Mundial Júnior – Finais dia 2 | Yes Swim

Mundial Júnior – Finais dia 2

27 de agosto de 2013

Mundial Júnior Dubai 2013, Notícias, ResultadosNenhum comentário em Mundial Júnior – Finais dia 2

Hoje a etapa de finais foi ainda mais forte que a primeira etapa, foram nada menos que 6 recordes batidos em 9 finais disputadas! Tivemos mais um brasileiro classificado para as finais de amanhã, mas por enquanto nenhuma medalha brasileira.

FINAL 100 costas masculino – A final foi muito forte com todos os atletas baixando seus tempos. Para se ter uma noção, Vitor Guaraldo fez exatamente o mesmo tempo das semifinais, mas terminou apenas em 8º com 55”66. O vencedor, com novo recorde de campeonato, foi Apostolos Christou com 54”87. A prata ficou com o lituano Danas Rapsys com 55”24 e o bronze com o russo Grigory Tarasevich com 55”33.

FINAL 200 borboleta feminino – Sem brasileiras na final, a vencedora da prova foi a americana Kathryn McLaughlhin com 2’08”72. Seguida pela húngara Liliana Szilagyi com 2’09”46 e a japonesa Misuzu Yabu com 2’10”76.

FINAL 200 livre masculino – Assim como nos 100 costas, todos os integrantes melhoraram (e muito!) na final dos 200 livre. Menos Luiz Altamir, que manteve seu tempo das eliminatórias, terminando em 8º com 1’49”93. O vencedor da prova foi Mackenzie Horton, que bateu seu segundo recorde individual na competição com fortíssimos 1’47”55. James Guy levou sua segunda prata em Dubai com 1’48”18 e o italiano Andrea D’Arrigo ficou com o bronze com 1’48”28.

FINAL 50 peito feminino – Que o ouro seria de Ruta Meilutyte, isso todos já sabiam. Mas a lituana ainda venceu mantendo o altíssimo nível de Barcelona, com novo recorde de campeonato: 29”86! A prata ficou com a ucraniana Viktoriya Solnceva com 31”34. E o bronze, logo atrás, a britânica Sophie Taylor com 31”38.

SEMIFINAL 100 borboleta masculino – Melhor resultado brasileiro do dia foi a classificação de Pedro Vieira com o terceiro tempo para a final: 53”41. Na frente do brasileiro, apenas dois americanos: Matthew Josa com 52”96 e uma das maiores revelações do ano nos Estados Unidos, Justin Lynch com 53”29. Para entrar na final: 53”99.

SEMIFINAL 100 livre feminino – Prova com duas brasileiras. Giovanna Diamante piorou um pouco o tempo das eliminatórias e terminou em 16º com 57”28. Já Natalia de Luccas melhorou bem e fez seu melhor tempo da vida, baixando os 57 segundos pela primeira vez com 56”43, terminando na 12ª posição. O melhor tempo para a final foi da russa Rozaliya Nasretdinova com 55”05. Ruta Meilutyte está com o segundo tempo e busca sua segunda medalha de ouro em Dubai, com 55”16, empatada com a americana Cierra Runge. Para entrar na final: 56”05.

FINAL 100 peito masculino – Mais uma prova com recorde. O russo Ilya Khomenko venceu com 1’00”88. Vsevolod Zanko deu a dobradinha para a Rússia, terminando em segundo com 1’01”10 e o japonês Kohei Goto ficou com o bronze com 1’01”39. Pedro Cardona chegou a passar em terceiro com 29”01, mas acabou em 7º com 1’02”32, um pouco pior que nas semifinais.

FINAL 100 costas feminino – Daria Ustinova foi a campeã da prova, liderando desde o começo, mas com uma chegada bem apertada. A russa, que já foi advertida esse ano por doping, fez 1’01”05. A americana Kathleen Baker ficou com o bronze com 1’01”18 e o bronze com a britânica Jessica Fullalove com 1’01”27.

FINAL 200 medley masculino – Prova fortíssima e muito disputada com 4 nadadores abaixo dos 2 minutos. O vencedor, com novo recorde de campeoanto, foi o americano Joseph Bentz com 1’59”44, seguido do russo Semen Makovich com 1’59”50 e do japonês Keita Sumana com 1’59”74.

FINAL 800 livre feminino – A australiana Alanna Bowles venceu fácil a prova com fortes 8’32”68, ficando a apenas 3 décimos do recorde de campeonato. A americana Becca Man, que esteve em Barcelona nas Maratonas Aquáticas, ficou com a prata com 8’37”85. O bronze foi para a italiana Linda Caponi com 8’38”42.

FINAL 4×100 medley misto – Assistir essa prova é sempre muito emocionante. A maioria dos países teve uma tática parecidade, de começar o costas com uma menina. Dos 8 países, apenas a Lituânia escolheu iniciar por um homem, o que abriu muita vantagem sobre o resto das equipes, depois eram 6 rapazes buscando nada menos que Ruta Meilutyte no peito (apenas a Grã-Bretanha escolheu a tática W,W,M,M). Diminuiram a distância, claro, mas ninguém conseguiu alcançá-la. Mas o diferencial da Rússia foi a parcial de borboleta de Svetlana Chimrova, que com 58”30, não deixou o lituano abrir muita distância no borbo, ficando fácil para Evgeny Sedov fechar no crawl para os russos. Rússia campeã com 3’48”89, disparado novo recorde de campeonato. A Lituânia ainda conseguiu segurar o final fulminante de Caeleb Dressel dos EUA e terminou em segundo com 3’52”52. Os americanos terminaram com o bronze com 3’52”63, com a parcial final de Dressel de 48”70. Quem também fechou muito forte foi o australiano Luke Percy com 48”80 e os dois prometem uma boa briga na disputa dos 100 livre.

Resultados completos da final.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »