thiago pereira toronto filipina

As vinte e três medalhas

20 de julho de 2015

Toronto 2015Nenhum comentário em As vinte e três medalhas

Não podíamos deixar de destacar o feito histórico de Thiago Pereira. Apesar de não ter tido uma excelente performance, como nas duas últimas edições, Thiago saiu de Toronto com mais 5 medalhas, somando 23 medalha em Jogos Pan-Americanos.

Seu principal objetivo nesse Pan era justamente esse: tornar-se o maior medalhista da história da competição. Missão Cumprida. Ultrapassou o ginasta cubano Erick Lopes, que possui 22 medalhas, mesmo tendo problemas durante o evento, como a desclassificação na prova em que é medalhista olímpico. Além disso, optou por não nadar os 100 costas e os 100 borboleta em Toronto, o que impediu do sonho de ganhar 8 ouros em uma edição.

Mas se contar as 4 edições que participou, Thiago soma nada menos que 15 ouros, 4 pratas e 4 bronzes. Veja essa apuração da Yes Swim, com o histórico do Mister Pan:

Provas2003200720112015
200 medley2’02”31 – Prata1’57”79 – Ouro1’58”07 – Ouro1’57”42 – Prata
400 medley4’19”89 – Bronze4’11”14 – Ouro4’16”68 – OuroDSQ
100 costas54”75 – Bronze54”56 – Ouro
200 costas1’58”42 – Ouro1’57”19 – Ouro
200 peito2’13”51 – Ouro2’13”58 – Bronze2’11”93 – Bronze
4×100 livre3’15”90 – Ouro3’14”65 – Ouro3’13”66 – Ouro
4×100 medley3’35”81 – Prata3’34”58 – Ouro3’32”68 – Ouro
4×200 livre7’12”27 – Ouro7’21”96 – Prata7’11”15 – Ouro

Em Santo Domingo, ainda com 17 anos, Thiago foi além de subir ao pódio pela primeira vez, conquistou também seu primeiro índice olímpico.

No Rio, foi onde o apelidaram de Mister Pan. Ganhou a mídia, foi “o cara” da competição dentro de casa. Saiu do Rio com 8 medalhas, sendo 6 de ouro. Mas o que era pra ser bom causou uma falsa expectativa aos leigos para as Olimpíadas no ano seguinte.

thiago pereira rio 2007 pan

Em Guadalajara, o desempenho da edição anterior se repetiu. Dessa vez, o público já estava calejado: “ganhar na América é fácil”. Pois erraram novamente, mal sabiam que seu melhor resultado da carreira estava por vir.

thiago pereira guadalajara 2011 pan

Esse ano, não foi uma edição glorificada. Vieses como desclassificação e nenhum ouro individual poderiam tirar o brilho do feito de Thiago, mas isso não aconteceu. Ninguém chega a 23 medalhas do nada. Não há viés que ofusque isso. E o pós-Toronto ainda não está escrito, quer dizer, não para os que não acreditam.

thiago pereira toronto 2015 pan

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »