padrão1

Natação Universitária no Brasil

24 de abril de 2014

Blog, Universitário3 comentários em Natação Universitária no Brasil

O que seria o mais próximo de um clima NCAA no Brasil? Não, não são os JUBs. Talvez em termos de formato e oficialização, sim. Mas tratando-se da energia e importância dada pelos competidores, as competições brasileiras que mais se aproximam são eventos como Interusp, Economíadas, Juca, Intermed…

O nível, se comparado com Campeonatos Nacionais ou até mesmo o JUBs, é bem inferior. Na verdade, esses eventos são mais festas do que competições propriamente ditas. Mas a seriedade levada nas disputas é algo que não vejo nem em campeonatos como Maria Lenk e José Finkel. É algo, inclusive, que sinto falta, pois uma competição que pega fogo na disputa por equipes, reflete nos resultados individuais, indiscutivelmente.

Mas o ponto é: porque não conseguimos juntar tudo? Porque não temos uma competição nacional com o nível de um Maria Lenk, a vibração de um Economíadas e a organização de um… bem, não me veio nenhuma competição no Brasil com a organização ideal, mas algo próximo aos Campeonatos Paulistas organizados pela FAP?

Pois é, isso que é o NCAA. Deixando de lado o fato da competição ocorrer em jardas (mania tosca de americano fugir das medidas universais), o NCAA é extremamente competitivo e forte, com nadadores engajados em prol de sua equipe, que torcem, e comemoram, além de uma organização impecável, digna de quem tem TOC.

Longe de mim querer puxar saco de americano (ou não), mas se o melhor time de natação do mundo consegue usar o formato universitário com alto nível e principais atletas do país, é porque é eficiente e construtivo para o esporte, quiçá para a cidadania.

Afinal, porque as competições organizadas pela CBDU não possuem o engajamento das competições organizadas pelas atléticas? Porque não unir isso tudo? Essas últimas, sequer possuem placar! Hoje em dia isso chega a ser inadmissível, ainda mais em competições que possuem apenas provas de 50 metros.

Não acho que estamos muito distantes de termos centros de treinamento de alto nível dentro de universidades. Vários treinadores contratados pelas atléticas já passaram por grandes clubes do país.

Devido a isso, inauguramos hoje a seção Universitária no blog, que além de resultados das principais competições, abordaremos questões como essa. Quem sabe sairemos da utopia, a ponto de atingir um padrão de alto nível no nosso esporte.

Posts relacionados

3 comentários em "Natação Universitária no Brasil"

  1. Felipe Freitas disse:

    A natação universitária no Brasil só vai chegar próxima de um nível como o do NCAA se as Universidades levarem o esporte mais a sério e não como é hoje, onde atletas tiram do próprio bolso para pagar técnicos, piscinas, materiais, etc. Eu como técnico universitário de equipes da maior universidade da América Latina, posso dizer como é sofrível ter que trabalhar em uma piscina sem aquecimento, sem iluminação, com blocos de mais de 50 anos e sem espaço para guardar os nossos próprios materiais. Somado a isso o fato de algumas universidades ainda insistirem em pagar matrículas de grandes atletas de clubes para competirem como se fossem alunos. Eu ainda acredito que isso possa melhorar, mas no momento a tendência é de que a natação universitária continue medíocre.

  2. Felipe Freitas disse:

    A natação universitária no Brasil só vai chegar próxima de um nível como o do NCAA se as Universidades levarem o esporte mais a sério e não como é hoje, onde atletas tiram do próprio bolso para pagar técnicos, piscinas, materiais, etc. Eu como técnico universitário de equipes da maior universidade da América Latina, posso dizer como é sofrível ter que trabalhar em uma piscina sem aquecimento, sem iluminação, com blocos de mais de 50 anos e sem espaço para guardar os nossos próprios materiais. Somado a isso o fato de algumas universidades ainda insistirem em pagar matrículas de grandes atletas de clubes para competirem como se fossem alunos. Eu ainda acredito que isso possa melhorar, mas no momento a tendência é de que a natação universitária continue medíocre.

  3. Nadador tipo A disse:

    Técnicos usam as bolsas universitárias para segurar os atletas dentro dos clubes, esse é o caso do Corinthians!

    Algum atletas competem o JUBs e jamais entraram em uma sala de aula , faculdades como Unisantana e UNIP costumam ser representadas por atletas que chamamos de “Gatos” eles se matriculam em uma universidade com uma bolsa de 100% nadam e o JUBs e tiram a vaga e o desconto de um atleta que faz efetivamente a faculdade, para que sejamos próximos do que acontece no NCAA Ainda temos um caminho muito grande a percorrer, ao começar acabando com essa “corrupção” dentro dos jogos e dos clubes! Concordo com Felipe Freitas e aindou nome aos bois! Corintians falcatrua

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »