TEMPO REAL: Kazan 2015 – Finais Dia 1

2 de agosto de 2015

Mundial Kazan 20151 comentário em TEMPO REAL: Kazan 2015 – Finais Dia 1

100 borboleta feminino (semifinal)

Recorde Mundial: Dana Vollmer (USA) – 55”98 (2012)
Recorde de Campeonato: Sarah Sjostrom (SWE) – 56”06 (2013)

Semifinal 1: A dinamarquesa passou muito forte, abaixo do recorde mundial, mas segurou o fim de prova, vencendo com 57”04. Quatro nadadoras abaixo dos 58 segundos, incluindo a australiana Emma McKeon.

Semifinal 2: Depois de ter nadado tão forte nas eliminatórias para 56” meio, era esperado que a sueca chegasse próxima ao recorde mundial agora nas semis. Mais do que isso, bateu o recorde de Dana Vollmer, tornando-se a segunda mulher a nadar abaixo dos 56 segundos. Sarah Sjostrom com o melhor tempo para a final com 55”74.

400 livre masculino

Recorde Mundial: Paul Bierderman (GER) – 3’40”07 (2009)
Recorde de Campeonato: Paul Bierderman (GER) – 3’40”07 (2009)

James Guy manteve um ritmo muito forte desde o início, até os 250 metros abaixo do recorde mundial. Sabendo que o final de Sun Yang é surreal, o britânico não conseguiu manter a distância suficiente para segurar a liderança e o chinês conquista o bicampeonato da prova com 3’42”58. James Guy ficou com a prata com 3’43”75. Ryan Cochrane também com final incrível ficou com o bronze com 3’44”59.

200 medley feminino (semifinal)

Recorde Mundial: Ariana Kukors (USA) – 2’06”15 (2009)
Recorde de Campeonato: Ariana Kukors (USA) – 2’06”15 (2009)

Semifinal 1: Siobhan O’Connor nadou muito forte e foi absoluta na primeira semi com 2’08”45 e todas parciais muito fortes. Ela pareceu nadar forte, segurando um pouco o nado livre, mas terá que nadar pelo menos 1 segundo melhor que isso, para vencer a húngara.

Semifinal 2: Segundo melhor tempo da história para Katinka Hosszu com 2’06”84, levando a segunda semi com uma distância confortável até demais. Ela é favoritíssima para a final. Joanna Maranhão terminou na 13ª posição com 2’12”64.

Tempo para final 2’11”39 da campeã olímpica Ye Shiwen.

50 borboleta masculino (semifinal)

Recorde Mundial: Rafael Muñoz (ESP) – 22”43 (2009)
Recorde de Campeonato: Milorad Cavic (SRB) – 22”67 (2009)

Semifinal 1: Bem forte a primeira série! Chad Le Clos ficou apenas na sétima posição com 23”49. Nicholas Santos fez tempo bem forte, garantido para a final com 23”05. Cesar Cielo foi bem também melhorando das eliminatórias com 23”29, mas como chegou na quinta posição, é incerta sua classificação.

Semifinal 2: Que isso, tempaço do francês com 22”84. Por sorte, o resto da série não foi tão forte como a primeira e Cesar Cielo passa com o oitavo tempo. Nicholas é o segundo tempo com 23”05. Manaudou teve uma saída e um submerso muito superiores.

400 livre feminino

Recorde Mundial: Katie Ledecky (USA) – 3’58”37 (2014)
Recorde de Campeonato: Federica Pellegrini (ITA) – 3’59”15 (2009)

Não dá para brincar com Katie Ledecky. Ela parece que está competindo contra 7 petizes. Deu um corpo de diferença ainda nos primeiros 100 metros e foi aumentando cada vez mais a distância, passando para 1’57”3! Após os 200 metros, o ritmo de perna caiu um pouco, sim a americana aparentemente cansa.  Cansou bem por sinal, mas suficiente para bater o recorde de campeonato com 3’59”13. Terceiro melhor tempo da história, terceiro melhor tempo de Ledecky. A holandesa Sharon Van Rouwendaal 4’03”02. A jovem australiana Jessica Ashwood quase passou a holandesa no final e terminou com o bronze com 4’03”32.

100 peito masculino (semifinal)

Recorde Mundial: Adam Peaty (GBR) – 57”92 (2015)
Recorde de Campeonato: Adam Peaty (GBR) – 58”52 (2015)

Semifinal 1: Melhor tempo da vida de Cameron Van Der Burgh, vencendo a primeira final com 58”49, segundo melhor tempo da história. Ainda teve o lituano Giedrius Titenius também nadou abaixo de 59 segundos.

Semifinal 2: Os recordes dessa prova não param de cair. Adam Peaty voltou a baixar o recorde, agora com impressionantes 58”18, segundo melhor tempo da história. Os brasileiros passaram muito bem, mas não aguentaram o ritmo. Felipe França terminou em sexto na série com 59”8 e dessa vez não usou a estratégia de aumentar a frequencia e Felipe Lima terminou em oitavo com 1’00”19.

Para pegar final: 59”75

4×100 livre feminino

Recorde Mundial: Australia – 3’30”98 (2014)
Recorde de Campeonato: Holanda – 3’31”72 (2009)

Australianas absolutas. Impressionante a superioridade, mesmo com Emily Seebohm não abrindo tão bem. As irmãs Campbell fizeram seu trabalho,  Bronte com 51”77 e Cate para 52”22. As holandesas, recordistas de campeonato, terminaram com a prata com Femke Heemskerk fechando para 51”99. Estados Unidos terminando com o bronze, com todas para 53” (Margo Geer para 54”14).

4×100 livre masculino

Recorde Mundial: Estados Unidos – 3’08”24 (2008)
Recorde de Campeonato: Estados Unidos – 3’09”21 (2009)

Marcelo Chierighini abriu em quarto com 48”54 para o Brasil. Manaudou na segunda parcial nadou MUITO com 47”93 tomando a liderança para a França. Matheus Santana fez 48”20 mantendo a quarta posição. Bruno Fratus recuperou, passando os 50 em terceiro e entregando com 48”08. João de Lucca não passou muito forte terminando na quarta posição com 48”40, soma do Brasil foi de 3’13”22. Filippo Magnini ultrapassou De Lucca com uma parcial absurda nos 50, dando o bronze para a Italia com 3’12”53, com parcial de 47”55. Na briga pelo ouro, os franceses destruiram com média de 47”, tendo Fabien Gilot com 47”08 na terceira parcial, segurando o russo Vladimir Morozov, que teve a melhor parcial de toda a final com 46”95. França ouro com 3’10”74. Russia prata com 3’11”19.

Posts relacionados

Um comentário em "TEMPO REAL: Kazan 2015 – Finais Dia 1"

  1. dojão é jorge luiz disse:

    esta maravilhoso estes jogos mundiais comentado na sua pagina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »