A etapa de Paris teve tempos fortes e caras novas

16 de agosto de 2015

ResultadosNenhum comentário em A etapa de Paris teve tempos fortes e caras novas

Mais uma etapa de Copa do Mundo ocorreu nesse final de semana, com parada em Paris. A etapa mais glamourosa do circuito trouxe nomes raros nessa competição, como Missy Franklin que aproveitou que ainda estava na Europa. Também apareceram por lá Natalie Coughlin que vira e mexe participa de uma etapa.

Katinka Hosszu foi mais uma vez foi um dos destaques, nadando praticamente todas as provas e tendo um desempenho até melhor que em Moscow. Nadou nessa segunda etapa um total de 10 provas, terminando com 4 ouros, 1 prata e dois bronzes, em um total de 20 quedas n’água (ela classificou-se para a final dos 100 borbo, mas optou por não disputar a prova).

A húngara venceu os 100 livre com 54”30 em cima de Missy que fez 54”34, venceu os 200 livre com 1’56”06, os 200 medley com 2’10”19, os 400 medley com 4’35”80; foi prata nos 100 costas com 1’00”05, bronze nos 50 livre com 25”51, bronze nos 400 livre com 4’09”31, quarta colocada nos 200 costas com 2’13”49, sétima nos 800 livre com 8’59”69 e sétima nos 50 costas com 28”42.

O resultado mais forte da etapa foi os 50 peito de Cameron van der Burgh, vencenco com 26”74 que dão 992 pontos da FINA! Ele ainda levou os 100 peito com fortíssimos 58”97, único abaixo do minuto. Chad Le Clos venceu as três provas de borboleta com 23”23, 51”04 e 1’54”18, além de variar e levar também os 200 costas com 1’57”81.

natalie coughlin copa do mundo parisEmily Seebohm levou mais uma vez os 100 costas, novamente abaixo dos 59 segundos com 58”91. Terminou em segundo nos 50 costas com 27”74. Também ficou com a prata nos 200 costas com 2’08”78, em uma prova vencida por Daria Ustinova e novo recorde mundial Junior: 2’07”43. No costas masculino, Camille Lacourt levou novamente tanto os 50 como os 100, com 24” e 53”39.

Alia Atkinson acabou com a graça de Katie Meili e levou tanto os 50 como os 200 peito com 30”85 e 1’07”03. A americana ficou com a prata em ambas as provas com 30”95 e 1’07”30, não conseguindo repetir os 1’06” da última etapa e Campeonato Americano, e o 1’05” do Pan.

Natalie Coughlin (foto) levou os 50 costas com 27”65, foi prata nos 50 livre com 24”83, terminou em 4º nos 100 livre com 54”87. Quem não conseguiu sair com nenhum ouro foi outra americana: Missy Franklin. Além do segundo lugar nos 100 livre, ficou com a prata nos 200 livre com 1’57”28, bronze nos 100 costas com 1’00”47 e bronze nos 200 costas com 2’09”25.

Interessante é que tivemos Florent Manaudou disputando as eliminatórias dos 50 livre, nadando para 21”64, mas saindo da disputa da final, a qual ganharia fácil, já que não teve ninguém abaixo dos 22 segundos.

Nessa etapa tivemos o brasileiro Frederico Castro, que esteve na final dos 200 borboleta, terminando em 6º com 2’00”32.

Agora, a prova de que a Copa do Mundo ainda não é visada como o desejado é a presença de apenas 3 nadadores nos 400 medley masculino e 4 nadadores nos 200 medley. Para subir ao pódio dos 400 medley: 5’25”.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »