A competição mais forte do final de semana

6 de março de 2016

ResultadosNenhum comentário em A competição mais forte do final de semana

Não foi a dos Estados Unidos nem a da Australia. Em uma competição muito mais forte que o GP de Orlando, o Golden Tour em Marseille juntou o que há de melhor da Europa. Praticamente um Campeonato Europeu fora de época, a competição reuniu os principais nadadores britânicos, alemães, espanhóis, suecos, sem falar dos franceses anfitriões.

Quando digo muito mais forte, não é exagero. Praticamente todas as provas em Marseille tiveram resultados melhores que Orlando.

katinka hosszu3Katinka Hosszu foi o grande nome. Dessa vez não por ter nadado mais provas (esse troféu foi para Mireia Belmonte), mas pela qualidade de seus resultados.

Já adiantamos ontem o tempo da húngara nos 400 medley com novo recorde europeu: 4’29”89. Mas ainda levou os 200 medley com 2’07”69, os 200 costas com 2’07”36 (esse último melhor que seu tempo feito em Kazan, quando conquistou o bronze). Foi bronze nos 200 borboleta com 2’08”51 e nos 100 costas com 1’00”66

Falando em Mireia, a espanhola já teve uma primeira etapa puxada com vitória inicialmente nos 800 livre com 8’29”70 e o bronze nos 400 medley quase em seguida com 4’39”55. No segundo dia, bronze nos 200 medley com 2’13”96 e prata nos 400 livre com 4’07”01. Ainda nadou os 200 borboleta, mas não subiu ao pódio, com 2’10”81 e um quarto lugar.

Assim como Katinka, Sarah Sjostrom também teve excelentes resultados, com vitória nos 50 borboleta com 25”18 (melhor tempo do ano disparado), 53”80 nos 100 livre, 57”01 nos 100 borbo e 1’55”48 nos 200 livre; além da prata nos 50 livre com 24”53. Sobrou para Fran Halsall as pratas: 54”40 nos 100 livre, 25”60 nos 50 borbo e justamente na prata da sueca veio o ouro da britânica e com um tempaço: 24”23, segundo melhor tempo do ano.

Em uma briga interessante entre o campeão mundial e o recordista mundial dos 200 livre, quem levou não foi nem um, nem outro: Jeremy Stravius sobressaiu-se por 2 centésimos sobre James Guy com 1’47”65 contra 1’47”67. Paul Biedermann terminou com o bronze com 1’48”05. Nos 400 livre, sem o francês, vitória para o britânico com 3’47”96, com a prata para o alemão com 3’50”22.

Florent Manaudou respondeu aos 21”70 de Nathan Adrian com um 21”67 em Marseille. Ainda levou hoje os 100 livre com 48 cravado.

Outros resultados que merecem menção: os 400 livre de Coralie Balmy para 4’04”39 e os 200 peito de Marco Koch para 2’08”85.

 

Veja os resultados completos aqui.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »