase ultrapassar o húngaro, terminando com a prata com 1’53”68.

200 livre feminino

Recorde Mundial: Federica Pellegrini (ITA) – 1’52”98 (2009)
Recorde de Campeonato: Federica Pellegrini (ITA) – 1’52”98 (2009)

Katie Ledecky é INVENCÍVEL em campeonatos mundiais e olimpíadas. Pelo menos até o momento, ela encontra-se invicta na carreira. Venceu os 200 livre, a única prova que poderia perder, com 1’55”16. Federica Pellegrini também com um final sempre incrível, ficou com a prata com 1’55”32. Missy Franklin “redimiu-se” e ficou na briga pelo ouro, terminando com o bronze com 1’55”49.

50 peito masculino

Recorde Mundial: Adam Peaty (GBR) – 26”42 (2015)
Recorde de Campeonato: Adam Peaty (GBR) – 26”42 (2015)

Adam Peaty não bateu recorde mundial, mas fez o que devia fazer em uma final: vencer. Ouro para o recordista mundial com 26”51, saindo muito mal! É impressionante pensar o que o britânico faria se saísse junto aos demais. Segundo melhor tempo da história saindo um corpo atrás. Felipe França mais uma vez é comprometido pela má chegada. Ficou fora do pódio por 1 centésimo. Cameron prata, Cordes bronze.

200 borboleta feminino (semifinal)

Recorde Mundial: Liu Zige (CHN) – 2’01”81 (2009)
Recorde de Campeonato: Jessica Schipper (AUS) – 2’03”41 (2009)

Semifinal 1: Katinka Hosszu já não vinha bem na prova em 2015. Na primeira semi terminou apenas em 6º e deve ficar de fora da final. Joanna Maranhão melhorou 2’09”69. Dobradinha para as americanas Camille Adams e Kathleen McLaughlin, ambas com 2’07”5.

Semifinal 2: A japonesa Natsumi Hoshi liderou do início ao fim, fazendo o melhor tempo para a final: 2’06”36. A alemã Franziska Hentke quase chegou em Hoshi, ficando com o segundo tempo: 2’06”64.

Para entrar na final: 2’07”69.

200 medley masculino (semifinal)

Recorde Mundial: Ryan Lochte (USA) – 1’54”00 (2011)
Recorde de Campeonato: Ryan Lochte (USA) – 1’54”00 (2011)

Semifinal 1: Thiago passou o borboleta em segundo, mas assumiu a liderança no costas e distanciou muito no peito, mantendo a liderança no crawl, com direito a um deslize na chegada: com 1’57”33. Henrique Rodrigues chegou na quarta posição com  1’58”45 e tem boas chances de final também.

Semifinal 2: Lochte levou a série com 1’56”81, bem confortável. Thiago Pereira passou com o terceiro tempo e Henrique Rodrigues com o sétimo tempo, dois brasileiros na final.

Empate com o oitavo tempo com 1’58”54.

800 livre masculino

Recorde Mundial: Lin Zhang (CHN) – 7’32”12 (2009)
Recorde de Campeonato: Lin Zhang (CHN) – 7’32”12 (2009)

Sun Yang é tri-campeão da prova. Ele brinca com os adversários, cozinha durante 750 metros e depois dá um tiro para levar o ouro. Aconteceu hoje de novo, com Gregorio Paltrinieri tomando a liderança a partir dos 300 metros e impondo o ritmo forte, com o chinês sempre na cola. Sun Yang nos últimos 100 respirou dos dois lados para ver em que situação se encontrava e com um controle absoluto acelerou no momento que quis, levando com 7’39”96, com uma parcial negativa. O italiano ficou com a prata com 7’40”81. E o jovem Mack Horton, que chegou a liderar a prova no início terminou com o bronze com 7’44”02.

4×100 medley misto

Recorde Mundial: Estados Unidos (USA) – 3’42”33 (2015)
Recorde de Campeonato: Estados Unidos (USA) – 3’42”33 (2015)

Que prova incrível de se assistir!! A Russia usou uma estratégia contrária a todos os outros finalistas, cada um usando sua melhor combinação. Não à toa os sete países abriram uma boa distância dos russos, e a Grã-Bretanha nos 200 metros, estava por volta de 20 metros da Russia. No fim Vladimir Morozov veio buscando, mas não o suficiente para chegar nos três primeiros colocados. Britânicos ficaram com o ouro e recorde mundial com 3’41”71. Os EUA poderiam ter ido melhores, mas Ryan Murphy não repetiu a boa performance da manhã, nadando 1 segundo pior. Resultado foi a prata com 3’43”27. O bronze ficou com a Alemanha com 3’44”13. E os russos terminaram em quarto.

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »