Brasil permanece em segundo no quadro de medalhas

8 de outubro de 2015

ResultadosNenhum comentário em Brasil permanece em segundo no quadro de medalhas

Seguindo a mesma linha do primeiro dia, o Brasil esteve presente em vários pódios, mesmo tendo batido na trave por diversas vezes. Somamos hoje um ouro, duas pratas e quatro bronzes. Mantendo a segunda colocação no quadro de medalhas da natação com 4 ouros, 5 pratas e 4 bronzes, atrás dos chineses que somam 7 ouros.

Em uma bela disputa pela prata nos 100 livre feminino, Gracielle Hermann acabou terminando com o bronze com 56”47, seguida de Larissa Martins, a um centésimo do pódio com 56”48, contra 56”22 da russa Viktoria Andreeva. O ouro ficou lá distante com a francesa Charlotte Bonnet com 54”95.

Situação muito parecida aconteceu na prova masculina, mas dessa vez na disputa pelo ouro, onde 4 décimos separaram o primeiro do quarto colocado. O brasileiro Nicolas Nilo subiu ao pódio com 50”19 e João De Lucca ficou de fora em quarto com 50”29 em prova vencida pelo russo Evgeny Laugnov, único abaixo dos 50 segundos com 49”85.

Na primeira prova sem finalistas brasileiros da competição, o 400 medley masculino foi vencido pelo chinês Haifeng Fu com 4’20”74. O mesmo aconteceu nos 1500 livre masculino, com vitória do chinês Zhongyi Qiao com 15’14”21.

Nos 50 borboleta feminino, Daynara de Paula foi mais uma que bateu na trave, terminando em quarto lugar com 26”67. A polonesa Anna Dowgiert foi quem venceu com 26”11.

Já na prova masculina, sem trave, só gol com Nicholas Santos que venceu com 23”30 e Henrique Martins prata com 23”62, com a primeira dobradinha brasileira masculina da competição.

No revezamento 4×100 medley masculino, o Brasil terminou com a prata com destaque para a parcial de Henrique Martins no borboleta com 52”31. Guilherme Guido, João Luiz Jr e Nicolas Nilo foram os outros integrantes do revezamento que somou 3’39”67. A Russia venceu com 3’37”95 com Evgeny Lagunov fechando para 48”92.

Na prova feminina, Brasil também subiu ao pódio, ficando com o bronze com Etiene Medeiros, Ana Carla Carvalho, Daynara de Paula e Gracielle Hermann que fechou muito melhor que a prova individual, com 55”10, a melhor parcial da prova. Somaram 4’12”00 contra 4’07”27 das chinesas que tiveram como diferencial a parcial de peito de Ran Suo com 1’07”85.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »