Rebuliço australiano

21 de fevereiro de 2013

NotíciasNenhum comentário em Rebuliço australiano

Desde os Jogos Olímpicos no ano passado, onde a natação australiana ficou longe de alcançar os resultados esperados, principalmente no time masculino, que a mídia e, principalmente, a federação estão atrás de uma justificativa.

Já havia vários depoimentos de atletas que disseram que um ocorrido no training camp em Manchester, algumas semanas antes da Olimpíada, que havia prejudicado a performance de todo o time.

Antes disso, a delegação australiana já dava o que falar com a proibição do medicamento Stilnox na Vila Olímpica, após o incidente de Grant Hackett bater em sua esposa e confessar que estava viciado no remédio para dormir nas Olimpíadas de 2008 e talvez por isso não tenha conquistado o tricampeonato nos 1500.

Pois, ao que parece, foi justamente o Stilnox (na verdade, seus usuários) o causador da confusão em Manchester. De acordo com o site SwimSwam, alguns nadadores homens e renomados irão revelar amanhã na TV Australiana o que realmente aconteceu nas vésperas dos Jogos. Fontes do site dizem que alguns nadadores misturaram o medicamento com cafeína e energéticos.

Posts relacionados

0 comentários em "Rebuliço australiano"

  1. […] A Australia ainda sofre com o incidente pré-olímpico, onde os representantes do revezamento 4×100 livre masculino causaram tumulto na aclimatação a…. […]

  2. […] Hoje foi definida a punição para os 6 integrantes do revezamento olímpico australiano, que no período pré-olímpico de aclimatação causaram problemas com a seleção, por mal comportamento. […]

  3. […] de todo o alvoroço que vinha acontecendo desde as Olimpíadas de Londres e, enfim, a demissão de Leigh Nugent como […]

  4. […] Só espero que a juventude australiana não seja sinônimo de imaturidade, repetindo os problemas causados na aclimatação de Londres. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »