tempo real kazan

TEMPO REAL: Kazan 2015 – Finais Dia 8

9 de agosto de 2015

Mundial Kazan 2015Nenhum comentário em TEMPO REAL: Kazan 2015 – Finais Dia 8

50 costas masculino

Recorde Mundial: Liam Tancock (GBR) – 24”04 (2009)
Recorde de Campeonato: Liam Tancock (GBR) – 24”04 (2009)

Camille Lacourt confirmou o favoritismo e ganhou com uma bela vantagem, conquistando o bicampeonato da prova com 24”23, melhor tempo do mundo esse ano e segundo melhor tempo da história sem traje. Matt Greevers conquistou a prata quase meio segundo depois e Benjamin Treffers terminou com o bronze.

50 peito feminino

Recorde Mundial: Ruta Meilutyte (LTU) – 29”48 (2013)
Recorde de Campeonato: Ruta Meilutyte (LTU) – 29”48 (2013)

Gente! Que prova mais louca!! Ruta Meilutyte ficou de fora do pódio por 1 centésimo. Nos últimos 10 metros, 5 nadadoras empalheiraram. E Jennie Johansson terminou com o ouro com 30”05. Prata para a jamaicana Alia Atkinson com 30”11 e Yulia Efimova saiu muito atrás e veio buscando as nadadoras, terminando com o bronze com 30”13.

400 medley masculino

Recorde Mundial: Michael Phelps (USA) – 4’03”84 (2008)
Recorde de Campeonato: Michael Phelps (USA) – 4’06”22 (2007)

Daiya Seto passou o borboleta na frente, impondo um ritmo forte, que só Tyler Clary conseguiu acompanhar. O americano virou o costas na frente, seguido por centésimos pelo japonês. Enquanto isso, Chase Kalisz passava em quinto lugar, sempre com a característica de buscar os nadadores na segunda metade da prova. No peito, David Verraszto e Chase Kalisz se destacaram e se aproximaram de Seto, com leve vantagem para o japonês. Com um crawl muito forte, Seto que não teve uma boa competição, levou o ouro com 4’08”50 conquistando o bi-campeonato. O húngaro David Verraszto ficou com a prata com 4’09”90, em sua primeira medalha em Mundiais, seguido pelo americano Chase Kalisz com 4’10”05. Um pódio mais fraco que nas últimas edições do Mundial.

50 livre feminino

Recorde Mundial: Britta Steffen (GER) – 23”73 (2009)
Recorde de Campeonato: Britta Steffen (GER) – 23”73 (2009)

Bronte Campbell realmente cansou de ser coadjuvante. Venceu também os 50 livre com 24”12. Ranomi Kromowidjojo que humilha em sua saída, não acertou a chegada e ficou com a prata com 24”22. O bronze terminou para Sarah Sjostrom com 24”31. Cate Campbell acabou fora do pódio na quarta posição em uma prova disputadíssima entre as 8 finalistas.

1500 livre masculino

Recorde Mundial: Sun Yang (CHN) – 14’31”02 (2012)
Recorde de Campeonato: Sun Yang (CHN) – 14’34”14 (2011)

Sun Yang simplesmente não apareceu na final. Raia 3 está vazia. Fica até difícil acompanhar a prova, quando não tem explicação sobre o sumiço do chinês. Ryan Cochrane no início da prova assumiu a liderança e impôs o ritmo até os 400 metros, mas logo Gregorio Paltrinieri ultrapassou o canadense e tomou a liderança, que se manteve até o final, vencendo com 14’39”67. Conor Jaeger ainda teve um final fortíssimo mas não conseguiu alcançar o italiano e ficou com a prata com 14’41”20. O bronze ficou com o canadense, que perdeu a touca no meio da prova com 14’51”08. E nada do Sun Yang até agora.

400 medley feminino

Recorde Mundial: Ye Shiwen (CHN) – 4’28”43 (2012)
Recorde de Campeonato: Katinka Hosszu (HUN) – 4’30”31 (2009)

Katinka Hosszu fugiu da linha do recorde enquanto pôde, sabendo que o final do recorde da chinesa não é humano. Não que Katinka seja humana, mas fechar para 58”4 nem a Iron Lady. Pois a húngara fez seu trabalho e abriu dois corpos até os 300 metros. Mas não foi o suficiente, ela cansou muito nos últimos 50 metros, mas o suficiente para levar seu ouro com 4’30”39. Maya Dirado fez também uma excelente prova, ficando com a prata com 4’31”71 e o bronze foi para a canadense Emily Oherholt com 4’32”52 , que havia sido desclassificada no Pan, após conquistar o ouro.

4×100 medley masculino

Recorde Mundial: Estados Unidos – 3’27”28 (2009)
Recorde de Campeonato: Estados Unidos – 3’27”28 (2009)

Prova incrível e disputadíssima. Os americanos quase perderam o ouro no final, com um final de prova incrível da Australia com Cameron McEvoy fechando para 46. Mas EUA levaram o ouro, redimindo-se da desclassificação de Barcelona, principalmente Kevin Cordes. Australia ficou com a prata e a França com o bronze.

4×100 medley feminino

Recorde Mundial: Estados Unidos – 3’52”05 (2012)
Recorde de Campeonato: China – 3’52”19 (2009)

A australiana, naturalmente, abriu na frente com Emily Seebohm e já se sabia que não teriam um peito forte, fazendo com que praticamente todas as equipes chegassem, mas entregando ainda na terceira posição. As chinesas assumiram a ponta e mesmo sem tradição no nado crawl, surpreenderam e levaram o ouro. Sarah Sjostrom muito forte chegou nas chinesas no borboleta, e mantiveram a segunda posição até o fim. Em todos esse processo, as americanas já estavam foram da briga, onde eram favoritas. Quem terminou com o bronze foi a Australia.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »