BCN2013 – Resumo das finais – Dia 5

1 de agosto de 2013

Mundial Barcelona 2013, Notícias, ResultadosNenhum comentário em BCN2013 – Resumo das finais – Dia 5

Após as finais de hoje, o Brasil soma 8 medalhas no quadro geral do Mundial de Barcelona! Melhor campanha brasileira em uma mesma edição e ainda com chances de vir mais medalhas. Hoje ainda tivemos um recorde mundial, que até era esperado, mas não ainda nas semifinais. Tivemos também o melhor resultado feminino brasileiro em Mundiais. Enfim, o dia foi muito bom!

Semifinais dos 100 livre feminino

Se hoje foi bom, amanhã promete ser ainda melhor. Ver Cate Campbell segurando para 53”03 é fenomenal. A australiana virá forte na final e quem sabe até um recorde mundial pode rolar nessa prova. Mas se Cate vacilar, tem Sarah Sjostrom, Ranomi Kromowidjojo e Missy Franklin para tirar seu ouro. A sueca foi a única hoje abaixo dos 53 segundos, com 52”87. Vai ser uma prova muito bonita de ver, com ainda a alemã recordista mundial Britta Steffen. Os 100 livre feminino é uma das provas que mais gosto de assistir e com tanta gente forte (apenas uma acima de 53”), estou bastante ansiosa.

Tempo para entrar na final: 54”09


Final dos 200 medley masculino

Thiago Pereira fez tudo certinho e dizer que ele morreu é injusto. O brasileiro teve as parciais perfeitas, teve a melhor parcial de borbo (24”92), a melhor de costas (28”64 -melhor até que do Lochte), uma ótima parcial de peito (33”85) que ainda o mantinha com uma boa vantagem para o terceiro colocado e uma das melhores parciais de crawl que já fez (28”89). É que simplesmente o final de Kosuke Hagino é absurdo! O mérito da prata é todo dele. O japonês fechou para 27”81! Foi assim nos 400 livre, onde surgiu do além para conquistar a prata, e foi assim agora. O bronze só não foi mais comemorado por Thiago, porque perder por 1 centésimo, ninguém merece né? Seu tempo foi inclusive melhor que em Londres, com 1’56”30 e ele consegue a única medalha que faltava em sua carreira. Lochte venceu com 1’54”98, oitava vez a nadar abaixo de 1’55”, feito que só Phelps conseguiu.

Semifinais dos 200 peito feminino

Sabe o que são duas nadadoras na casa dos 2’19” em uma mesma final? Até Londres, nenhuma mulher havia feito isso. Agora já são 3… Realmente uma pena não ter Rebecca Soni nesta final de amanhã, ia ser algo inacreditável de assistir! Primeiro, a dinamarquesa Rikke Pedersen, assim… sem avisar, destrói o recorde mundial de Soni com 2’19”11! Wow! Daí vem a russa Yulia Efimova na segunda semifinal, só pra deixar claro: “também tô bem querida” e me manda um 2’19”85. 3 segundos depois, também muito bem, a espanhola Marina Garcia que vai fazer com que a prova fique ainda mais emocionante, com a torcida gritando sem parar. Outra prova para se ficar muito ansiosa! Já pensou se sai 2’18”? Não consigo nem imaginar.

Tempo para entrar na final: 2’24”68

Final dos 100 livre masculino

E já que é pra dar emoção, Vlad Morozov disse: “então vamos dar emoção”. Veja bem, ele PASSOU, NO PÉ, RESPIRANDO, pra 21”94! Tem noção? Nem Cesar Cielo com traje quando bateu o recorde mundial, havia passado para baixo de 22 segundos. É muita coragem do russo. Tudo bem que não deu muito certo né? Morozov acabou em quinto voltando para 26”07: 48”01. Não duvide se Cate Campbell voltar para isso amanhã! Se deu bem, quem voltou bem. E essa é a especialidade de James Magnussen. O australiano tornou-se bi-campeão da prova e soube pela primeira vez lidar com a pressão de ser favorito. Seu tempo não vencia Londres, não vencia Shangai, não vencia nem os últimos Nacionais Australianos, mas ouro é ouro: 47”71. Jimmy Feigen não abriu bem o revezamento americano (assim como Magnusen), mas compensou levando a prata com 47”82. Nathan Adrian, campeão olímpico da prova, ficou com o bronze com 47”84. Ainda teve mais um australiano para baixo de 48 segundos. O jovem Cameron McEvoy terminou em 4º com 47”88. (6 centésimos a diferença do segundo pro quarto). Marcelo Chierighini, apesar de dizer que não se sentiu bem nos primeiros 50 (talvez pelo fato de estar um corpo atrás do russo suicida), passou bem mais forte que nas semifinais, com 22”73, mas cansou na volta, ficando em 6º com 48”28.

Final dos 200 borboleta feminino

Os espanhóis estavam elouquecidos com a possibilidade de ouro de Mireia Belmonte, seu nome chegou a ser Trending Topic no Twitter. A dona da casa fez o que devia fazer, nadou muito bem dividida a prova e forçou muito no final, levando o público ao delírio com a disputa com a chinesa nos últimos 50 metros. Mas se tem uma coisa que já foi provado ser um GRANDE desafio, é ganhar de chinesa nos 200 borboleta. Vamos voltar no tempo? Olimpíadas de 2008? chinesa. Mundial de 2009? Ok. australiana, mas teve chinesa com a prata. Mundial de 2011? chinesa. Olimpíadas de 2012? chinesa. E hoje? chinesa de novo. Aliás, a mesma chinesa campeã em 2008 e recordista mundial: Liu Zige, com 2’04”59. Mireia ficou com a prata com fortes 2’04”78. E Katinka Hosszu terminou com o bronze com 2’05”59.

Semifinais dos 200 peito masculino

Difícil saber o quanto o recordista mundial Akihiro Yamaguchi segurou para entrar nessa final. O japonês na verdade quase ficou de fora, passando em 7º com 2’10”00. Realmente espero que ele tenha segurado, pois um duelo entre ele e o campeão olímpico Daniel Gyurta está sendo bem esperado desde que Yamaguchi bateu o recorde mundial do húngaro, poucas semanas após as Olimpíadas. Gyurta fez seu trabalho, passou para a final bem com o melhor tempo: 2’08”50. Marco Koch está na cola e também vem de um ótimo ano. O alemão está com o segundo tempo: 2’08”61.

Tempo para entrar na final: 2’10”01

Final dos 50 costas feminino

Etiene fez tudo certo. Acertou tudo. Melhorou sua marca pessoal e atingiu o melhor resultado feminino em um Mundial: 4º! O tempo da brasileira foi de 27”83. Medalha tava difícil. Com a dobradinha chinesa, com Zhao Jing para 27”29 e Fu Yuanhui para 27”30 e Aya Terakawa com o bronze para 27”53, o pódio foi domínio asiático. Ambas chinesas fazem os dois melhores tempos do ano e chegam próximo ao difícil recorde mundial que pertence a própria campeã. Etiene ainda tem o 4×100 medley e mostrando que está bem pode ganhar confiança e quem sabe abrir para seu melhor tempo.

Semifinal dos 200 costas masculino

Tyler Clary foi o melhor classificado com 1’55”16 e vai tentar vencer Ryan Lochte mais uma vez. Por outro lado, Lochte vai tentar voltar a vencer o que já foi sua principal prova. O americano perdeu para seu compatriota em Londres e ainda para o polonês Radoslaw Kawecki (que estará na final de amanhã) em Istambul. Ele não perdia essa prova desde 2009, quando foi “prejudicado” pelos trajes e terminou com o bronze (na ocasião, nada mais nada menos que Aaron Peirsol venceu batendo o imbatível recorde mundial de 1’51”92). Aliás, Lochte pode tornar-se tri-campeão dessa prova amanhã (2007 e 2011 ele venceu) e estar pela quinta vez consecutiva em um pódio dos 200 costas em Mundial de Longa! Ainda teve Leonardo de Deus nadando bem e chegando próximo ao seu melhor com 1’57”92, 12º lugar.

Tempo para entrar na final: 1’57”37

Final do 4×200 livre feminino

Se até essa hora as chinesas estava tendo um belo dia, no revezamento não se repetiu. As recordistas mundiais ficaram fora do pódio. Na briga pelo ouro, as americanas e australianas fizeram a disputa ficar ainda mais emocionante ao utilizarem de táticas opostas: os EUA colocaram as mais fortes para abrir e fechar, enquanto a Australia colocou as mais fortes no miolo. A coitada da Alicia Coutts.. sempre sobra pra ela. Brittanie Elmslie entregou para ela com uma boa vantagem, mas fechar com Missy Franklin é sacanagem. Missy fechou para 1’54”27… não tinha como. As americanas venceram com 7’45”14 e Coutts levou sua quarta prata na competição! A França que teve ótimas parciais (3 meninas para 1’56”, mas uma para 1’59”) ficou com o bronze.

Melhor parcial abrindo: Katie Ledecky (USA) – 1’56”32
Melhor parcial lançada: Missy Franklin (USA) – 1’54”27
 

Posts relacionados

0 comentários em "BCN2013 – Resumo das finais – Dia 5"

  1. Vitor Bong disse:

    Só uma correção: Morozov voltou para 26″07, e não 27.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »