Mallory+Comerford+2017+Phillips+66+National+taZ5cbkCANJl

Quem é Mallory Comerford?

29 de junho de 2017

BlogNenhum comentário em Quem é Mallory Comerford?

Pouco antes de entrar na Universidade de Louisville, há 2 anos, Mallory Comerford se deparou com um quadro em que devia completar a frase “Antes de morrer eu quero… “. Na época, escreveu “representar o Team USA”. Hoje, aos 19 anos, Mallory já realizou o sonho e vive o melhor momento da carreira: depois de ganhar dois ouros no revezamento no Mundial de piscina curta, ela conseguiu a incrível façanha de empatar com Katie Ledecky na final do NCAA e ontem venceu sua primeira prova em um Campeonato Americano.

Screen Shot 2017-06-29 at 5.50.51 PM

Natural de Michigan, Mallory treina com o brasileiro Arthur Albiero em Louisville, mesmo técnico da semifinalista olímpica Kelsi Worrell e do recordista sulamericano João de Lucca.

No intervalo de um ano, Mallory saiu de um 12o lugar na prova de 100 livre (54”61) na seletiva olímpica para o ouro na mesma prova na seletiva para o Mundial. Seu tempo, 52”81, é o terceiro melhor do mundo este ano e apenas 11 centésimos mais fraco do que a marca que deu o ouro a Simone Manuel e Penny Oleksiak nas Olimpíadas do Rio. Não só ela representará o Team USA, como sonhava quando completou o quadro, como chegará em Budapeste como uma das favoritas ao pódio.

Mallory já tinha chamado atenção no Mundial de Curta, em Windsor, quando terminou em 5o lugar no 200 livre e participou de dois revezamentos americanos. Ela fechou o 4×100 livre campeão para 51”99, segundo melhor parcial do time, e fez o melhor tempo do revezamento 4×200, que terminou com a prata (1’53”32). Foi nessa ocasião que ela postou a foto do quadro e alcançou seu objetivo, chegar à seleção americana principal.

Mallory+Comerford+13th+FINA+World+Swimming+qmXX5K9xT-el

No NCAA desse ano, Mallory surpreendeu a todos ao empatar com ninguém menos que Katie Ledecky na prova de 200 livre, no que se esperava que seria uma disputa entre Ledecky e Simone Manuel. Fechando mais forte que todas as nadadoras nos últimos 50, Mallory empatou com a maior nadadora americana da atualidade com 1’40”36, a quarta melhor marca da história do 200 jardas (abaixo, o vídeo da torcida de Louisville indo a loucura no final de prova).

Surpreendeu a todos mas não ao técnico. Albieri disse que esse era o tempo que eles acreditavam e que não colocaram limites. “Esse era o plano – ficar perto, atacar, e ver no que vai dar”. Ela comentou na época que eles estavam trabalhando para nadar para 1’40. “Quando olhei o placar foi surreal. Ainda é. Eu ainda não sei o que pensar. É muito legal, é uma honra. Todos meus colegas estavam chorando, mas eu não chorei até que alguém filmou a reação”.

mallory-comerford-2017-wncaa-3103-700x500

13411311_G

Quatro meses depois, Mallory mostrou que não é só nadadora de piscina de jardas ou curta. Seu tempo de 100 livre é muito forte, e a coloca na briga por medalhas no Mundial de Budapeste – ela ficou a apenas 11 centésimos do recorde americano, feito por Simone Manuel quando se sagrou campeã olímpica no Rio. No 200 livre ela terminou em quarto lugar, com 1’56”95, e deve conseguir um lugar no revezamento 4×200 livre. Ela ainda foi terceira no 100 borboleta com 57”97.

Mallory+Comerford+2017+Phillips+66+National+djP8wfmxdjkl

Mallory+Comerford+2017+Phillips+66+National+taZ5cbkCANJl

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »