Nathan Adrian com câncer no testículo

30 de janeiro de 2019

NotíciasNenhum comentário em Nathan Adrian com câncer no testículo

Câncer, tá aí algo que nenhuma pessoa, por mais saudável e jovem que seja, está isenta. Um dos principais velocistas dos Estados Unidos, campeão olímpico e mundial, anunciou essa semana que foi diagnosticado com câncer no testíticulo. Nathan Adrian com câncer…

O nadador fez o anúncio em sua conta no Instagram de uma forma muito otimista e já deixando claro que seu foco continua nas Olimpíadas de Tóquio em 2020:

 

View this post on Instagram

 

Life, like swimming the 100 free, can come at you hard and fast as you can’t always see who, or what, may be chasing you down. Recently, I went to the doctor as something didn’t seem quite right. At the very least, I still needed to get my flu shot so it couldn’t hurt. After a few tests and visits with a specialist, I unfortunately learned that I have Testicular Cancer. On the bright side, we caught it early, I have already started treatment and the prognosis is good. I will be back in the water in a few short weeks with my sights fully set on Tokyo! Along the way, I hope to share my journey in an effort to help break the stigma of discussing men’s health issues. I’ve realized that too often we tend to avoid these important topics, ignore the potential warning signs, and put off getting the medical help that we may need. As I told my family, I’ll be putting my public health degree to work a little sooner than I planned! But in all seriousness, I am keeping a positive attitude as cases such as mine are curable. I am extremely grateful for my family and friends, especially my wife, for their love and support. I am scheduled for surgery early next week and will provide an update soon. #menshealth #testicularcancer #standuptocancer

A post shared by Nathan Adrian (@nathangadrian) on

“Vida, como nadar os 100 livre, pode te atingir tão forte e rapidamente, que nem sempre consegue ver quem, ou o quêm te derrubou. Recentemente, fui ao médico já que algo não parecia estar bem. De qualquer forma, eu precisava tomar a vacina da gripo, então não custava nada. Após alguns exames e visitas à especialistas, eu infelizmente descobri que tenho Câncer no Testículo. Pelo lado positivo, descobrimos cedo, já comecei o tratamento e prognóstico é bom. Eu voltarei para água em poucas semanas com meu foco completamente voltado para Tóquio. Pelo processo, eu espero compartilhar minha jornada com a intenção de ajudar a quebrar o estigma de discutir sobre problemas de saúde dos homens. Eu percebi que muito frequentemente, tendemos a evitar esses tópicos importantes, ignorar sinais de aviso potenciais e rejeitar ajuda médica que às vezes precisamos. Como eu disse para minha família, eu vou colocar meu diploma de saúde pública em ativa um pouco antes do que planejei! Mas apesar de ser um caso sério, eu estou com uma postura positiva já que casos como o meu são curáveis. Eu sou extremamente grato a minha família e amigos, especialmente minha esposa, por todo amor e apoio. Irei realizar a cirurgia no começo da semana que vem e irei atualiza-los muito em breve.”

A cirurgia aconteceu na segunda-feira e Nathan já atualizou seus seguidores, dessa vez através do Twitter e do Instagram com a mesma mensagem:

“Obrigado a todos pelo inacreditável apoio! Atualização rápida: Eu passei por um procedimento ontem que eles tiraram alguns linfonodos onde o câncer pode ter se espalhado com ajuda de um robô. Meu médico disse que deu tudo certo e o relatório de patologia (que irá falar se realmente espalhou) irá retornar na próxima semana. Até lá, faremos de tudo para voltar à vida normal o mais rápido possível, mantendo-me bem dentro dos parâmetros do médico, claro!”

O procedimento a qual se refere é pouco invasivo, se comparado a uma cirurgia aberta e possui uma recuperação mais rápida do que o método tradicional.

O caso de Nathan é muito parecido com o também americano Eric Shanteau. Shanteau, em 2008, descobriu que estava com câncer no testículo uma semana antes da seletiva olímpica americana para os Jogos de Beijing. Ele optou por participar da seletiva e classificou-se para a prova dos 200 peito. Competiu as Olimpíadas, ficando a apenas 13 centésimos da final, com melhor marca pessoal. No retorno das Olimpíadas, Eric passou por cirurgia e 4 anos depois, voltou aos Jogos, agora em Londres, para disputar os 100 peito, onde parou mais uma vez nas semifinais. Ainda fez parte do revezamento 4×100 medley masculino, campeão olímpico.

Agora Eric Shanteau é bastante ativo em compartilhar informações e conhecimento sobre o câncer.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »