Etiene é o nome do terceiro dia em Assumpção

1 de abril de 2016

ResultadosNenhum comentário em Etiene é o nome do terceiro dia em Assumpção

Tratando-se de medalhas brasileiras, hoje provavelmente foi o pior dia para o Brasil, mas apesar disso, tivemos bons resultados, principalmente com Etiene Medeiros, que venceu os 50 livre com 24”80. É o segundo melhor tempo da nadadora em 2016 (fez 24”76 no GP de Orlando em uma tomada de tempo) e encontra-se no top 8 do ranking mundial em um ano olímpico.

A prova dos 50 livre foi ainda melhor porque tivemos dobradinha com Gracielle Hermann para 25”37.

Graciele, Etiene. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 01 de abril de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Já na mesma prova, no masculino, o Brasil ficou de fora do pódio. Alan Vitória terminou na quarta posição com 22”80 e Pedro Spajari em quinto com 22”96. O campeão da prova foi o mesmo dos 200, Federico Gabrich com 22”55. O argetindo medalhista em Kazan nos 100 livre, terá sua principal prova amanhã.

O único ouro masculino brasileiro de hoje veio com Luiz Altamir nos 200 borboleta com 1’58”39, conquistando sua segunda vitória na competição, após os 400 livre de ontem. Também subiu ao pódio Leonardo de Deus, que já possui índice olímpico na prova e está claramente pesado nesse sulamericano, e terminou com o bronze com 1’59”63.

Leonardo, Luiz. Campeonato Sul-americano de natacao, realizado no Centro Aquatico Nacional de Assuncao, 01 de abril de 2016, Assuncao, Paraguai. Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

Foto: Satiro Sodré/ SSPress/CBDA

A última medalha individual do dia foi de Joanna Maranhão nos 200 borboleta com bons 2’11”65. Muito bom o tempo de Andreina Pinto, campeã com 2’09”92 e da argetina Virginia Bardach, que vem fazendo uma excelente competição, com 2’11”04.

Nas provas de fundo, Esteban Enderica foi o vencedor dos 800 livre com 7’58”46, prova que ainda teve Martin Nardich abaixo dos 8 minutos para 7’59”18 e Cecilia Biagioli vencedora dos 1500 livre com 16’37”85.

No revezamento 4×100 livre misto, o Brasil venceu com certa tranquilidade sobre os hermanos, levando a prova pra 3’30”98, com parciais: Alan Vitória (49”98), Pedro Spajari (49”64), Manuella Lyrio (55”32) e Gracielle Hermann (56”04). A Argentina não teve Grabich entre os 4 do revezamento, talvez para se poupar para os 100 de amanhã.

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »