Leonardo Hobi é banido da USA Swimming

10 de fevereiro de 2016

NotíciasNenhum comentário em Leonardo Hobi é banido da USA Swimming

De acordo com o site da Swim Swam, a USA Swimming, federação americana de natação, anunciou que o nadador Leonardo Hobi entrou para sua lista de pessoas banidas permanentemente.

Leonardo é ex-nadador e mora há mais de uma década nos EUA. Nadou pelo Arizona State University (time que agora está sob o comando de Bob Bowman) entre 2002 e 2006 e tinha como especialidade o nado peito.

Após se aposentar das piscinas, virou treinador de natação e no seu currículo passou por equipes como Pine Crest, Davie Nadadores, esteve durante 3 anos com a equipe nacional de natação do Kuwait e se dizia atualmente como Head Coach e Diretor de Esportes Aquáticos do Planet Swim Aquatics, na Florida, apesar de ser considerado no local apenas como treinador.

De acordo com o site, Leonardo foi banido dentro dos seguintes códigos:

Primeira seção:

A. Qualquer coduta sexual inadequada, ou outra conduta inapropriada oral, escrita, visual ou física de natureza sexual em qualquer momento, passado ou presente, direcionada a um atleta ou qualquer pessoal abaixo dos 18 anos por um (i) treinador membro ou não-atleta membro, ou (ii) qualquer outro adulto participando de qualquer atividade da USA Swimming (seja membro ou não).

B. Qualquer ato de assédio sexual, incluindo sem restrições aproximações sexuais não desejadas, pedidos de favores sexuais e qualquer conduta inapropriada oral, escrita ou física de natureza sexual relacionada a alguma atividade da USA Swimming por qualquer pessoa participando de uma atividade da USA Swimming (membro ou não) direcionada a qualquer membro ou outra pessoa que esteja participando dessa atividade.

 

C. Uma relação amorosa ou sexual, mesmo se for uma relação consensial entre adultos, que inicie através de uma relação de natação, entre atletas e esses indivíduos (i) com qualquer controle direto supervisor ou avaliativo, ou (ii) quem estiver em uma posição de poder e confiança sobre o atleta. (…) A proibição de relações amorosas ou sexuais não incluem esses relacionamentos onde se pode demonstrar que não há desequilíbrio de poder (…).

D.  Qualquer abuso sexual pessoal. De acordo com o Código de Conduta, o termo “abuso sexual pessoal” significa qualquer conduta física indesejada de natureza sexual direcionada a um atleta menor de idade por outro menor.

Segunda seção:

Qualquer outro ato, conduta ou omissão material e intencional não prevista acima, que seja prejudicial a imagem e reputação da USA Swimming (…).

Assédios sexuais entre treinadores e nadadores é bastante recorrente nos EUA e há uma lei bem rígida quanto a isso. Aqui no Brasil, ainda não foi nem inserida a cultura de saber discernir o que é ou não assédio. Tanto para adultos quanto para crianças. Fato que tem sido a luta de organizações como o Think Olga, que ensinam e incentivam as mulheres a denunciarem qualquer tipo de assédio.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »